Saveiro Cross encara Duster Oroch

Picapes de Volkswagen e Renault têm motor 1.6 16V. Quem leva?


  1. Home
  2. Testes
  3. Saveiro Cross encara Duster Oroch
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Com o novo segmento de picapes médias emergindo depois da chegada de Renault Duster Oroch e Fiat Toro, a Volkswagen lançou a nova Saveiro tentando atrair uma pequena fatia dos consumidores do segmento. Com cara de SUV (utilitário esportivo), descolando do design do Gol e bom pacote de itens de série, porém em uma embalagem ligeiramente menor, a Saveiro mais completa na versão Cross, por exemplo, se equipara em preço à uma Duster Oroch 1.6 mais completa, na versão Dynamique.

Embora as semelhanças fiquem mais no preço e no motor 1.6, o embate é um daqueles que faria você pensar bem antes de comprar uma picape para encarar o dia-a-dia e ainda bancar o explorador no fim de semana. Comparamos Volkswagen Saveiro Cross e Renault Duster Oroch Dynamique 1.6 para mostrar qual dos dois vai te satisfazer melhor.

A concepção até é um pouco diferente, mas o uso acaba sendo o mesmo. Com motor 1.6, a Duster Oroch está voltada muito mais para o uso urbano do que para transporte de cargas ou viagens mais longas.

O bloco de quatro cilindros produz 115 cv quando abastecido com etanol (110 cv com gasolina) e vai bem na cidade graças à curta relação de marchas da transmissão manual. Disponíveis a 3.750 rpm, os 15,9 kgf.m de torque são bem aproveitados em todas as cinco marchas.

Entretanto, basta colocá-lo frente ao motor da Volkswagen, que a grama do vizinho fica ainda mais verde. Também 1.6 16V, o quatro cilindros da Saveiro produz 120 cv com etanol, 5 cv a mais que o da Oroch. Comparando a força, a diferença fica ainda maior. São 16,8 mkg.f disponíveis a 4.000 rpm.

IMAGE

IMAGE

E além do motor ligeiramente mais fraco, a Duster Oroch pesa 160 kg a mais que a Saveiro. Quer entender onde essa gordura vai pesar? A Saveiro chega aos 100 km/h em 10,1 segundos, contra 13,2 segundos da Oroch. O motor permite melhor escalonamento do câmbio. E mesmo sem ser muito alongado, o da Saveiro vai bem na estrada, permitindo que a picape rode a 120 km/h com o conta-giros cravado nas 2.700 rpm – na mesma velocidade com a picape da Renault, o motor fica em regime alto, perto de 4.000 rpm.

IMAGE

IMAGE

Com toda essa vantagem, é óbvio que o conjunto da Volkswagen também sobra no consumo: com gasolina, a Saveiro faz 8 km/l na cidade e 11 km/l na estrada. Já a Duster Oroch 7,2 km/l e 9,5 km/l, respectivamente.

Esquecendo um pouco os números, ainda é mais amigável conviver com a Saveiro que com a sua rival francesa. O motor é muito menos áspero, e os ruídos e as vibrações não invadem tanto a cabine – mérito para a melhor construção do Volks. O câmbio MQ 200 da fabricante alemã tem engate mais curtos e precisos, como já é de se esperar.

Se no coração a Saveiro já é superior, tudo que vem em volta acompanha a superioridade do conjunto motriz. A qualidade de construção é muito mias sólida. Basta sair de um carro e entrar no outro para notar. Ruídos de motor e do vento são muito mais invasivos no Renault. A qualidade dos materiais segue a mesma tendência. A Oroch abusa de plásticos ásperos e peças com rebarbas e encaixes não muito precisos.

IMAGE

IMAGE

Os controles na Volks também são mais intuitivos e melhor posicionados. A oferta de direção com ajuste de profundidade e altura, e do banco com ajuste de altura, fazem com que se ajeitar na Saveiro seja muito mais fácil. Na Oroch, o ajuste de banco e direção é somente de altura.

Rodando pela cidade, os dois carro vão muito bem. As duas suspensões são muito bem acertadas. A Saveiro, no entanto, puxa para um ajuste mais firme, que pode incomodar em alguns buracos – culpe também o eixo de torção na traseira. A Oroch, pelo porte, também se mostra um pouco mais valente para uma possível estrada de terra que pode aparecer na viagem do fim de semana.

O porte maior Duster Oroch também ajuda a equiparar o jogo por aqui. Sendo 20 centímetros mais comprida, 10 centímetros mais larga e com 7 centímetros a mais de distância entre os eixos, a picape da Renault trata melhor quem vai no banco de trás. Não que o espaço da Saveiro Cabine Dupla seja muito limitado, mas só o fato de não ter quatro portas e vidros basculantes, não há muito o que discutir. A diferença de tamanho também repercute na capacidade da caçamba. São 103 litros a mais para a Oroch - 580 litros contra 683 litros.

Fechando a conta, a Saveiro cobra R$ 75.690 pela versão mais completa da Cross Cabine Dupla, saindo por R$ 70.950 na básica. Nossa versão avaliada da Duster Oroch cobra R$ 76.990 pela configuração Dynamique com o Pack Outsider, que adiciona uma espécie de “quebra-mato” frontal emoldurando faróis auxiliares, molduras de para-lama, capota marítima e grade de proteção do vidro traseiro. Seu preço inicial é de R$ 71.900.

IMAGE

Parece muito pagar mais de R$ 70 mil por uma Saveiro né? Mas pense bem, por pouco menos de R$ 2.000 que a Duster Oroch, ela oferece sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, bancos em couro, sensor de chuva e crepuscular, e piloto automático com o pacote Cross Completo. Esses itens não são nem opcionais na Duster Oroch, que vem de série com bancos em tecido, volante revestido em couro, sensor de estacionamento traseiro e ar condicionado.

O sistema de navegação Discover Media, que conta com Apple CarPlay, Android Auto e GPS integrado, está muito a frente do Media Nav oferecido pela Renault, que apesar de também ter GPS, fica devendo plataformas de espelhamento e uma interface mais moderna.

Custos

Cotamos o seguro médio da Saveiro Cross e o valor da apólice ficou relativamente salgado: R$ 7.980, com franquia de R$ 3.320. Já o valor médio da Oroch ficou em R$ 5.250 - diferença superior (e significativa) a R$ 2.500 -, com franquia em R$ 3.570. Com relação às revisões periódicas até 60.000 km, o representante da Volkswagen leva ligeira vantagem sobre a picape da Renault: R$ 2.597,33 contra R$ 2.901.

Conclusão

Levando tudo isso em conta, opte pela Saveiro. Talvez ela não seja tão gentil com quem você vai levar no banco traseiro, mas ainda assim é a opção mais bem pensada, construída e moderna das duas analisadas. Se caso precise MESMO de cinco lugares e uma caçamba um pouco maior, tudo bem, fique com a Oroch. Mas nesse caso, tire o escorpião do bolso e parta para uma versão com motor 2.0. Na área dos 1.6, quem manda é a Saveiro.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors