Nissan Kicks X Renault Duster

Nissan Kicks x Renault Duster: os primos distantes

Duelo mostra que, apesar da aliança entre fabricantes e até uma futura plataforma conjunta, hoje eles são bem diferentes


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Nissan Kicks x Renault Duster: os primos distantes
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Nissan Kicks x Renault Duster é uma disputa que muitas pessoas colocam na prancheta na hora de decidir qual levar para casa, já que ambos oferecem preços competitivos nesse mercado cada vez mais disputado de SUVs compactos. O primeiro atualmente começa em R$ 84.190, enquanto o segundo parte de R$ 71.790.

Para este duelo virtual, a fim de equiparar as propostas e para não sermos injustos, vamos comparar as versões intermediária do Kicks, a S CVT, de R$ 91.990; e a topo de linha do Duster, chamada Iconic CVT X-Tronic, de R$ 87.490. Só para deixar claro, o carro da Renault já sai na frente pela gama mais barata.

Nissan Kicks x Renault Duster

De um lado, um modelo japonês, moderno, bonitinho e econômico, só que relativamente apertado, que não muda de desenho desde 2016 (quando foi lançado) - e que espera pela atualização de design em 2021. Do outro, um projeto mais antigo, porém mais espaçoso e que acabou de receber uma reestilização profunda - o que permitiu que ficasse mais refinado e conectado.

Hoje, com plataformas e motores diferentes, eles rivalizam em diversos mercados, como o brasileiro. Mas em um futuro não tão distante, os "primos" de duas marcas que têm uma aliança global poderão se tornar "irmãos", compartilhar motor e até serem feitos sobre uma mesma plataforma. E aí, em qual você iria?

Kicks Rio
Nissan Kicks tem design harmonioso, bom acabamento e consumo interessante. Mas preço assusta
Crédito: Rafael Munhoz/Divulgação

Equipamentos

Vamos começar pelo Kicks. Ele traz de série desde a versão de entrada direção elétrica e volante com comandos multifuncionais; ar-condicionado; abertura elétrica das portas e do bagageiro; banco do motorista com ajuste de altura; assentos traseiros bipartidos; coluna de direção ajustável em altura e profundidade; sistema de partida a frio sem tanquinho e alarme

Leva, ainda, vidros elétricos nas quatro portas com função um toque; travamento automático das portas com o movimento e sistema de áudio com quatro alto-falantes, entrada para MP3, USB, Bluetooth e conectividade via Apple CarPlay e Android Auto.

A configuração do comparativo, que usa o sobrenome S, agrega ao pacote rodas de liga leve de 16"; piloto automático; assistente de partida em rampa e controles eletrônicos de estabilidade e tração. Vale lembrar, ainda, que desde o ano passado a Nissan fechou uma parceria com o Sem Parar e seus carros saem de fábrica com o tag já instalado.

Agora vamos ao Duster. O carro da Renault oferece desde a versão de R$ 72 mil controles eletrônicos de estabilidade e tração; assistente à partida em rampas; Isofix no banco traseiro; ar-condicionado; direção com assistência elétrica; trio elétrico e motor com sistema start/stop (que desliga e liga em paradas rápidas para economizar).

Recebe também banco do motorista com regulagem de altura; travamento elétrico das portas automático com o carro em movimento; chave canivete com telecomando; faróis com assinatura de LED; banco traseiro rebatível e bipartido; som com Bluetooth e quatro alto-falantes e rodas de aço aro 16".

Na Iconic, que nesta reportagem duela com o Kicks S, o carro ainda incorpora outros equipamentos de configurações inferiores. Como a central multimídia EasyLink​, que tem câmera e sensores de ré e o sistema Multiview, com quatro câmeras espalhadas pela carroceria (uma de cada lado); chave-cartão presencial; botão de partida; ar com função automática e até alerta de ponto cego.

Esta configuração também é equipada com sensor de luminosidade; vidros elétricos com função um toque; bancos e volante revestidos de couro; piloto automático (com controlador e limitador de velocidade); faróis de neblina​ e rodas de liga leve de 17 polegadas diamantadas, além de um charmoso descansa-braço central.

Fica claro que, pela readequação do Duster realizada em março deste ano, o modelo da Renault está um passo à frente em termos de equipamentos. Por isso, ele abre 2x0.

Novo Renault Duster 9115
Novo Renault Duster ganhou design mais moderno, mas manteve perfil de carro robusto e espaçoso
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Motor, câmbio e segurança

O motor do Kicks é um 1.6 16V flex de 114 cv e 15,5 kgf.m de torque com etanol ou gasolina. O câmbio é automático do tipo CVT e a tração, dianteira. Na parte de segurança, desde a configuração básica ele oferece sistema Isofix para cadeirinhas infantis e os obrigatórios (por lei) freios com ABS, airbags frontais, cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para cinco passageiros.

O Duster, por sua vez, também usa motor flex de 1,6 litro (batizado de SCe), que não é o mesmo do Kicks. Nele, o propulsor entrega 120/118 cv e 16,2 kgf.m de torque (etanol/gasolina). O câmbio também é CVT (esta, sim, a mesma caixa de transmissão utilizada pelo SUV rival) e a tração, dianteira.

Nesta atualização, diga-se, o carro da Renault perdeu as versões com motor 2.0 e tração 4x4. Os itens de segurança exigidos por lei também se fazem presentes.

Com números próximos, recorremos ao consumo de combustível anunciado pelo Inmetro para desempatar esse quesito. O Kicks faz 7,7 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada com etanol e 11,4 km/l e 13,7 km/l, com gasolina, respectivamente. O Duster, por sua vez, alcança 7,2 km/l e 7,8 km/l com etanol e 10,7 km/l e 11, 1 km/l com gasolina nas mesmas medidas.

Conclusão: o Kicks, mesmo há mais tempo sem atualização, leva a melhor neste duelo em termos de conjunto mecânico muito por conta do fato de ser bem mais leve - são 1.129 kg no carro da Nissan contra 1.279 kg no da Renault.

Mesmo assim, se você assinar o cheque de um Kicks, saiba que o tanque de combustível de apenas 41 litros (ele é feito sobre a mesma plataforma do March) fará você fazer mais visitas ao posto de combustível. Placar: Nissan Kicks 1x2 Renault Duster.

Espaço interno e porta-malas

Deixamos um dos quesitos mais importantes e decisivos no momento da compra para decidir o duelo. Como são o espaço interno e o volume do bagageiro de Kicks e Duster?

Espaço interno é a área de conforto oferecida para os ocupantes, normalmente avaliada de acordo com o tamanho da distância entre os eixos. O Kicks tem 4,30 m de comprimento, 1,76 m de largura, 1,59 m de altura e 2,62 m de entre-eixos. Na prática, pelo menos para nós que rodamos com o carro, isso significa conforto para dois adultos e uma criança no banco de trás. Seu porta-malas tem 432 litros.

O Duster responde com medidas superiores: 4,38 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,69 m de altura e 2,67 m de entre-eixos. Todas maiores que as do Kicks, o que prova que o Duster, mesmo mais barato, consegue oferecer mais espaço para os passageiros. O bagageiro também ganha com seus 475 litros.

Defensores do Kicks argumentariam, pelo menos até antes da atualização do Duster, que seu preço mais elevado poderia ser justificado pela qualidade do acabamento superior e talvez pelo design mais atraente (embora, na opinião do WM1, o desenho dos carros mereçam sempre empate por ser algo extremamente relativo).

Mas isso não pode mais ser feito depois da remodelação do carro da Renault, que ficou mais bonito, completo, moderno e conectado. Coloque na prancheta, ainda, o fato de ele ser mais barato e mais espaçoso e temos o resultado final dessa disputa: vitória justíssima do Duster por 3x1.

Renault Duster mudou no início deste ano e levou este comparativo...
Crédito: Divulgação
Mas a Nissan já prepara um contra-ataque com a remodelação do Kicks, que promete muita tecnologia
Crédito: Divulgação
Comentários