<b>Novo Corsa Hatch 1.8L</b>

<i><b>Agilidade na medida certa</b></i>


  1. Home
  2. Testes
  3. <b>Novo Corsa Hatch 1.8L</b>
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Equipado com motor 1.8 de 8 válvulas, o novo Corsa Hatch é ágil na cidade e veloz na estrada. Bom nível de acabamento interno e design atual fazem desse compacto da GM um veículo eficiente e agradável de conduzir.

Por Ricardo Panessa
Fotos Luís Felipe Figueiredo


Reestilizado em 2002, o novo visual do Corsa é um de seus pontos fortes. Mas o motor 1.8 SOHC de 8 válvulas e a suspensão dianteira montada sobre plataforma ‘subframe’ também são qualidades notáveis do modelo, comprovadas durante teste drive com uma unidade na versão Hatch, de cinco portas, equipada com todos os acessórios opcionais.

A aparência esportiva do Corsa Hatch 1.8L é realçada pelas saias laterais, aerofólio e spoilers dianteiro e traseiro pintados na cor do carro (vermelho Lyra na unidade testada), ponteira do escapamento cromada e pelas rodas de liga leve com desenho marcante.

O desempenho, compatível com a aparência, é proporcionado pelo motor SOHC de 1.8 litro, que desenvolve 102 cavalos a 5.200 rpm, e torque máximo de 16,8 mkgf já a partir dos 2.800 giros. Suspensões firmes, escalonamento de marchas adequado e posição de dirigir privilegiada completam o conjunto de características que otimizam o desempenho do carro.

Apesar de compacto, o Corsa Hatch cinco portas é confortável, na medida do seu tamanho. Com acabamento de primeira, seu interior remete a modelos de padrão superior. O banco do motorista com regulagem de altura, o volante da direção com diâmetro maior do que a maioria dos outros modelos desse segmento, os engates de marchas macios e precisos e a boa localização dos instrumentos tornam a dirigibilidade eficiente e agradável, justificando o preço de R$ 26,5 mil (21/maio/2003), que não inclui os opcionais.

Agilidade é ponto forte
Motor 1.8 de 8 válvulas e marchas ‘curtas’ favorecem condução urbana
Desenvolvido a partir do motor 1.6 8V do Corsa antigo, o propulsor 1.8 8V que equipa o novo Corsa não é um primor em desempenho, mas tem personalidade em baixas rotações. Com 102 cavalos de potência e 16,8 kgfm de torque já a partir de 2.800 rpm, não decepciona na estrada, mas apresenta maior desenvoltura na cidade.

Essas características e mais o câmbio com escalonamento de marchas mais ‘curto’, permitem conduzir o carrinho em baixas rotações, entre 2 mil e 3 mil giros, com muita agilidade. Silencioso, permite levar o Corsa a 179 km/h de velocidade máxima, e acelerar de 0 a 100 km/h em 10,9 s, segundo a GM. Baixo consumo é outro ponto forte do Corsa 1.8: o teste apontou, na ‘boca do tanque’, 9,9 km/l na cidade e 14,8 km/l na estrada.

A boa dirigibilidade que o modelo oferece, deve-se, também, à suspensão, montada em um subchassi no eixo dianteiro, que contribui para uma boa absorção das irregularidades do piso e garante excelente estabilidade nas curvas. Outro ponto positivo são os freios, de acionamento suave e com respostas precisas.


Visual agrada
Aparência lembra Astra, mas tem personalidade própria
As linhas limpas e contemporâneas do novo Corsa Hatch são ao mesmo tempo suaves e marcantes. Embora lembre o Astra, principalmente na parte dianteira, o design do modelo tem personalidade própria, passando sensação de robustez. Os faróis tem forma parabólica e superfícies multifacetadas, dando uma ‘cara de marrudo’ ao modelo. Os pára-choques, pintados na mesma cor da carroceria, são envolventes e reforçam a aparência de esportividade e robustez.

A traseira, por sua vez, tem como maior destaque as atraentes lanternas verticais integradas ao vidro traseiro, que melhoraram sensivelmente a visualização da luz de freios.

Construído sobre uma plataforma própria, o novo Corsa é 9,3 cm mais longo que o anterior, 4 cm mais largo e alto, e ainda conta com 5 cm a mais de distância entre-eixos. Essas medidas contribuíram para melhorar o conforto e espaço interno. Já o porta-malas, com os mesmos 260 litros de capacidade da versão antiga, complica acomodar as bagagens de todos os passageiros.


Interior funcional
Modelo é bem resolvido ergonomicamente
Além de bem acabado, o interior do Corsa Hatch é ergonomicamente bem resolvido. Os bancos e laterais das portas utilizam forrações de motivos leves e bem-humorados, sendo que o banco do motorista pode ser regulado também em altura. Os instrumentos de controle, os mostradores do painel e a posição de dirigir são resultado de uma ergonomia quase perfeita: o volante da direção, de design especialmente atraente, empunhadura agradável e diâmetro sensivelmente maior que outros modelos desse segmento, não oferece nenhuma opção de regulagem, comprometendo uma ‘nota’ máxima que o carro poderia obter nesse quesito.

Em compensação o painel merece destaque. Tem mostrador central de informação tripla, instalado na parte superior central, com relógio, termômetro e calendário, este último substituído pela freqüência da estação de rádio, quando este está ligado. O quadro de instrumentos é especialmente bonito, com dois grandes círculos sobrepostos, um com conta-giros e outro com velocímetro, além de indicadores de temperatura do motor e do nível de combustível, inteiramente acionados por um circuito eletrônico, monitorado por uma série de sensores.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors