Img 9283

Versa Unique Pack Plus deve câmbio automático

Sedã da Nissan tem bons atributos, mas peca no custo-benefício


  1. Home
  2. Testes
  3. Versa Unique Pack Plus deve câmbio automático
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Não é de hoje que as versões topo de linha dos sedãs compactos tentam encostar na categoria de sedãs médios em nível de motorização, acabamento, equipamentos e, inevitavelmente, preço. O Nissan Versa vai mais afundo. Dispõe de uma versão específica para agradar aqueles que desejam integrar o badalado clube de donos de Corolla e Civic.

 

A configuração Unique com Pack Plus é dotada de atributos que viraram significado de requinte ou de luxo. Exemplos vão de maçanetas, escapamento e frisos cromados, passam pelo aerofólio traseiro e chegam a bancos revestidos em couro.

De fato, a versão cumpre com a missão de transmitir status de categoria superior ao Versa. O ambiente interno, especialmente, remete a esta sensação. Há ar-condicionado digital, acabamento do console em black piano, nova central multimídia com sistema operacional Android (que será detalhada logo mais), além de acionamento elétrico de vidros, travas e direção.

Ao dirigir, a sensação de sedã superior continua. Mais por conta do tamanho do três-volumes do que por sua motorização. São 4,49 metros de comprimento, isto é, quatro centímetros mais longo do que o Honda City. O entre-eixos corresponde a 2,60 m, enquanto há 1,69 m de largura e 1,50 m de altura. O porta-malas também é vasto: são 460 litros.

A motorização também é digna de enfrentar modelos do patamar do City, como Ford New Fiesta Sedan e está equiparado em litragem com rivais do mesmo porte, como Hyundai HB20S e Fiat Grand Siena. Reformulado em 2015, o motor 1.6 entrega 111 cv a 5.600 rpm tanto com gasolina como com etanol. O torque é de 15,1 kgf.m 4.000 giros. O desempenho não é nada empolgante, mas garante força necessária para retomadas e subidas.

Construído sob o mote do consumo, o propulsor atinge bom nível de eficiência energética. Em ciclo combinado entre perímetro urbano e estradas tem desempenho de 9,4 km/l (gasolina) e 13,6 km/l (etanol). A performance rende nota ‘A’ no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro/Conpet.

icon photo
Legenda: Img 9210

INVESTIMENTO PESADO

Na faixa de preço do Versa Unique Pack Plus, há concorrentes com motores maiores. Caso do Chevrolet Cobalt e do Fiat Linea. “Mas, pera aí, de qual faixa de preço estamos falando?”, você deve estar se perguntando. A resposta é R$ 59.990.

Pois é, quer ter um carro que pareça ter um nível superior? É preciso desembolsar um investimento superior também. Os atributos já listados do Nissan até lhe conferem competitividade até chegarmos a um ponto crucial: câmbio. Lembra que falamos sobre o clube de donos de Corolla e Civic? Pois bem, imagine um desses sujeitos entrando em um carro sem câmbio automático.

icon photo
Legenda: Img 9226

Não é pedir demais. Carros como Volkswagen Voyage e Chevrolet Prisma até podem ser menores, mas suas versões topo de linha oferecem transmissão automatizada e automática, respectivamente. Vale um adendo: o Cobalt não fora citado porque com caixa automática vale R$ 9 mil a mais do que o Versa Unique com Pack Plus.

A boa notícia é que o câmbio CVT está por vir e não vai demorar. Resta saber o preço, lembrando que a tendência é de que caixas continuamente variáveis sejam um pouco salgadas.

 

ESTRELA DA COMPANHIA

O protagonista do Versa é a nova central multimídia, chamada de Nissan Multi App. Na prática, podemos dizer que ela é um tablet Android cravado no console do carro. O benefício é que o funcionamento do aparelho é bastante satisfatório, principalmente para quem tem um smartphone com o sistema operacional do Google. Já os fãs da Apple podem ficar um pouco perdidos, como é de costume quando deparam-se com tecnologias alheias às da marca da maçã.

Img 9296
icon photo
Legenda: Img 9296

A interface é igualzinha à qualquer gadget Android e diversos aplicativos já estão à disposição. Sem fazer mistérios, adiantamos que sim, o Waze está disponível e roda normalmente no aparelho. Você também pode baixar outros apps por meio da Play Store.

Agora vamos aos problemas. O menos grave é o fato de o aparelho não conter botões. Sabe por que isso é ruim? Imagine que você está tranquilão, curtindo um som e utilizando o Waze. Se você quiser trocar de estação de rádio ou mesmo pular aquela música chata rolando no Spotify é preciso sair do GPS. Além de poder perder alguma orientação da rota, é preciso concluir mais de três passos simplemente para trocar de música. Convenhamos, isso não é nada bom pensando que a atenção do motorista deve estar na pista.

Mas o pior, em termos de experiência, é que você terá mais um aparelho para baixar seus apps, configurar seus emails e redes sociais e  por aí vai. Isso porque o Multi App tem conectividade restrita com o smartphone. Ela existe apenas por meio do convencional bluetooth. No final das contas, o motorista continuará desviando atenção para o celular em vez de olhar para a tela do carro.

O interessante é que só a Nissan partiu por esse caminho, enquanto as concorrentes escolheram usar tecnologias com interfaces e utilização bem parecidas com a de smartphones. Estamos falando de Android Auto, Apple Car Play e Mirror Link.

FIM DE PAPO

Diversos atributos mostram que sim, o Versa Unique com Pack Plus tem porte, motorização e equipamentos de sedã médio. Mas a questão latente é como pagar R$ 59.990 por um sedã com câmbio manual? Bom, difícil pensar que alguém priorize itens de conforto como como ar-condicionado digital, bancos revestidos em couro e direção elétrica, mas não faça questão de uma transmissão automática. Cá entre nós, seria um tanto contraditório.

Existe uma outra versão Unique, sem o Pack Plus, que é um pouco mais barata. Vale R$ 56.190 e perde central multimídia, aerofólio, frisos laterais, ponteira de escape cromada e jogo de tapetes. Ou seja, a economia é  pequena e a perda de equipamentos é considerável.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors