VW Fox Route é a versão para quem não gosta do Gol

Para aqueles que sonham em ter um Polo na garagem, o Fox é um bom começo. Mas fique atento, pois o Gol pode ser a melhor saída


  1. Home
  2. Testes
  3. VW Fox Route é a versão para quem não gosta do Gol
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Fox chegou ao mercado em 2003 com uma missão impossível, tão impossível que ele não conseguiu cumprir. A de substituir o Volkswagen Gol. Outra aposta da VW com o projeto Tupi era a de transformar o hatch em um veículo mundial. O carro não vingou como o esperado e hoje ele ficou no meio do caminho, carregando uma crise de identidade: de não ser tão famoso quanto o Gol nem tão bom quanto o Polo, apesar de usar componentes dos dois veículos.

Por R$ 30 mil é possível comprar um Fox equipado com motor 1-litro em sua versão básica. Por R$ 33,20 mil você pode adquirir a versão Route, que conta com alguns itens extras de série. Com motor 1,6-litro, a brincadeira fica mais salgada: o valor ultrapassa R$ 40 mil nas duas versões.

O WebMotors rodou durante uma semana com o Volkswagen Fox Route equipado com motor 1-litro. A diferença básica para o modelo de entrada está basicamente em quatro itens: rodas de liga-leve, faróis duplos, direção hidráulica e CD player com leitor de MP3, entrada para USB e Bluetooth.

Vale a pena? Se você gosta de carros equipados, a pedida é boa se comparada com a versão de entrada. Todos os itens citados saem por R$ 3,2 mil. Valor próximo ao de um ar-condicionado, disponível como opcional nesta versão.

O VW Fox Route, na verdade, é uma versão próxima da de exportação. Isso mesmo: ele só existe porque facilita a logística da VW. Produz-se modelos para a Europa de acordo com a demanda. O que não for adquirido por lá o mercado interno acaba absorvendo. Prática comum em todas as fábricas.

Visualmente, além dos adesivos imitando o selo da famosa rota 66 dos EUA, estrada de 3.862 km que começa em Los Angeles e termina Chicago, o Fox conta com o mesmo conjunto óptico do modelo comercializado lá fora. Acontece que o Fox “estrangeiro” não tem aquele polêmico sistema de rebatimento dos bancos traseiros que deu à VW um tremendo recall.

O sistema mais “pobrinho” permanece no Route, com exceção aos usuários que desembolsarem uns R$ 700 para o opcional chamado sistema de rebatimento com trilhos.

Ao rodar com o Fox, dá para notar que ele evoluiu milimetricamente com o tempo, ou seja, está mais bem acabado, menos barulhento e o motor 1-litro com tecnologia flexível em combustível está mais arisco.

A visibilidade é favorecida pela posição de dirigir elevada e pela área envidraçada. Já o conjunto óptico, as rodas, os adesivos e o aerofólio dão uma vida extra ao mundo dos que procuram um leve status.

Mas, como beleza não põe a mesa, o Fox é o carro mais caro se comparado com o novo Gol e com o chamado G4, o que apresenta o menor porta-malas 260 l, contra os 285 l dos dois Gol e o mais pesado, com 996 kg.

Como os três utilizam motores semelhantes, o Fox é o que apresenta o pior desempenho, registrando um relação peso/potência de 13,7 cv/kg. Rodamos com o Fox 1-litro, com o ar-condicionado funcionando, abastecido a álcool e fizemos uma média de 6 km/l. Segundo dados da Volkswagen, o hatch Route atinge a velocidade máxima de 162 km/h e acelera de 0 a 100 km/h 13,6 s, ambos os dados aferidos com álcool.

O grande trunfo do Fox perante aos seus dois irmãos menores está no valor do seguro. Com um índice de reparabilidade baixo, o modelo é uma saída para não pagar franquias altas e fugir de furtos. O índice do novo Gol é 13 de acordo com o CESVI Centro de Experimentação e Segurança Viária e o do Fox é 10. Quanto menor o número, mais barato e fácil de arrumar é o carro em um impacto frontal, por exemplo.

Para comprar um VW Polo 1.6 na versão de entrada são necessários R$ 41 mil. Por isso, cuidado! Porque o Volkswagen Route 1.0 com ar-condicionado e airbag custa mais caro. Se você quer um carro melhor que o Fox, pule para o Polo.

O WebMotors tem uma série de munições para você decidir comprar, ou não, o Fox. Na semana passada publicamos uma matéria com imagens que projetam como deverá ser o futuro modelo, que será lançado ainda este ano.

Outra possibilidade é a de o Fox receber o câmbio robotizado, como foi confirmado por engenheiro no congresso da AEA Associação Brasileira de Engenharia Automotiva.

Para saber se o modelo é uma dor de cabeça na hora da manutenção, vale também ver como ele se saiu dentro da oficina. Já para tirar a limpo como é a versão européia do Fox, leia a matéria Fox Europa.

FICHA TÉCNICA – VW Fox 1.0 Route

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, finalmente transversal, refrigeração a água, 999 cm³
POTÊNCIA Motor 1-litro: 76 cv álcool e 72 cv gasolina a 5.500 rpm
TORQUE Motor 1-litro: 10,6 kgm álcool e 9,7 kgm gasolina a 3.850 rpm
CÂMBIOManual de cinco velocidades
TRAÇÃO Dianteira
DIREÇÃOPor pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica
RODAS Dianteiras e traseiras em aro 14” de liga-leve
PNEUS Dianteiros e traseiros 185/60 R14
COMPRIMENTO 3,80 m
ALTURA 1,54 m
LARGURA 1,64 m
ENTREEIXOS 2,46 m
PORTA-MALAS260 l
PESO em ordem de marcha 996 kg
TANQUE51 l
SUSPENSÃO Dianteira independente, tipo McPherson; traseira com eixo de torção
FREIOS Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira
CORESAmarelo Ímola, Prata Metálico, Bege Gold, Vermelho Tornado e Preto Ninja
PREÇOSDe R$ 33,20 mil motor 1-litro


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de hatches?

Então veja aqui no WebMotors a oferta dos modelos mais baratos do Brasil:

Ford Fiesta

VW Gol 1.0

Fiat Palio 1.0

Chevrolet Celta 1.0

Fiat Mille

Leia também:

Nissan X-Trail oferece prazer ao dirigir entre os itens de série

REVAi - WebMotors foi o primeiro a andar no carro

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors