Teste: Land Rover Evoque põe o luxo em embalagem compacta

Crossover ousado diverte motorista e entretém os passageiros


  1. Home
  2. Testes
  3. Teste: Land Rover Evoque põe o luxo em embalagem compacta
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O visual do Land Rover Range Rover Evoque dá a sensação de que ele está anos à frente, mas na verdade esse misto de SUV e hatchback já tem nove anos de idade. A primeira aparição do Evoque (vamos encurtar o nome daqui em diante para facilitar) foi no Salão de Detroit de 2003, na forma do Range Rover Stormer Concept. Com visual quadradão e portas tesoura, o primeiro conceito da marca já indicava a ousadia que o Evoque teria, com fortes vincos nas laterais e área envidraçada que diminui em direção à traseira.

Duas olimpíadas depois, o britânico chega às ruas para virar pescoços e bolsos dos mais afortunados. Isso porque se os R$ 175 mil cobrados pela versão mais barata (R$ 2 mil a mais pelo Evoque duas portas) viram apenas a entrada do financiamento de um Range Rover Vogue, por exemplo, por dentro a história é outra. Bem acabado, mas com problemas típicos de um carro duas portas, o Evoque é um Land Rover para quem já tem outro Land Rover.

Beatles para Rolling Stones

A contrapartida é que o Evoque provavelmente será o mais usado da casa. Menor, mas não menos luxuoso, ele procura oferecer o requinte da linha Range Rover em uma embalagem “para solteiros”, ou, no máximo, “para casais”. A ideia é genial: para ir ao trabalho um empresário não precisa necessariamente de um enorme SUV, mas não abrirá mão de telas sensíveis ao toque nem de bancos elétricos com memória. O bônus da embalagem menor é que com menos peso, o motor ganha mais fôlego, tornando o Evoque menos aristocrático e mais esportivo. Se provavelmente no sistema de som harman-kardon do Vogue toca-se Beatles, no Meridian do Evoque só passa Rolling Stones.

E apesar de cantar o contrário, Mick Jagger com certeza iria se satisfazer com o menor dos Land Rover. Com 2,66 m de entre-eixos, o Evoque duas portas compensa a dificuldade para acessar os bancos traseiros com uma agilidade digna de hatch. E os 1.640 kg ficam leves assim que o acelerador é pressionado, graças aos 240 cv do motor 2,0L turbo. De origem Ford, o propulsor gera ótimos 6,8 kg/cv de relação peso potência. O câmbio de seis marchas com um futurista comando giratório (herdado do Vogue e do Jaguar XF) é bem escalonado, garantindo baixos giros (e um silêncio sepulcral) em velocidades constantes e desempenho de sobra nas acelerações.

Visão vermelha

Isso explica porque muitos proprietários optam pelo pacote de acessórios Dynamic, que confere ao Evoque um visual (ainda) mais agressivo por fora e por dentro, incluindo bancos de couro esportivos que podem receber seis tons, incluindo um nada discreto vermelho, como o que equipa a unidade avaliada pelo WebMotors.

A personalidade, digamos, “apressada” do Evoque é reforçada pelo modo dinâmico do sistema Terrain Response, modo especial do sistema da Land Rover que adapta o carro à condição da trilha off-road. Exclusivo do Evoque e da linha Supercharged do Range Rover, o programa altera parâmetros do carro, como motor e suspensão, para tornar a condução mais prazerosa. Na prática, o painel muda sua iluminação de branco para vermelho e o indicador de marcha ocupa quase toda tela no centro do painel.

Questão de ponto de vista

Para distrair o carona de suas peripécias ao volante, o proprietário do Evoque pode adquirir o pacote de opcionais Tech por módicos R$ 49 mil. Entre os itens está navegação GPS, sistema de câmeras de monitoramento e sistema de estacionamento automático, já encontrado em carros como VW Passat – só que, ao contrário do sistema da Volks, o Park Assist do Evoque só consegue estacionar em vagas paralelas à calçada.

Isso é um detalhe que só o motorista irá perceber, já que o passageiro da frente (e os traseiros, caso você opte pelo modelo Pure ou Prestige de quatro portas) estarão entretidos com filmes no sistema multimídia com home-theather. E, ao contrário de muito carro de luxo por aí, no Evoque o filme não corta a imagem do LCD dianteiro assim que o carro começa a andar, graças à surpreendente tela dual-view. Com uma espécie de filtro, ela consegue, ao mesmo tempo, mostrar uma imagem para o motorista e outra para o passageiro, variando de acordo com o ângulo que você vê a tela. Um fone de ouvido sem fio garantirá à pessoa ao seu lado o conforto de uma viagem de primeira classe, enquanto você incorpora um piloto de avião.

Individualidade

Diferente, luxuoso e divertido de se guiar, o Evoque mostra nas vendas que sua ousada proposta caiu muito bem no gosto do público – foram mais de 2 mil unidades emplacadas desde seu lançamento. Se isso retrata que é possível lançar um modelo luxuoso sem canibalizar seus pares (as vendas do Freelander 2 seguem inalteradas), por outro lado indica que a individualidade vende mais.

A versão quatro portas do Evoque contorna a dificuldade de acesso da variante menor – erroneamente chamada de Cupê pela marca –, mas não transforma o modelo em um confortável carro para a família. Pelo menos, não famílias com duas crianças com mais de oito anos. Isso se repete no porta-malas, com uma charmosa tampa elétrica, mas com volume de 550 litros, pouco para um modelo dessa categoria enfrentar a estrada. E a suspensão, naturalmente firme, fica mais rígida com as enormes rodas de 20 polegadas opcionais.

E como isso não prejudicou as vendas do Evoque? Bem, é simples: dificilmente o Evoque receberá mais do que duas pessoas, excetuando-se algumas eventuais caronas. E quando isso ocorrer os passageiros extras logo irão esquecer do aperto, pois passarão todo o percurso comentando da imagem que o Evoque projeta de si próprio no chão ao ser destrancado ou da tela que mostra imagens diferentes no console central. Para o bem ou para o mal, estar anos na frente é ser diferente.

Ficha técnica: Land Rover Range Rover Evoque

Motor Quatro cilindros em linha, dianteiro, transversal, 16 válvulas, 1.999 cm³, com turbo
Potência 240 cv (gasolina) a 6.000 rpm
Torque 340 Nm / 34,7 kgfm (gasolina) a 1.900 rpm
Câmbio Automático, com seis marchas
Tração Integral
Direção Por pinhão e cremalheira, com assistência elétrica
Rodas Dianteiras e traseiras em aro 19” de liga-leve (aro 20 opcional)
Pneus Dianteiros e traseiros 235/55 R19
Comprimento 4,36 m
Altura 1.60 m
Largura 1,96 m
Entre-eixos 2,66 m
Porta-malas 550 l
Peso (em ordem de marcha) 1.640 kg
Tanque 70 l
Suspensão Dianteira e traseira independente, tipo multibraço
Freios Disco ventilado na dianteira e disco sólido na traseira
Preço R$ 177.000


Gosta de utilitários esportivos?

Então veja aqui em nossos estoques a melhor oferta entre os modelos:

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors