Mercedes-Benz CLA tem corpo jovem e alma tradicional

Cupê com cara rebelde mantém DNA da marca para conquistar novo público, mas versão de lançamento pode espantar pelo preço


  1. Home
  2. Testes
  3. Mercedes-Benz CLA tem corpo jovem e alma tradicional
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O cupê de quatro portas CLA é o mais novo integrante da família de compactos da Mercedes-Benz. O modelo compartilha a plataforma com o hatchback Classe A, com a minivan Classe B e com o crossover GLA, que será produzido no País a partir de 2015. Lançado no Brasil inicialmente na versão First Edition (primeira edição), tem a salgada etiqueta de preço de R$ 150.500.

 

Com o CLA a Mercedes-Benz mantém a estratégia aplicada ao Classe A, que visa conquistar um público mais jovem. Para isso, a marca da estrela aposta em um design mais moderno, com linhas instigantes, mas sem perder aquele toque tradicional. De acordo com a empresa, o modelo é “um Mercedes que seu pai talvez não dirigiria”.

 

Jovem por fora

Com desenho inspirado no CLS, o CLA também mistura elementos de versões esportivas de outros modelos criadas por sua divisão de performance, a AMG. Os detalhes são vistos nos quatro grandes vincos do capô, que eram utilizados pela empresa para comportar os motores V8. A grade dianteira, por sua vez, é cromada em um primeiro plano e prateada mais no fundo.

 

Na lateral, os vincos aparecem novamente, com linhas agressivas e dinâmicas. A área envidraçada é menor e um pouco mais baixa. Trata-se de uma característica mais vista em modelos esportivos.

 

A traseira, mais elevada, é um show à parte. Nesta seção as linhas da lateral se encerram e encontram as belas lanternas com iluminação feita por diodos emissores de luz (LEDs). À noite, as luzes tomam uma forma que lembram asas de libélulas. Completam o design as ponteiras cromadas da dupla saída de escape, aerofólio integrado à tampa do porta-malas e o difusor, também cromado.

 

Tradicional por dentro

Quem vê por fora um carro com linhas tão ousadas, não imagina que, por dentro, ele seria tão diferente. Assim como acontece com o Classe A, o CLA tem um desenho no interior que destoa bastante do exterior, com toque muito tradicional e elementos não tão joviais.

 

A começar pelo console central, que traz uma enorme gama de botões que controlam uma central multimídia integrada a uma tela de 7” que parece não fazer parte daquele ambiente. Outro elemento não tão “jovem” é a alavanca do câmbio que foi removida de sua posição central e foi para trás do volante. Prática adotada pela Mercedes em um de seus mais tradicionais modelos, o Classe E.

 

O toque mais moderno no interior talvez seja uma placa no painel que imita alumínio, mas é de plástico, e o teto com acabamento em tecido preto. Além disso há também as saídas de ar em forma de turbina de avião e teto panorâmico. A Mercedes ainda incluiu um pacote de luzes amarelas posicionadas em locais como o assoalho e os porta-copos.

 

A cabine, no entanto, é muito bem acabada. Os bancos, revestidos em couro nas laterais e tecido, têm formato do tipo esportivo e acomodam com conforto tanto o motorista quanto os passageiros. A traseira segue o padrão, embora peque no espaço para seus ocupantes.

 

Bem equipado, mas...

... falta alguma coisa. A Mercedes-Benz justifica o preço de 150 mil reais para uma versão de lançamento mais completa, contudo, alguns itens que parecem imprescindíveis em um carro com esse valor não entraram na lista.

 

O CLA First Edition traz o sistema multimídia já citado, bancos parcialmente revestidos em couro, faróis bi-xenônio, rodas de liga leve de 18”, sete airbags, (frontais, laterais, do tipo cortina e para o joelho do motorista), sistema de freios com ABS (anti-travamento) e EBD (distribuidor de frenagem), sensor de fadiga (alerta quando o motorista está cansado e deve parar o carro), controles de tração e estabilidade, ar condicionado, direção elétrica entre outros.

 

Por outro lado, o CLA não traz itens como câmera de ré (item que já é oferecido em modelos populares, como o hatch GM Onix), ajuste digital de temperatura para o ar ou bancos com regulagem elétrica.

 

Primeira volta

Quando ligamos a chave, o CLA mostra seu melhor lado. O modelo traz a mesma motorização do irmão Classe A: um motor de quatro cilindros a gasolina, de 1.6L, turboalimentado, com injeção direta, capaz de entregar 156 cv de potência. O propulsor trabalha em conjunto com uma caixa de transmissão automatizada de sete velocidades.

 

Com torque de 25,4 kgfm disponíveis na faixa dos 1.250 rpm aos 4.000 rpm, o CLA mostra-se bastante eficiente para uma condução urbana. Como quase toda a força do modelo fornecida em baixa rotação, as respostas às investidas no pedal do acelerador são bastante rápidas. O câmbio de sete marchas faz com que o bloco trabalhe na maior parte do tempo com um regime menor de giros, privilegiando o consumo de combustível. De acordo com a Mercedes-Benz, o CLA pode sair da inércia e chegar aos 100 km/h em 8,5 segundos.

 

Ao rodar com o carro na estrada esta prática impressiona pelo nível de ruído quase imperceptível do motor mesmo em velocidade mais elevada. Aos 120 km/h por hora, o motor trabalha a cerca de 2 mil giros e basta um toque na borboleta atrás do volante para uma redução de marcha e um imediato ganho de potência na hora das ultrapassagens.Se o motorista optar por uma condução mais apimentada, basta acionar o modo Sport. Com ele, a transmissão “estica” as marchas e realiza as trocas em rotações mais altas.

 

O sistema de suspensão (McPherson na dianteira e Four Link na traseira) conta com um ajuste mais rígido. Mas nada que faça o carro sofrer nas em ruas com piso irregular. O CLA mantém-se muito firme em curvas mais acentuadas.

 

Conclusão

Por conta da alta procura pelo Classe A, que serviu de base para o CLA, a Mercedes resolveu salgar o preço do cupê. O valor pedido pelo modelo é R$ 50 mil mais caro do que foi pedido pelo Classe A de entrada na época do seu lançamento, em abril de 2013 (R$ 99.900).

 

Como base de comparação, nas concessionárias da marca é possível encontrar o Classe C 180 2013/2014 a partir de R$ 109.900. A Mercedes-Benz afirma que terá novas versões do CLA quando iniciar a importação do Classe C, posicionando assim, o cupê abaixo do renovado sedã.

 

Embora a Mercedes-Benz queira vender uma nova imagem, o CLA não nega seu DNA. A mistura do tradicional com o jovem caiu bem e o cupê tem um conjunto mecânico muito eficiente. Fica, portanto, a expectativa para este novo posicionamento, já que o CLA ainda terá pela frente a concorrência do novo A3 Sedan. O modelo da marca dos quatro anéis será lançado oficialmente na próxima semana com motor 1.8L turbo de 180 cv e com preços que partem dos R$ 116.400. 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors