Logo WM1

O canal de notícias da Webmotors

Limpar buscar

WebMotors testa Fiat Punto com motor E.torQ de 1,6L

Modelo ganhou um motor bem acertado, mas perdeu aquela inovação de design que foi conquistada em seu lançamento


  1. Home
  2. Testes
  3. WebMotors testa Fiat Punto com motor E.torQ de 1,6L
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Fiat Punto foi lançado no Brasil em 2007 para dar um novo gás à Fiat no segmento dos hatches. Afinal, naquela época o consumidor já não encontrava mais tanta “euforia” na família Palio e nas versões do Fiat Stilo. Pois é, o Punto chegou e cumpriu bem a lição de casa. Hoje o carro é o líder no segmento dos hatches compactos “Premium”, de acordo com o ranking da Fenabrave. Bateu facilmente as 30 mil unidades em 2011.

A primeira opção que o brasileiro pôde ver do hatch foi a equipada como motor quatro-cilindros de 1,4L. Avaliado pelo WebMotors em 2010, os principais percalços da versão que usa o motor mais brando, de 85 cv, foram o consumo elevado e a morosidade em algumas retomadas.

Hoje, o consumidor que pretende comprar um Punto, fugindo da opção 1,4L, deverá empenhar um valor inicial de R$ 43,69 mil, preço R$ 4,31 mil superior ao da opção de entrada versão 1.4. Os cifrões empenhados a mais nesta compra valem no final da conta como um consumo mais condizente e um prazer a mais no dirigir.

Na matéria de avaliação do modelo 1,4L dissemos assim: “Apesar de ser ‘bonito’, o Fiat Punto equipado com motor 1,4-litro não apresenta aquela garra esportiva condizente com o seu desenho”. Montado transversalmente, o 4-cilindros em linha de 1,4L produz 85 cv a 5.750 rpm quando está com tanque cheio de álcool. Com um peso em ordem de marcha de 1.090 kg, a relação peso/potência do modelo fica em 13 kg/cv.

Na opção avaliada agora pelo WebMotors, a E.torQ de 1,6L, o modelo apresenta uma relação de 10 kg/cv, mesmo número apontado pela opção mais antiga 1,8L GM do Fiat Punto.

Apesar de ter alcançado um motor bem acertado, o Punto apresenta sinais de cansaço em seu design e vem resistindo a duas reestilizações européias. Sem passar pela primeira, a segunda redesenhada do hatch só chega aqui no primeiro trimestre de 2012. A estratégia para o pulo do estágio é economizar dinheiro e colocar o hatch próximo da segunda versão européia, uma vez que a primeira reestilização “estrangeira” tenha sido ignorada por Betim.

Conjunto bem acertado

Se você não tem aquele dinheiro extra para comprar a opção E.torQ, se esforce um pouco e junte mais moedas no seu “cofrinho”. A opção de 1,6L coloca no bolso a o 1,4L e a 1,8L antiga.

O E.torQ tem 117 cv de potência a 5.500 giros e torque máximo de 16,8 kgfm a 4.500 rpm com etanol e 115 cv com torque de 16,2 kgfm quando alimentado com 100% gasolina. O consumo registrado pelo WebMotors no método tanque a tanque foi de 9,8 km/l de gasolina e 6,6 km/l de álcool no regime urbano e com o ar-condicionado ligado. Na rodovia o Fiat Punto com motor 1,6L marcou 12 km/l de gasolina. De acordo com a norma NBR 7024, o Fiat Punto registrou 12 km/l de gasolina na cidade e 16 km/l na estrada. Com álcool, utilizando o mesmo padrão de medida, o Punto fez 8,1 km/l na área urbana e 12 km/l na estrada.

Segundo dados da Fiat, o motor permite ao Fiat atingir a velocidade máxima de 180 km/h gasolina e 182 km/h etanol.

A única vantagem que o 1,4L leva diante do E.torQ está no preço do seguro e na sua desvalorização. Se você está de olho no Punto para revendê-lo rapidamente, aí sim opte pelo equipado com motor 1,4L. Ele desvaloriza 8% no primeiro ano contra 10% do 1,6L. Lembre-se que a fatia abocanhada é maior, pelo fato do modelo com motor de maior capacidade volumétrica apresentar um valor sugerido superior.

Prazeroso de dirigir, o espaço interno do Punto é excelente tanto para passageiros como para o motorista. Por outro lado, o porta-malas 280l é algo para “solteiros”. Ele é menor do que o espaço do Fiat Uno 290l e igual ao do novo Palio. Em uma compra básica no supermercado foram necessários 60 saquinhos de 5l para preencher o espaço sem apertos.

Os principais equipamentos da versão avaliada pelo Webmotors são: direção hidráulica, travas e vidros dianteiros elétricos, ar-condicionado, volante com regulagem de altura e profundidade e faróis de neblina. Antes de concluirmos essa avaliação a Fiat anunciou a inclusão do pacote de segurança no Punto por um valor de R$ 1.000. Dentro do pacote denominado de HSD - High Safety Drive – estão o ABS e airbag.

Motor

Quatro cilindros em linha, dianteiro, transversal, 16 válvulas, 1.598 cm³

Potência

115 cv gasolina e 117 etanol 5.500 rpm

Torque

16,2 kgfm gasolina a 4.500 rpm

Câmbio

Manual de cinco velocidades

Tração

Dianteira

Direção

Por pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

Rodas

Dianteiras e traseiras em aro 15” de liga-leve

Pneus

Dianteiros e traseiros 195/60 R15

Comprimento

4,03 m

Altura

1,50 m

Largura

1,68 m

Entre-eixos

2,51 m

Porta-malas

280 l

Peso em ordem de marcha

1.170 kg

Tanque

60 l

Suspensão

Dianteira independente, tipo McPherson; traseira semi-independente

Freios

Disco na dianteira e tambor na traseira

Preço

R$ 43.690

___________________________
Em busca de seu novo carro? Encontre as melhores ofertas na WebMotors!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors