Teste WebMotors: Audi TTS é bom no ponto certo

Variante esportiva do cupê mais famoso da marca, modelo impressiona em qualquer situação


  1. Home
  2. Testes
  3. Teste WebMotors: Audi TTS é bom no ponto certo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

– O Audi TTS não tem partida do motor através de um botão. Também não espere navegador GPS e entrada USB padrão*. Na verdade, os retrovisores elétricos sequer se fecham automaticamente após trancar o carro. Então, porque raios investir quase R$ 282 mil em um cupê que não tem luxos oferecidos até pelo Peugeot 408? Bem, a resposta pode ser dada em números.

O primeiro deles é 5,2 s, que é o tempo que o TTS demora para acelerar de 0 a 100 km/h. A velocidade máxima, aliás, é de 250 km/h, limitada eletronicamente. O desempenho estonteante é proporcionado pelos numerais 272 cavalos e 4 – ou melhor, quattro, que é a famosa tração integral da Audi.

Diferença sonora
O processo de anabolização do TT foi da grade do radiador redimensionada e alojada em novos para-choques ao aerofólio traseiro acionado automaticamente a partir dos 120 km/h. Por fora a versão esportiva quase passa despercebida por aqueles que conhecem o famoso cupê da marca. Mas um estampido seco mostra que sob o enorme capô de alumínio há algo mais.

Graças a um gerenciamento especial da injeção eletrônica, o motor 2,0L turbo provoca uma espécie de estouro a cada mudança de marcha. Não é aquele ruído típico de motores a ar desregulados e de motos 125 cc preparadas. O som é discreto, apenas para lembrar o motorista do que o TTS é capaz. Cronômetro no computador de bordo e um ótimo controle de largada também estão disponíveis para aqueles momentos em que você só quer acelerar.

Com potência, tração e estabilidade de sobra, é de se esperar que o TTS faça bonito em grandes rodovias. Na verdade, viajar com ele é manter a seta da esquerda acionada. Mas é em estradas sinuosas que o pequeno alemão diverte mais. Desconfortavelmente dura na cidade, a suspensão faz com que o esportivo praticamente não se incline nas curvas – e pode melhorar ainda mais ao toque de um botão.

Atração magnética
Acionado no console central, o Magnetic Ride enrijece os amortecedores instantaneamente usando um eletroímã para engrossar o óleo com partículas de metal. Associado ao enorme jogo de rodas de 18 polegadas e pneus de perfil baixo, o sistema otimiza o desempenho da tração nas quatro rodas e dá férias ao controle de estabilidade, que não é acionado mesmo em curvas fechadas.

O dispositivo, claro, não deve ser usado na cidade – a não ser que você não tenha dó da sua coluna. Na verdade, o TTS inteiro parece não se adequar na cidade. Por ter baixa cilindrada para um esportivo, o motor tem pouco torque antes do turbo ganhar pressão a partir dos 2.500 rpm e pede cuidado extra com o acelerador a fim de evitar arrancadas não programadas. A posição de dirigir baixa exige cuidado nas manobras, até porque só há sensor de estacionamento na traseira.

A única exceção fica pelo consumo de 6,6 km/l, condizente pela proposta do carro e pelo combustível Premium que ele requer. Sobre o espaço nos bancos traseiro, bem, é um bom lugar para se colocar malas, e só. Nada mais justo, porque o compartimento de bagagens é o suficiente para roupas de dois passageiros.

Sem acessórios essenciais para um carro deste preço, inadequado para a cidade. Enfim, no que o TTS é bom? Bem, exatamente onde ele precisa ser. Com aceleração, frenagem e estabilidade de surpreender até os mais escolados, este Audi é o degrau ideal para quem gosta do TT, mas achava que 211 cv não bastavam. Se alguém criticar isso, leve o indivíduo para um passeio na serra no banco de trás do TTS. Ele irá mudar de ideia.

Confira a nossa avaliação em vídeo:

allowfullscreen="true" allowscriptaccess="always">

FICHA TÉCNICA – Audi TTS

Motor

Quatro cilindros em linha, dianteiro, transversal, 16 válvulas, 1.984 cm³

Potência

272 cv gasolina a 6.000 rpm

Torque

350 Nm / 35,7 kgfm gasolina a 2.500 rpm

Câmbio

Automatizado de dupla embreagem, com seis marchas

Tração

Integral

Direção

Por pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

Rodas

Dianteiras e traseiras em aro 18” de liga-leve

Pneus

Dianteiros e traseiros 245/40 R18

Comprimento

4,18 m

Altura

1,34 m

Largura

1,84 m

Entre-eixos

2,47 m

Porta-malas

290 l

Peso em ordem de marcha

1.415 kg

Tanque

60 l

Suspensão

Dianteira independente, tipo McPherson; traseira independente, tipo multibraço

Freios

Disco ventilado na dianteira e traseira

Preço

R$ 281.680
*Atualização: A Audi do Brasil informa que a entrada USB está disponível a partir de um cabo vendido à parte na concessionária e que os vidros possuem fechamento automático caso o proprietário segure o botão de travamento do controle por alguns segundos, ao contrário do que o WebMotors escreveu na primeira edição do texto.

O WebMotors reconhece o equívoco a respeito dos vidros elétricos, substituindo a citação pelos retrovisores, que não se rebatem automaticamente. Mantemos a ausência do conector USB porque ele só é disponível com o uso de um acessório opcional, e tomamos como referência sempre o modelo equipado somente com os itens de série. Já o navegador GPS só será oferecido a partir da linha 2012 do modelo - a unidade avaliada era 2010/2011.

_________________

Gosta de cupês esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Nissan 370Z

Nissan 370Z

Mitsubishi Eclipse

Mitsubishi 3000 GT

Audi TT

Toyota Supra

BMW 323 Ci

Mercedes-Benz C 230 K Sportcoupé

Porsche Cayman

Volvo C70

Mazda MX-5 Miata

Chevrolet Camaro

Mazda RX-8

Mercedes-Benz SLK 350

BMW 330 Ci

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors