Hot Rods levam até dois anos para serem feitos

Empresa paulista customiza antigos em ritmo de fábrica a partir de R$ 200 mil

  1. Home
  2. Vídeos
  3. Hot Rods levam até dois anos para serem feitos
Ricardo Sant'Anna
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Imagine uma montadora que produz cerca de 50 carros ao mesmo tempo. Todos completos, com direito a ar condicionado, alguns com câmbio automático e outros até com câmera de ré. Mas nenhum deles é ano 2014. Muito pelo contrário. São modelos das décadas de 20. 30, 60 e 70. Assim é a oficina Hot Company Brasil, que prepara alguns dos Hot Rods mais incríveis que rodam pelas ruas do Brasil.

WebMotors conheceu de perto toda a "linha de montagem" comandada pelo customizador Alexandre Benevides. "Eu trabalho com carros há pelo menos 15 anos. Passei por oficinas nos Estados Unidos e quando voltei, decidi criar a HCB", explica o proprietário da oficina localizada em Salto, no interior de São Paulo.

A HCB produz simultaneamente 50 carros, que são construídos em quatro etapas diferentes. A primeira é a concepção do projeto, feito por Alexandre junto ao cliente. "Geralmente, o cliente chega com uma ideia bem básica do que ele quer e a cor. Depois disso, sentamos e montamos o desenho para apresentar para ele", conta Alexandre, que completa: "No final das contas, a cor fica por último. Porque só decidimos qual é a melhor opção quando o carro está quase pronto"

Após a decisão de como será o carro, o modelo passa pela primeira etapa de construção, na funilaria, onde são feitos todos os consertos de carroceria e o desenho de novas peças exclusivas, como o rebaixamento do teto, o redesenho de uma grade ou a criação de uma nova tampa de porta-malas.

Concluído o primeiro processo, o carro se dirige a parte de preparação de pintura, feita em outro galpão. Lá são corrigidos os últimos detalhes de funilaria e é feito o alinhamento da carroceria, antes da aplicação do material que fará o fundo da pintura sobre a carroceria. Dali o carro parte para a estufa de pintura. O último processo é feito no principal galpão da HCB, onde acontece a finalização.

"Essa é a parte mais legal, porque é quando o carro ganha vida novamente. Você instala o motor, toda a parte elétrica, os bancos e, claro, põe ele pra funcionar", conta Benevides. Os motores são outro show a parte e variam de acordo com o bolso do proprietário. Há a opção de utilizar o motor original do carro ou uma versão mais moderna. Os blocos V8 são preferência da maioria. "Existem clientes que importam até novos motores, originais do novo Mustang".

De acordo com o customizador, um projeto leva pelo menos 18 meses para ser feito e pode superar até os dois anos para ser concluído. "Tudo varia do valor que será gasto e da complexidade do projeto". Segundo Alexandre, devido ao alto valor da importação de peças dos Estados Unidos, um projeto parte de, no mínimo, R$ 200 mil, podendo chegar a valores altíssimos conforme for incrementado.

O que faz cada carro ser único? Alexandre explica: "A diferença é ter uma equipe muito especializada e dedicada, tenho funcionários que trabalharam em montadoras". Mas há, claro, um toque que faz toda a diferença: "Faço o carro como se fosse pra mim", finaliza.

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors