Carros que demoraram para trocar de geração

A média de vida de uma geração atualmente é de seis anos, mas alguns ficaram mais de 20 sem mudar

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Carros que demoraram para trocar de geração
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Apesar de se tornar cada vez mais incomum, alguns carros que conhecemos hoje demoraram muito para mudar de geração. Alguns projetos até foram abandonados e retomados depois de alguns anos. No passad,o esse comportamento era mais comum, mas com o avanço da tecnologia as mudanças precisam acontecer em um espaço de tempo menor.

Pensando nisso, separamos cinco modelos que ficaram ao menos 10 anos com a mesma geração.

Fiat Strada

Fiat Strada Volcano 1.3 2021 1
icon photo
Legenda: Fiat Strada ganhou esta nova geração depois de mais de 20 anos
Crédito: Divulgação

O exemplo mais recente é a Fiat Strada. Depois de 22 anos, a picape finalmente ganhou uma nova geração. É bem verdade que a antiga será mantida em linha ao menos até 2022, quando controles de tração e estabilidade serão obrigatórios em qualquer modelo - e não só em novos projetos.

Apesar da espera, a Strada nunca sentiu o impacto da idade e seguiu vendendo muito, sendo líder há 20 anos em seu segmento. Nestes 22 anos de história, a picape tem mais de 1,5 milhão de unidades vendidas.

Suzuki Jimny

Jimny Sierra 2020 amarelo visto sobre pedraas
icon photo
Legenda: Jimny Sierra chegou após 20 anos, mas a velha geração do jipinho da Suzuki continua no Brasil
Crédito: Divulgação

Outro modelo que chegou aos 20 anos com o mesmo modelo. Em 2018, a Suzuki apresentou a nova geração do pequeno SUV off-road. No ano seguinte, o modelo finalmente veio para o Brasil com importantes novidades. Além de um motor mais potente, o modelo ganhou, pela primeira vez, a opção de câmbio automático. Outra coincidência... é a presença da antiga geração como opção.

Fiat Uno

fiat-novo-uno-01_1.jpg
icon photo
Legenda: Fiat Uno de segunda geração já tem 10 anos de vida, mas anterior ficou por quase três décadas no país
Crédito: fiat-novo-uno-01_1.jpg

De volta à marca italiana, o compacto Uno ficou 26 anos na mesma geração. Lançado em 1984, ele só ganhou outra geração em 2010. As duas chegaram a conviver até 2013, sendo que o clássico modelo só saiu de linha por força da lei, que passava a obrigar a presença de airbags e freios ABS em todos os veículos. Aliás, o atual Uno também já chegou aos 10 anos de vida.

Volkswagen Voyage

Voyage 2019
icon photo
Legenda: O atual Voyage, de segunda geração, já completou 12 anos de mercado
Crédito: Divulgação

Derivado do Gol, o Voyage foi lançado um ano depois do hatch, ou seja, em 1981. Incrivelmente, ele ficou em produção até 1996, mesmo que pra isso tenha mudado de nacionalidade, passando a ser importado da Argentina.

Em 2008 a Volkswagen retomou a ideia de ter um sedã compacto e lançou a segunda geração do Voyage, portanto, 12 anos depois. Atualmente, a segunda geração está há outros 12 anos, recebendo apenas novas maquiagens.

Toyota Hilux

icon photo
Legenda: Toyota Hilux levou 12 anos para trocar de geração e remodelação já está agendada

Não pense que só carro compacto ou modelos de entrada passam por isso. A Toyota Hilux levou 12 anos para trocar de geração. A geração anterior foi lançada em 2004, enquanto a nossa atual chegou no finzinho de 2015 já como modelo 2016. Atualmente está prevista uma reestilização na picape para o próximo ano, enquanto uma nova geração deve aparecer somente depois de 2022.

Assista ao nosso Guia de Usados com a Hilux 2016

Comentários