Fiat 500e vs. Renault Zoe

Fiat 500e vs Renault Zoe: compactos eletrizantes

Colocamos lado a lado dois carrinhos que mudaram recentemente e querem brigar pela liderança do segmento de elétricos


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Fiat 500e vs Renault Zoe: compactos eletrizantes
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Fiat 500e vs Renault Zoe: colocamos lado a lado dois dos principais carros elétricos à venda no Brasil - um renovado no primeiro semestre e o outro lançado há alguns dias - para saber qual deles tem mais a sua cara.

O carro da Fiat, recém-chegado, custa R$ 239.990. Já o pequenino da Renault foi lançado por iniciais R$ 204.990 e tem uma versão de R$ 229.990. São essas que vamos comparar. Mas atenção: este duelo, assim como outros aqui do WM1, não tem como objetivo eleger um vencedor, e sim mostrar no que cada modelo se destaca.

Fiat 500e vs. Renault Zoe

Fiat 500e vs Renault Zoe

Motor, câmbio e autonomia

Os dois têm preços parecidos. Mas conjuntos mecânicos diferentes. O carrinho da Fiat é movido por um motor elétrico capaz de render 87 kW (118 cv) e 22,4 kgf.m de torque, combinado a um câmbio do tipo CVT que simula uma marcha. Com esse conjunto, acelera de 0 a 100 km/h em 9 segundos e pode chegar a 150 km/h.

Segundo a Fiat, o carro vem de série com carregador próprio, bivolt, que pode se conectar a qualquer tomada 110V ou 220V, mas um aparelho de carregamento rápido para recarga completa em 4h, conhecido como wallbox, será oferecido como opcional.

Feito sobre uma plataforma totalmente nova, chamada "Mini Bev", o 500e promete autonomia de até 460 quilômetros no modo mais sustentável, mas declara oficialmente ser capaz de rodar 320 km em uso tradicional - na comparação com consumo em combustível, de acordo com a FCA, isso equivale a um número próximo de 62 km/l. A entrada de recarregamento é a do tipo 2.

Fiat 500e
Fiat 500e chega oficialmente ao Brasil em setembro por R$ 239.990
Crédito: Divulgação

O Renaultzinho, por sua vez, é movido por um motor que rende 135 cv e 25 kgf.m de torque, alimentado por uma bateria de 52 kW/h de capacidade. De acordo com a empresa, a autonomia do Zoe chega a 385 quilômetros, graças à introdução do sistema de abastecimento em corrente contínua (DC) feita na atualização que o modelo recebeu esse ano.

Com esse trem de força, o modelo é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 10 segundos e sua velocidade máxima é limitada em 140 km/h - para preservar a bateria, nas palavras da empresa. O câmbio é do mesmo tipo que o do 500e: automático com uma marcha à frente.

A bateria pode ser totalmente recarregada em 8 horas e meia em um carregador residencial Wallbox de 7,4 kW. Em eletropontos de locais públicos, o compacto recupera até 150 km de sua autonomia em duas horas nos terminais de 11 kW, uma hora nos pontos de 22 kW ou 30 minutos nos de 50 kW. A entrada de recarregamento também é a do tipo 2.

Resumo da história até aqui: o Fiat 500e é mais esperto e ligeirinho que o Zoe, mas em condições normais de uso, como rodar no dia a dia pela cidade, o modelo da Renault consegue ir mais longe com uma única carga de bateria (385 quilômetros do Zoe contra 320 km do 500e).

Renault Zoe
Renault Zoe ganhou uma nova geração no Brasil no primeiro semestre de 2021
Crédito: Divulgação

Espaço interno e porta-malas

Maior que o Fiat 500 que conhecíamos, que foi vendido no Brasil na década passada, primeiro importado da Polônia e depois do México, o 500e tem 3,63 m de comprimento, 1,68 m de largura, 1,53 m de altura e 2,32 m de entre-eixos. O Zoe responde com 4,08 metros de comprimento, 1,78 m de largura, 1,56 m de altura e 2,58 m de entre-eixos - ou seja, se espaço interno for sua prioridade, ele é o mais indicado.

Em termos de porta-malas, o carrinho da Fiat oferece apenas 185 litros. Já o da Renault dispõe de 338 litros para a bagagem.

Equipamentos

Conectável a um app, que pode decidir e alterar várias funções do carro por meio de comandos lançados pelo celular, o Fiat 500e vem completinho, em versão única de acabamento, chamada Icon.

O modelo traz de série, entre os itens de segurança, seis airbags; monitoramento da pressão dos pneus; sensor de chuva; detector de fadiga; sistema de reconhecimento de placas; piloto automático adaptativo (ACC); assistente de permanência em faixa; comutação automática dos faróis; sistema de chamadas de emergência e assistente de estacionamento com câmera de 360º, entre outros.

Na parte de serviços conectados, o carrinho vem com comandos de ignição por app; localizador de estações de recarregamento com sistema de mapas inteligentes; alertas de auxílio à condução e wifi a bordo. Tudo é comandado por um sistema com tela colorida personalizável de sete polegadas, com GPS, comandos de voz e capacidade de espelhar Android e iOS sem necessidade de fio.

O carro da Fiat tem também carregador de celular por indução; destravamento das portas por aproximação da chave; freio de estacionamento eletrônico por botão; abertura interna das portas por botão (E-Latch); sistema de pré-climatização, teto solar elétrico panorâmico e os itens obrigatórios em carros dessa faixa de preço, como ar-condicionado, direção elétrica e trio elétrico, claro.

Versão escolhida para nosso mercado foi a Icon, que é a topo da gama do Fiat 500e lá fora
Crédito: Divulgação

O Renault Zoe, que tem duas versões (Zen e Intense) e agora ainda carrega o sobrenome "E-Tech", teve a arquitetura elétrica renovada para receber o novo painel de instrumentos digital de 10 polegadas e os faróis e lanternas de LED, 75% mais eficientes que as lâmpadas halógenas que eram empregadas no modelo anterior.

Por fora, o carro vem com assistente de partida em rampas, rodas aro 16" e a chave é presencial do tipo cartão. Em termos de itens de segurança, o modelo oferece sistema de comutação automática dos faróis; alerta de ponto cego; função Auto-Hold; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré e freio de estacionamento automático por botão, porém vem com quatro airbags.

Na versão mais cara, que se equivale em preço com o carro da Fiat, o carro da Renault vem ainda com uma tela tátil de 7 polegadas no painel, assim como o rival, mas que tem GPS integrado e sistema de som premium da grife Bose, com acesso a aplicativos via CarPlay e Android Auto por espelhamento do celular.

Fora isso, claro, traz uma série de funcionalidades e equipamentos naturais para um carro desse valor, como ar-condicionado com display digital e função automática; volante com ajuste de altura e profundidade e computador de bordo digital com tela de 10 polegadas no cluster de instrumentos.

Ambos meio que se equivalem em equipamentos e são realmente bem completos, mas o Fiat 500e se sobressai por detalhes. Além disso, é mais esperto. Em contrapartida, o Renault é maior, mais espaçoso e tem mais porta-malas.

Renault Zoe 2021 mudou ligeiramente por fora e ganhou muitos equipamentos no interior
Crédito: Divulgação

Comentários