Mercedes Benz Cla 45s Amg 2845

Mercedes-AMG CLA 45 mete medo em esportivo V8?

Cupê de quatro portas carrega o motor 2.0 mais potente do mundo em carro de produção em linha


  1. Home
  2. Testes
  3. Mercedes-AMG CLA 45 mete medo em esportivo V8?
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Nem é preciso acompanhar de perto o noticiário automotivo para saber que o fim dos motores grandes e canecudos está perto. Salvo marcas de produção semi-artesanal como Bugatti e Koenigsseg, as montadoras já chegaram ao ápice da performance à combustão e passaram a dedicar a atenção (e caminhões de dinheiro) aos elétricos. É neste cenário que o pouco falado Mercedes-AMG CLA 45 S desperta encantamento.

Equipado com o motor 2.0 mais potente do mundo em um automóvel de larga escala, o cupê de quatro portas vai além dos números para provar que, sim, pode peitar esportivos V6 ou V8 sem qualquer receio de passar vergonha.

Falamos de 210,5 cv de potência por litro. Totais 421 cv desenvolvidos a 6.750 rpm. Também em rotação expressiva são entregues os 50,9 kgf.m de torque. Surgem entre 5.000 rpm e 5.250 giros, gerenciados por uma competente transmissão de 8 velocidades.

Se colarmos em perspectiva que o renomado C 63 emana 71,4 kgf.m por meio de um 3.0 V8, o motor quatro cilindros do CLA nem é tão chamativo. Mas na prática, ambos os AMG cumprem com a aceleração de 0 a 100 km/h ao mesmo tempo: 4 segundos.

Mesmo que disponha de modo Race e botão para aumentar a altura do som do escapamento duplo (com quatro ponteiras), o cupê não consegue emular a atmosfera excitante do sedã. Veja bem, é claro que um V8 tem suas peculiaridades inalcançáveis e o ambiente assustador é uma delas.

Arranca sorrisos

Mas isso em nada abala o habitáculo moderno, luxuoso e esportivo do CLA. Ao seu modo, arranca largos sorrisos e com boa frequência. Os pipocos pulsantes em rápidas reduções de marcha têm lugar cativo na memória.

O mesmo pode ser dito sobre cada momento em que as costas grudam nos envolventes bancos esportivos ou sobre o equilíbrio da suspensão em curvas de alta velocidade. Aliás, a tônica do cupê é a dirigibilidade extremamente agradável proporcionada também pela característica da carroceria de 4,69 m de comprimento, sendo 1,44 m de altura.

O baixinho, desta forma, tem corpanzil que prioriza o prazer ao dirigir em detrimento do conforto de quem viaja no banco de trás. Quer dizer, quem tem estatura mediana encontra bom espaço para as pernas, muito por conta da distância entre-eixos de 2,73 m, mas a caída de teto vira obstáculo para quem é um pouco mais alto.

Apesar disso, é possível cravar que o CLA 45 é um esportivo versátil. Tem espaço para carregar a criançada, porta-malas (de 460 litros) que faz inveja a muito SUV, além de suspensão adequada o suficiente para que ninguém reclame. Embora firme, absorve bem as oscilações no modo Comfort.

A família também é bonificada em relação ao entretenimento. O atraente layout das telas combina com as luzes customizáveis de ambiente, bem como o sistema de som premium da Burmerster. Cada elemento do habitáculo é caprichado e remete ao requinte obrigatório em um modelo tabelado em R$ 546.990.

Apesar de ter um interior que continuará moderno daqui a pelo menos uma década, o sistema multimídia precisa de atualização para ontem. A tela de 10,1 polegadas sensível ao toque e gerenciada por botão também tátil no volante ou joystick no console é interativa, rápida, mas ainda precisa de cabo para ser pareada com os sistemas operacionais dos smartphones.

Mercedes Benz Cla 45s Amg 2689
O atraente layout das telas do painel de controle e da central multimídia são destaque no Mercedes-AMG CLA 45 S
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
toggle button

Além disso, o sistema de comando de voz também precisa de atualização. Este é mais um entre dezenas de textos que mencionam a pouca eficácia do atual MBUX. O recurso é confuso e tem pouca serventia.

Já que falamos sobre um esportivo para uso além dos track days, também seria de bom tom o oferecimento do piloto automático adaptativo. Entre os dispositivos de tecnologia ativa, há assistentes de estacionamento e de ponto de cego, além de head-up display (este, enriquece demais a experiência de guiar).

De lado

Os vacilos podem ser considerados meros detalhes diante do predicado que vem a seguir: modo drift. Com ele, o já divertido CLA com tração integral ganha a picância de um esportivo de tração traseira para contornar as curvas de lado.

Mercedes-AMG CLA 45 S promete desempenho perto do impossível e entrega de maneira brilhante
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
toggle button

O sistema disponível no modo Race e que desliga o controle de tração representa aquela ousadia marota previamente anunciada pelo design marcante do cupê. É impossível olhar para esta máquina sedutora esculpida em amarelo Sol e não pensar: “Hmm, aí tem coisa...”.

Tem. Tem muita coisa. E o mais legal é que se trata de um modelo que pode ser considerado da família de entrada da Mercedes-AMG. O CLA 45 S é uma espécie de esportivo possível que promete desempenho perto do impossível (em se tratando de um quatro-cilindros) e o entrega de maneira tão brilhante quanto a cor da carroceria.

 

Comentários