Ponto para o Grande Punto

Ele chega ao Brasil ano que vem; conheça-o antes


  1. Home
  2. Testes
  3. Ponto para o Grande Punto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Por enquanto, a Fiat prefere esconder o jogo sobre a produção do Grande Punto no Brasil. No entanto, ele será lançado aqui no segundo semestre de 2007. Desde o início do projeto do monovolume Idea — compartilha a mesma arquitetura — a produção deste hatch compacto maior do que o Palio foi decidida, bem como um sedã com distância entre eixos aumentada que acaba de ser apresentado no Salão do Automóvel de Istambul, Turquia o Linea – leia sobre ele aqui . O Grande Punto nasceu no período do frustrado acordo industrial entre GM e Fiat. A arquitetura que deu origem ao Grande Punto baseia-se no projeto original do novo Opel Corsa europeu, lançado há dois meses, inclusive com idêntico entreeixos de 2,51 m e praticamente o mesmo comprimento em torno dos quatro metros.

O acerto entre os dois grupos deu prioridade à Fiat que precisava urgentemente de novos produtos. Tanto que o modelo italiano foi lançado em setembro de 2005 já com o acordo desfeito em fevereiro e o alemão, um ano depois. Os estilos, porém, são completamente diferentes. A Fiat optou por reviver a parte frontal dos carros esporte italianos dos anos 1960. De fato, há semelhança entre o Grande Punto e os Maseratis. Dessa forma, este é um compacto que se destaca na paisagem de quase mesmice atual, quando faróis de desenho rebuscado e ousado ditam a moda.

Obra de Giorgetto Giugiaro, da ItalDesign, o carro tem muita personalidade. Arcos de rodas bem pronunciados, vinco lateral ascendente, forte inclinação do pára-brisa que deu origem à pequena janela junto à coluna dianteira e suporte do espelho retrovisor deslocado para a porta são recursos de estilo muito interessantes. Na traseira foram mantidas as lanternas elevadas, embutidas nas colunas, que o Punto original ainda em produção destacava desde o lançamento em 1993.

O espaço interno segue a tendência de ampliar o conforto a cada geração. O Grande Punto e outros compactos recentes — Peugeot 207, o próprio Corsa — seriam classificados como médio-compactos 10 anos atrás. Uma das explicações é o biótipo humano médio que tem crescido. Além dos bancos dianteiros bem desenhados, o banco traseiro surpreende pela largura. Muito bom é o espaço para as pernas: pessoas com mais de 1,80 m não se sentem incomodadas, se outras de mesma estatura se acomodarem à frente. Porta-malas de 275 litros também é bom, pouco inferior aos 290 litros do Palio.

Impressiona ainda mais a extensa lista de equipamentos, divididas entre quatro versões: Active, Dynamic, Emotion e Sport. Direção assistida elétrica, teto solar duplo, ar-condicionado automático de duas zonas com aquecedor elétrico auxiliar, controle de velocidade de cruzeiro, sistema de comunicação por voz para telefone celular, sistema de som de última geração, sensores de estacionamento, computador de bordo com instruções verbais em oito línguas, monitor de pressão dos pneus e até reparador instantâneo de pneus.

Quanto à segurança, existem seis airbags frontais, laterais e cortina. Inclui proteção extra de abertura progressiva e diferenciada para motorista e passageiro em função do acidente, além da opção de um sétimo airbag para joelhos. Todos os controles eletrônicos estão presentes para correção de trajetória em curvas, antibloqueio ABS e antipatinagem das rodas, auxílio suplementar à frenagem e controle de excesso de freio-motor evita travamento das rodas ao se reduzir marcha. Inclui ainda um sistema de assistência à arrancada, em subidas ou descidas: mantém o freio de serviço acionado até 1,5 segundo depois de o motorista liberar o pedal.

A Fiat oferece seis opções de motores: três a gasolina 1,2 e 1,4 litro de 65, 77 e 95 cv; três turbodiesel 1,3 e 1,9 litro de 75, 90, 120/130 cv. Os câmbios manuais podem ter cinco ou seis marchas. Também há até quatro especificações de pneus que vão de 175/65-15 a nada menos de 205/45-17.Para o primeiro contato com o automóvel, a fábrica reservou uma manhã para um grupo de jornalistas brasileiros na pista de teste de Balloco, perto de Milão, construída pela Alfa Romeo antes de ser adquirida pela Fiat em 1986. O único Grande Punto disponível, entre outros modelos das duas marcas, tinha duas portas, versão que não será fabricada aqui. Logo ao entrar, é clara a familiaridade com alguns elementos do Palio — volante e botões do ar-condicionado. O quadro de instrumentos e as saídas de ar sem direcionar o fluxo para as mãos como aqui, ainda bem são diferentes. A posição de guiar é muito boa graças aos ajustes de altura do banco e do volante, em altura e distância. Os materiais de acabamento são superiores, mesmo nesta versão intermediária.

Algumas voltas em um dos traçados do circuito foram suficientes para avaliar a dirigibilidade, um dos pontos altos do carro. A suspensão é bem firme e o comportamento em curvas, exemplar. À parte da sensibilidade exagerada do pedal de freio, o Grande Punto transmite sensação de segurança. O motor da unidade testada — Fire de 1.400 cm³ - desenvolve 77 cv de potência 11,7 kgf.m de torque, menos do que os 80 cv do mesmo propulsor fabricado em Betim, apesar da taxa de compressão mais alta do modelo italiano. Isso se deve ao regulamento antipoluição vigente na Europa.

O desempenho nesta versão, de 1.025 kg, é inferior ao do Palio que, com quatro portas, pesa 50 kg menos. A fábrica indica aceleração 0 a 100 km/h em 13,2 s e consumo médio de 16,4 km/l no ciclo padrão. Para quem deseja mais desempenho, existe a versão de 16 válvulas do mesmo motor, com 95 cv e capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 11,5 s.

Gosta de compactos premium?

Então confira algumas opções em nossos estoques:

Ford Fiesta

Volkswagen Polo

Citroën C3

Leia também:

Fiat Bravo chega em janeiro de 2007

SEGREDO! Fiat Brava

Fiat Idea Adventure

Nissan Murano
________________________________
Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se naAgenda do Carro!
________________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários