Design Sem Nome (2)

City EXL x Versa Exclusive: qual vale mais a pena?

Versão intermediária do Honda custa o mesmo que a configuração topo de linha do Nissan


  1. Home
  2. Comparativos
  3. City EXL x Versa Exclusive: qual vale mais a pena?
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Já mostramos aqui no WM1 as primeiras impressões e até comparamos o novo Honda City Touring com o Civic EX. Agora, confrontamos a versão intermediária do sedã, a EXL, com a configuração mais cara do Nissan Versa, que tem praticamente o mesmo preço. Qual deles vale mais a pena?

 

01 3 4 Frontal Lado A Barium 0
Novo Honda City EXL nem bem chegou e já sofreu reajuste no preço
Crédito: Divulgação
toggle button

Lançado em novembro com preços a partir de R$ 108.300, o novo Honda City já sofreu o seu primeiro reajuste de preços. Agora, o sedã parte de R$ 112.300 na versão de entrada EX, R$ 118.900 na intermediária EXL e R$ 127.700 na topo de linha Touring.

o novo Nissan Versa tem preço incial de R$ 91.990 na versão Sense com câmbio manual, R$ 98.990 na Sense CVT, R$ 106.790 na Advance CVT e R$ 118.890 na Exclusive CVT.

Dimensões

22 Porta Malas.0001 Touring 0
Porta-malas do novo Honda City acomoda 519 litros de bagagem
Crédito: Divulgação
toggle button

Além do visual atualizado, o novo Honda City sedã ficou maior que o antecessor. Com 1,47 metro de altura e 4,55 metros de comprimento, ele é 9,4 centímetros mais comprido e 5,3 cm mais largo (1,75 m) que o modelo antigo.

A distância entre os eixos de 2,60 m, no entanto, foi mantida. Apesar do ganho de alguns centímetros na carroceria, o porta-malas teve a capacidade reduzida de 536 litros para ainda bons 519 litros.

Nissan Versa (30)
Porta-malas do novo Nissan Versa tem 482 litros de capacidade
Crédito: Divulgação
toggle button

O novo Nissan Versa, por sua vez, mede 4,49 m de comprimento, 1,74 m de largura, 1,46 m de altura e 2,62 m de entre-eixos. Mesmo com o ganho de 22 litros na mudança de geração, o seu porta-malas de 482 litros perde em capacidade para o do City.

Nissan Versa
Nissan Versa na versão Exclusive
Crédito: divulgação
toggle button

Motorização

Na contramão da concorrência, que adotou motores turbinados, os novos Honda City e Nissan Versa mantiveram as motorizações naturalmente aspiradas, combinadas à transmissão automática CVT (apenas o Nissan oferece uma versão com câmbio manual de cinco marchas).

O novo Honda City estreia no Brasil o motor 1.5 16V flex de quatro cilindros, identificado pela nomenclatura DI DOHC I-VTEC. Esse propulsor entrega 126 cv de potência a 6.200 rpm e 15,8 kgf.m de torque a 4.600 rpm. O ganho de 10 cv em relação ao antigo 1.5 I-VTEC se deu com a adoção de injeção direta de combustível e duplo comando variável de válvulas.

Motor do novo Nissan Versa Exclusive é o mesmo do Kicks
Crédito: Divulgação
toggle button

Já o novo Nissan Versa compartilha com o SUV Kicks o motor 1.6 16V flex de 114 cv de potência e 15,5 kgf.m com injeção multiponto convencional e duplo comando variável de válvulas.

Desempenho e consumo

Honda City EXL: nova geração do sedã compacto cresceu no comprimento
Crédito: Divulgação
toggle button

De acordo com os dados de fábrica, o novo Honda City acelera de 0 a 100 km/h em 11,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 175 km/h.

O consumo declarado pelo Inmetro é de 9,2 km/l com etanol e 13,1 km/l, com gasolina na cidade. Na estrada, o Honda faz 10,5 km/l com etanol e 15,2 km/l quando abastecido com gasolina.

Novo Nissan Versa é pouca coisa menor no comprimento que o Honda
Crédito: divulgação
toggle button

O Nissan Versa tem desempenho um pouco superior ao do rival: 0 a 100 km/h em 10,7 segundos e velocidade máxima de 180 km/h.

Segundo o Inmetro, o Nissan faz 8 km/l com etanol e 11,7 km/l com gasolina na cidade. Na estrada, os números são de 10 km/l com etanol e 13,9 km/l com gasolina no tanque.

Equipamentos de série

Interior do novo Honda City
Crédito: Divulgação
toggle button

Ambos são equipados com seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina); assistente de partida em rampa; controles de estabilidade e tração; Isofix; sensor de estacionamento traseiro; chave presencial; ar-condicionado digital; controle de cruzeiro; faróis de neblina; antena tipo barbatana de tubarão; bancos de couro; rodas de liga leve (16 polegadas no City e aro 17” no Versa).

Os dois sedãs são equipados com central multimídia com conexão sem fio com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay. No Honda, o equipamento vem em tela de 8”, enquanto o do Nissan é de 7”.

Em termos de assistências de condução, o City EXL conta apenas com o LaneWatch, a câmera instalada no retrovisor do lado direito que mostra na tela da multimídia o ponto cego do veículo quando a seta é acionada.

Interior do novo Nissan Versa Exclusive tem  revestimento em couro bicolor
Crédito: Divulgação
toggle button

Além dos faróis de LED com acendimento automático, o Versa Exclusive recebe câmeras com visão em 360º, detector de objetos em movimento, alerta de tráfego cruzado, sensor de ponto cego nos retrovisores e alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência.

Sensor de ponto cego do Versa Exclusive. Nissan se vale de mais itens de auxílio ao motorista
Crédito: Divulgação
toggle button

Conclusão

Os dois carros são muito parelhos tecnicamente e em termos de conteúdo. No entanto, o Nissan Versa Exclusive (R$ 118.890) acaba sendo uma compra mais vantajosa por entregar mais itens de segurança por praticamente o mesmo preço do Honda City EXL (R$ 118.900).

Comentários