Vídeo: Fiat Racing

WebMotors anda no modelo construído para a Copa Fiat

  1. Home
  2. Vídeos
  3. Vídeo: Fiat Racing
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O WebMotors foi convidado para dar uma volta no Fiat Linea preparado para as provas da Copa Fiat. Para 2012, o Linea Racing ganhou novas suspensões e um motor mais potente, de 230 cv ante 215 cv do do ano passado. O motor do modelo de competição é o mesmo que equipa os automóveis sobrealimentado, Bravo e Punto. A diferença é que o Linea Racing usa um quatro-cilindros com turbo-compressor de dimensões maiores, fornecido pela Masterpower, e bicos injetores de maior vazão.

 

O Linea Racing também se destaca por oferecer uma caixa Sadev, de seis marchas sequenciais, específica para corridas. Outra diferença significativa, se comparado com o modelo das ruas, está no seu peso total, 1.035 kg contra 1.305 kg do T-Jet (descontinuado em 2011). A eliminação da “gordura” fica por conta de componentes específicos para competição, como o “santoantonio” (estrutura tubular interna para proteção ao piloto), cinto de segurança de seis pontos e banco “tipo concha”, o Linea Racing abre mão de todo o conforto aplicado nos carros de rua.O WebMotors andou no Linea T-Jet. Na época, colocamos o carro turbinado para enfrentar o irmão com transmissão robotizada (Fiat Linea T-Jet enfrenta Aboslute com câmbio Dualogic).

LINEA RACING 1.4 16V T-JET

Motor

 

Posição

Transversal, dianteiro

Número de cilindros

4 em linha

Diâmetro x Curso

72,0 x 84,0 mm

Cilindrada total

1.368,3 cm³

Taxa de compressão

9,8:1

Potência máxima (ABNT) / regime

230 cv / 6.400 rpm (etanol)

Torque máximo (ABNT) / regime

29,4 Kgfm / 5.500 rpm (etanol)

Nº de válvulas por cilindro

4

Eixo de comando de válvulas

Dois no cabeçote

Combustível

Etanol

Injeção Eletrônica

Magneti Marelli, multiponto, sequencial

Câmbio

 

Número de marchas

6 à frente e uma à ré

Relações de transmissão

1ª - 3,416

 

2ª - 2,214

 

3ª - 1,578

 

4ª - 1,238

 

5ª - 0,964

 

6ª - 0,851

 

Ré - 2,812

Relação de transmissão do diferencial

3,615

Tração

Dianteira com juntas homocinéticas

Impressões ao dirigir - É difícil acreditar que um compacto motor, de apenas 1,4L, tem a capacidade de despejar 230 cv. Pois é, o Linea preparado para o mundo das competições consegue puxar uma tonelada e pouco sem sofrer quase nada. A relação peso/potência de 4,5 kg/cv é a mesma que pode ser encontrada nos carros esportivos. Ao sair da área dos boxes, ingressamos na reta oposta. Aceleramos de 0 a 100 km/h em 5,5s e conseguimos chegar à primeira curva, após o S do Senna, em menos de 20 segundos. Com freios de alta capacidade e pneus 235/645 de aro 19, o Linea preparado não teve dificuldades para fazer a “Subida do Lago”. O volante, revestido com grip, oferece uma boa empunhadura e respostas rápidas. O sistema é hidráulico progressivo. O grande “barato” de pilotar um modelo de competição, feito em monobloco, está no fato de ele apresentar reações semelhantes, só que em proporções maiores, às de um carro de rua. A transmissão é uma seqüencial de 6 velocidades. Bem rápida, com ela o piloto efetua as trocas de velocidades com uma boa puxada para cima ou para baixo: Marcha subindo ou marcha descendo. A embreagem é bem leve e só deve ser usada nos momentos em que a troca estiver fora do tempo do motor. Os pilotos só a utilizam na primeira velocidade. Nós a utilizamos por todo o percurso. Totalmente grudado no chão, o Fiat Linea da Copa Fiat oferece diversão certa. ________________________________________________________________


O melhor classificado de carros e motos do Brasil tem também a avaliação mais completa. Com a Tabela Fipe / WebMotors você sabe o menor, maior e preço médio do veículo no Brasil e em sua região. Avalie agora mesmo para fazer uma boa compra ou venda do seu carro ou moto.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors