630x386 42bf8064 57de 441c B4d4 B0d20ca83dff 0

Teste: Fiat Palio Fire Way

Modelo chega com motor 1.0 de até 75 cv; hatch 'off-road' parte de R$ 27.860


  1. Home
  2. Testes
  3. Teste: Fiat Palio Fire Way
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Para ser um time vencedor no futebol de hoje, não adianta jogar com 11 craques. É preciso ter aquele jogador que faz o serviço pesado, que corra o dobro – e muitas vezes jogue feio – para que os outros brilhem e a clube vença. Neste perfil de atleta ‘raçudo’, um legítimo carregador de pianos, mas indispensável para uma equipe vencedora está o novo Fiat Palio Fire Way, que o WebMotors testou por uma semana.

Substituto do Mille Way, que pendurou as chuteiras no fim do ano passado por não ter condições técnicas em conta (entendam barata) para sair de fábrica com air bag e ABS, como manda a legislação, o Palio Fire Way chega com preço inicial de R$ 27.860 (quatro portas), exatamente R$ 3.130 mais que a opção Fire de entrada (duas portas).

O valor se justifica (totalmente) por questões estéticas, a começar pela suspensão ligeiramente mais elevada. O modelo também traz apliques plásticos típicos dos off-roads urbanos, rodas de ferro de 14 polegadas com calotas exclusivas, faróis com máscara negra, espelhos retrovisores na cor do veículo e adesivo no rodapé das portas em alusão à versão.

Em termos de itens de conforto, o Palio Fire Way não oferece muito. Para ser sincero, não oferece ‘nadica de nada’ além do conhecido ‘basicão’ – lembrando que freios com ABS e air bag duplo frontal são de fábrica por lei desde o início deste ano.

Tudo é opcional. Por R$ 1.897 (Kit Celebration I) equipamos o Way com direção hidráulica, travas e vidros elétricos. Para quem pode investir um pouco mais, o Kit Celebration II traz tudo o que o primeiro pacote tem mais ar-condicionado por R$ 4.284. Completinho – incluindo rodas de liga leve de 14 polegadas, faróis de neblina e rádio com MP3 e entrada USB -, a versão topo de linha do Palio sai por exatos R$ 34.636. Ficou faltando um computador de bordo…

Por dentro, o Way é o mesmo Palio de anos e anos atrás, com medidas que o deixam em pé de igualdade com a maioria de seus concorrentes – são 3,82 metros de comprimento, com 2,37 metros de distância entre os eixos e porta-malas para escassos 290 litros de bagagens. Os revestimentos estão em sintonia com a proposta do veículo, mas as peças plásticas não estão bem encaixadas. A tampa do porta-luvas, por exemplo, deixa a impressão de o compartimento não ter sido fechado corretamente.

Rodando, o Palio Way agrada. Não pela elevação da suspensão, que não altera em nada o comportamento do veículo – apenas encoraja o motorista a encarar buracos, lombadas e valetas (as vezes tudo junto num mesmo obstáculo) -, mas pelo agradável motor 1.0 8V bicombustível de até 75 cv de potência a 6.250 rpm, quando abastecido com etanol. O bom torque de 9,9 kgf.m a 4.500 rotações (também com álcool no tanque) consegue ser bem explorado pela relação de marchas do câmbio de cinco velocidades, que poderia ter engates um pouco mais precisos.

Trafegando a 120 km/h, o conta-giros marca 4.000 rpm. Ponto positivo para o bom isolamento acústico, normalmente um pênalti nos carros de entrada.

O ponto negativo vai para a ergonomia. Sem ajuste de altura ou profundidade da coluna direção, o Palio não oferece a melhor posição ao volante, obrigando o motorista se acostumar com aquela que o cansa menos.

RESUMINDO

O Palio é muitas vezes a opção de quem precisa de um carro econômico para rodar e que não custe muito. A versão Fire Way terá seu cliente, com certeza. Aquele que não quer o basicão, mas consegue se virar com prestações algumas centenas de reais mais altas durante os próximos 36 ou 48 meses. O Palio Fire Way é mais uma opção – ao lado do Fire de entrada – de jogador que não joga bonito para a torcida, mas cumpre seu papel com maestria e é reconhecido pela diretoria do clube (a Fiat, no caso). Não por acaso, o Palio é o segundo carro mais vendido do Brasil nos cinco primeiro meses do ano com 68.485 emplacamentos, de acordo com a Fenabrave (Fcaptionação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors