O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Teste: Audi RS6 Avant

Perua mais rápida do mundo acelera de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos


  1. Home
  2. Testes
  3. Teste: Audi RS6 Avant
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Carro da ‘mamãe levar as crianças para a escola’ é coisa do passado. Aliás, isso é ‘missão’ para as insossas minivans. Atualmente, as peruas – ou station wagons – assumiram posição muito mais ousada na sociedade. Hoje despertam o desejo. Em alguns casos são sinônimo de design, requinte e esportividade. E neste seleto grupo, a representante número 1 no mercado brasileiro é a Audi RS6 Avant, modelo que o WebMotors teve a oportunidade de acelerar todos os seus 560 cv de potência máxima.

Logo de cara, a ‘grandalhona’ de quase 5 metros de comprimento (são exatos 4,97 metros) impressiona não somente pela cor – um vermelho Misano que se destaca no acinzentado trânsito paulistano -, mas principalmente pelo preço: R$ 557.100. Neste valor conta o fator exclusividade, já que são poucas as peruas ofertadas no Brasil e menos ainda as que entregam alto desempenho. Nenhuma da BMW com a insígnia ‘M’ (Motorsport), por exemplo, está aqui oficialmente, nem mesmo a Classe E State AMG. Uma que pode ser encontrada em solo tupiniquim, mas que não entrega a mesma ‘insanidade’ da Audi é a V60 R-Design T6, que custa menos da metade (R$ 210.950), mas também entrega ‘somente’ 304 cv.

 No entanto, ao assinar o cheque, o comprador da RS6 Avant estará levando um pacote completo de equipamentos realmente relevantes, como ar-condicionado de quatro zonas, bancos revestidos em couro Alcântara, teto solar panorâmico, ajustes elétricos do banco e da coluna de direção (altura e profundidade), câmera de ré, airbags frontais, laterais e tipo cortina, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, controlador de velocidade, central multimídia com sistema de navegação e conectividade Bluetooth, e som Bang & Olufsen – entre outros mimos.

FEROCIDADE VICIANTE

Caso não conhecesse a competência dos engenheiros da Audi, ousaria dizer que a RS6 Avant foi desenvolvida em parceria com o capeta. Seu motor 4.0 V8 Biturbo é uma monstruosidade quando provocado. Nem tanto pelos 560 cv – a geração anterior da perua utilizava bloco 5.0 V10 também biturbinado com 20 cv a mais -, mas pelo torque de 71,4 kgf.m. Esta força está disponível em uma ampla faixa de torque, que parte dos 1.750 rpm e vai pleno até 5.500 rotações. Isso significa que, qualquer pisada mais saudável no pedal da direita, seu corpo e arremessado contra o encosto do banco esportivo. Pura brutalidade. Uma ferocidade que vicia.

De acordo com a fabricante alemã, a RS6 Avant acelera de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e atinge a velocidade máxima de 305 km/h. Números de fazer inveja a modelos que se orgulha de carregar a alcunha de superesportivos...

Chama a atenção a eficiência da tração quatto – integral nas quatro rodas. Nas acelerações e retomadas, a perua da Audi transmite total sensação de segurança. Parece estar pregada no asfalto. Mesmo nas curvas, quando abusamos do acelerador em busca dos limites, a tração ajuda a manter o carro completamente sob controle – o ESP (controle de estabilidade) também entra em ação quando necessário. Neste ponto, destaque para a firme suspensão adaptativa a ar, como um puro-sangue exige. A carroceria em nenhum momento oscila – seja nas curvas ou frenagens acentuadas. O contraponto, no entanto, é o conforto prejudicado no ‘desfilar’, mesmo que lento, nas ruas e avenidas esburacadas de São Paulo. As batidas acabam sendo mais secas, inevitavelmente. Mas quer saber: o que isso importa quando estamos falando da perua mais rápida do mundo?

E a esportividade da RS6 Avant transborda também pelos escapamentos. Nas acelerações, o ronco, para quem gosta barulho, arrepia. Invade a cabine com gosto e assusta aqueles despreparados que caminham pelas calçadas. E a cada aliviada do pedal da direita, as saídas (dupla) do escapamento ‘pipocam’ sem desafinar. Isso se deve ao sistema de escapamento esportivo RS.A transmissão é automática TipTronic de oito marchas. É muito eficiente e entrega tudo o que o motor pede com extrema eficiência. Talvez, no entanto, uma caixa automatizada de dupla embreagem pudesse oferecer uma agilidade extra. Ponto positivo para as aletas atrás do volante multifuncional – e de base achatada -, que tempera a condução mais ousada. Este câmbio, ao levar a família para passear – não podemos esquecer que estamos falando de uma station wagon -, consegue ser muito confortável, com mudanças praticamente imperceptíveis.

Na hora de frear todo este ímpeto, eficácia é a palavra de ordem, principalmente quando a fera pesa 2.010 quilos.  Por isso, além dos sistema ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica de frenagem), discos de cerâmica (mais eficientes) nas rodas dianteiras e traseiras.

 

BOMBADA

A RS6 Avant é musculosa. Torneada de para-choque a para-choque.  O olhar zangado dos faróis casa perfeitamente com a grande grade frontal. A lateral de linha de cintura reta chama atenção pelas rodas de liga leve de 21 polegadas calçadas com pneus 285/30 R21. A traseira poderia ser menos chamativa, caso não estivesse ali um difusor amplo e as saídas do escapamento.

CONCLUSÃO

A RS6 Avant é um daqueles carros inesquecíveis. Daqui alguns anos, o ronco, a esportividade e a brutalidade desta perua – que de familiar mesmo tem apenas o porta-malas de 565 litros – ainda estarão impregnadas na memória. Foram 7 dias de sorriso no rosto e vontade de ir até a padaria da esquina de carro. Ou de sumir com o carro e não voltar mais...

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors