Novo Toyota Camry chega ao Brasil

Versão única e equipamentos para ser "novo padrão" do segmento


  1. Home
  2. Testes
  3. Novo Toyota Camry chega ao Brasil
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Apresentado como o "novo padrão" do segmento de sedãs grandes no Brasil, chega ao mercado o novo Toyota Camry, que começa a ser vendido nesta terça-feira, 20 de junho, por R$ 163.072,00, em versão única, importado do Japão. A expectativa de vendas é de 50 unidades por mês, o que representa 30% do segmento.

Esta é a 6ª geração do Camry - a 1ª é de 1982; no Brasil sua história começou em 1992, com a 4ª geração. O processo de desenvolvimento levou aproximadamente 4 anos, tendo sido iniciado em 2002. Todo o carro foi revisto, desde sua estrutura, reforçada, até os equipamentos. Seu motor é um V6 de 3,5 litros que integra toda a tecnologia de duplo comando no cabeçote, com variação de válvulas de admissão e escape, além de coletor de admissão também variável. Tem potência de 284 cv a 6.200 rpm expressivo ganho de 98 cv ante o anterior, de 186 cv e torque máximo de 35,3 kgfm a 4.700 rpm.

Como ganhou apenas 20 quilos em relação ao antecessor, o novo Camry anda mais 230 km/h de velocidade máxima, ante 205 km/h da 5ª geração e acelera mais forte, chegando aos 100 km/h em 7,4 segundos; o anterior levava 10,2 s. Os dados de consumo fornecidos pela Toyota apontam 7,1 km/l na cidade e 13,5 km/l na estrada -, mas foram obtidos em testes no Japão, realidade bem diferente da brasileira.

Em comprimento, a 6ª geração é idêntica à 5ª, permanecendo com 4,81 metros. Em largura houve acréscimo de 2,5 centímetros, chegando a 1,82m. O carro está 2 cm mais baixo, com 1,48 m embora a linha de cintura mais alta dê impressão inversa. Crescimento relevante teve a distância entre eixos, que ganhou 5,5 centímetros e agora totaliza 2,77 metros. É número de carro grande, que se reflete em bom espaço interno. Seu porta-malas tem 504 litros de capacidade, com estepe "normal" e não o fino, de praticidade duvidosa.

Entre os equipamentos há faróis de xenônio, toca-CD com capacidade para 6 discos e leitor de arquivos MP3 e WMA, airbags frontais, laterais e tipo cortina. Há acesso ao porta-malas pelo interior do veículo, comandos de rádio e do ar-condicionado no volante como no Ford Fusion e regulagem elétrica para bancos do motorista e do passageiro. O banco traseiro é reclinável em 8º, o que colabora para o conforto.

Confira ainda hoje a avaliação do novo Toyota Camry - cujo nome, aliás, vem da palavra japonesa kammuri, que significa coroa naquela língua.
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários