Renegade Compass comparativo virtual

Renegade 0 km x Compass seminovo: batalha a diesel

Será que vale a pena apostar em qual dos dois modelos da Jeep? Mostramos para você o que cada um oferece


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Renegade 0 km x Compass seminovo: batalha a diesel
Marcus Celestino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Estava em mais um daqueles preparativos para mais uma cansativa reunião via Zoom. Café na caneca, pés sobre a bancada e felino enchendo a paciência. Nos fones, ouço a conversa descontraída dos colegas de trabalho, que falam sobre os resultados da última rodada do Brasileirão. Você deve estar pensando o que isso tem a ver com Jeep Compass e Jeep Renegade, certo? Explico.

Antes da chefia interromper o papo, um dos companheiros disse que estava prestes a comprar o Renegade na versão Moab, mais barata do modelo equipada com motor a diesel. Um dos camaradas interviu e comentou que, às vezes, poderia ser mais jogo adquirir um Compass seminovo.

Com base nessa conversa, decidimos colocar frente à frente, em nosso comparativo virtual, Jeep Renegade Moab, que tem preço sugerido de R$ 141.790, e Jeep Compass Longitude 2.0 diesel ano/modelo 2018. Segundo o vendedor, o modelo tem menos de 24 mil quilômetros rodados. A loja pede pelo utilitário esportivo R$ 130 mil.

Quer ver o que Renegade e Compass têm a oferecer para você que busca um SUV da Jeep? Vamos dar uma conferida juntos:

Dimensões

O Renegade é menor que o Compass. Ele mede 4,23 m de comprimento, 1,80 m de largura e 1,71 m de altura. Seu entre-eixos é de 2,57 m. O porta-malas, ponto negativo do SUV compacto, tem capacidade para apenas 320 litros. A altura livre em relação ao solo é de 200 mm.

O Compass, por sua vez, tem dimensões pouco mais generosas. São 4,63 m de comprimento, 1,81 m de largura, 1,63 m de altura e 2,63 m de entre-eixos. Tal lhe confere bom espaço interno; e o porta-malas tem capacidade de 410 litros. Por fim, a altura livre em relação ao solo é de 210 mm.

Dinâmica

Tanto Renegade Moab quanto Compass usam motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgf.m de torque. A transmissão dos SUVs é automática de nove velocidades, que oferece a possibilidade de comandos exclusivos para o uso no fora-de-estrada.

O comportamento dos dois é muito parecido. Na estrada, o Renegade tem menos rolagem da carroceria, mas nada que chegue a saltar os olhos - afinal de contas, trata-se de um SUV. A posição para guiar dos dois utilitários esportivos é boa. O condutor tem à disposição toda a sorte de regulagens e um volante com boa pegada.

Itens de segurança e conforto

O Jeep Renegade Moab tem controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente  de subida em rampa, ar-condicionado automático de duas zonas, direção elétrica, freios a disco nas quatro rodas, Isofix, rodas de liga leve de 17'' com visual escurecido, bancos revestidos em couro e volante com regulagens de altura e de profundidade.

O SUV a diesel mais barato do mercado também dispõe de airbags dianteiros, controle automático de descida e central multimídia com tela de 7'' e conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, comandos de voz e entrada USB.

O Compass também é bem equipado. Destaque para rodas de liga leve aro 18'', bancos, manopla de câmbio e volante revestidos em couro, central multimídia Uconnect com tela de 8,4'', airbags laterais e de cortina, faróis de xênon, sensor de chuva, sensor crepuscular, cluster com tela TFT de 7 polegadas, entre outros.

Conclusão

Tanto Renegade Moab quanto Compass Longitude são boas opções para quem está de olho em um SUV. Dotados do mesmo conjunto mecânico, têm desempenho similar. Além disso, a lista de equipamentos também é parecida.

A escolha, no caso, vai de acordo com o que o comprador deseja. Se ele anseia por um veículo um pouco mais espaçoso, o Compass é uma boa jogada. No entanto, se quiser um 0 km compacto e com dinâmica um pouco melhor, o Renegade é o candidato ideal.

Comentários