Teste WebMotors: um Chevrolet Camaro, dois pontos de vista

Com potência de sobra e preço tentador, o Camaro divide opiniões. Por isso o WebMotors fez uma avaliação dupla do famoso cupê da Chevrolet


  1. Home
  2. Testes
  3. Teste WebMotors: um Chevrolet Camaro, dois pontos de vista
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Vendido oficialmente no Brasil desde novembro de 2010, o Chevrolet Camaro torce pescoços nas ruas e braços nos mais críticos. Afinal, não dá para negar que se trata de um muscle car que faz jus aos “músculos” no nome da categoria. Contudo o esportivo também relembra que seus antecessores e contemporâneos fizeram e ainda fazem sucesso porque unem a rentável dupla “potência de sobra” e “custo menor”.

Para atender seus leitores, que possuem diversas faixas etárias e de renda, o WebMotors fará duas avaliações do Camaro. Uma para quem é fanático por esportivos principalmente os V8 e outra para quem curte carros, mas gosta mesmo é de fazer uma boa compra. Mas quem quiser pode ler os dois textos. Boa leitura!

Para quem é fã
Tração traseira, motor V8 com mais de 400 cavalos e desenho agressivo assustam a maioria que vê o novo Camaro pelo retrovisor. Lançado em 2009 nos Estados Unidos, a última geração do esportivo mais vendido da história da Chevrolet une as linhas dos clássicos Camaro da década de 60 com o que há de melhor no mundo moderno.

Não que um comprador da primeira geração do Camaro fizesse questão de controle de tração, estabilidade, seis airbags, trio elétrico, ar-condicionado e direção hidráulica. Mas há poucas dúvidas de que ele iria adorar poder trocar as seis marchas do câmbio automático no volante e poder acompanhar a velocidade e rotação do motor pelas informações projetadas no para-brisas.

Ah, as quatro décadas de evolução deram outros benefícios que aquele consumidor do passado iria gostar: o V8 de 6,2L agora gera 406 cv, contra os 290 cv do Camaro de 1967. A força extra, somada aos pneus mais modernos e largos 245/45 R20 na frente e 275/40 R20 atrás, permite ao novo Camaro acelerar de 0 a 100 km/h em 4,8 s, com máxima de 250 km/h. E graças a um sistema capaz de cortar a alimentação de até quatro cilindros, o consumo urbano do modelo medido pelo WebMotors chegou a moderados 5,2 km/l.

Os fãs de esportivos europeus podem até falar que a velocidade máxima está aquém de similares alemães e italianos, além de criticarem a suspensão independente nas quatro rodas, mas macia em altas velocidades e o acabamento interno. Mas no Camaro você acelera no farol e o carro inteiro chacoalha. Faça isso no 370Z e você ouvirá, no máximo, um V6 “gritando” alto e fino.

No Camaro, não. O som que sai dos enormes escapes duplos é típico dos clássicos V8 produzidos na terra do automóvel. E, apesar de não ser necessário para a maioria dos fãs, o Camaro também tem ótimo isolamento acústico e som Premium Boston, para aquelas viagens com a família – no banco de trás cabem duas crianças, ou dois adultos sem claustrofobia.

Mas vamos parar de falar como é acelerar esse típico muscle car americano. Se você gosta de força bruta e muita fumaça de pneu queimado, aperte o botão play do vídeo abaixo para ver o Camaro em ação

Para quem vai virar fã
Grande, chamativo e com um ronco grave. É assim a primeira impressão da maioria das pessoas ao ver o novo Chevrolet Camaro, o modelo mais potente da marca vendido oficialmente no Brasil. Baseado na plataforma Zeta a mesma do Omega, o esportivo tem preço sugerido de R$ 185 mil. Muito, do ponto de vista do acabamento, pouco do ponto de vista da potência.

Cobrando R$ 455 por cada cavalo gerado pelo V8 6,2L, o Camaro é o carro mais potente que você pode cobrar por tão pouco. Mas como é possível um esportivo com cavalaria equivalente a modelos como BMW M3 e Mercedes-Benz C63 AMG cobrar menos de 48% de seus rivais? Bem, a resposta é que o lençol é curto.

Se você ganha no motor, perde no refinamento. Não que o Camaro seja incapaz de fazer curvas – na verdade, ele muda de direção com rapidez, apesar do volante não ter boa pegada e ser menos direto do que se espera. Mas sua construção simples, com suspensão interdependente atrás, fica aquém de seus rivais europeus. Quem nunca teve carro esportivo irá amar o Camaro, mas é pouco provável que o dono de um M3 troque seu cupê alemão pelo quase rival americano.

No interior o Camaro mantém o estilo “esportivo espartano”. Não que bancos de couro, som Bose, seis airbags e diversos mostradores que monitoram a saúde do trem de força sejam encontrados em modelos populares. Mas o uso excessivo do plástico no painel inteiriço e nas portas revelam que o Camaro foi feito para quem gosta de acelerar, e não ficar prestando atenção em detalhes internos.

Por falar em interior, o espaço é bom para dois adultos. Atrás, como a maioria dos esportivos não importando a nacionalidade, duas crianças vão com conforto. Como todo carro vendido nos Estados Unidos, o Camaro também tem Isofix, que permite fixar cadeirinhas de crianças homologadas de maneira rápida e segura. E não são só os menores que ficam mais seguros no cupê. Graças a recursos como o corte automático de cilindros, o consumo medido pelo WebMotors ficou em relativamente bons 5,2 km/l. Melhor até do que um Captiva V6 conduzido por um motorista apressado.

O ponto positivo do Camaro e da Chevrolet é que ele é honesto. Em nenhum momento ele se posiciona como um carro de luxo, e sim como um esportivo americano. Ah, e justiça seja feita. Se é caro ou não, seu preço no Brasil é equivalente ao cobrado nos Estados Unidos.

Um dos mais famosos Chevrolet do mundo tem seus defeitos. Mas, além de não negar isso, ele compensa com suas virtudes. Entenda o porquê na avaliação em vídeo do WebMotors:

Teste WebMotors: Chevrolet Camaro

width=400 height=300 type=application/x-shockwave-flash allowfullscreen="true" allowscriptaccess="always">

FICHA TÉCNICA – Chevrolet Camaro

MOTOR

Quatro tempos, oito cilindros em ”V”, longitudinal, refrigeração a água, 6.162 cm³

POTÊNCIA

406 cv a 5.900 rpm

TORQUE

556 Nm 56,7 kgfm a 4.600 rpm

CÂMBIO

Automático de seis marchas

TRAÇÃO

Traseira

DIREÇÃO

Por pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

RODAS

Dianteiras e traseiras em aro 20” de liga-leve

PNEUS

Dianteiros 245/45 R20 e traseiros 275/40 R20

COMPRIMENTO

4,84 m

ALTURA

1,38 m

LARGURA

1,92 m

ENTREEIXOS

2,85 m

PORTA-MALAS

320 l

PESO em ordem de marcha

1.770 kg

TANQUE

72 l

SUSPENSÃO

Dianteira e traseira independente, tipo multibraço

FREIOS

Discos ventilados na dianteira e traseira

CORES

-

PREÇO

R$ 185 mil

Gosta de cupês esportivos?

Então veja as ofertas do segmento que contempla americanos, europeus e até asiáticos no WebMotors:


Chevrolet Camaro

Dodge Challenger


Ford Mustang

BMW M3

Mercedes-Benz C63 AMG

Mazda RX-8

Toyota Supra

Mitsubishi 3000GT

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors