Fusão FCA e PSA: quais carros surgem dessa união?

Em um exercício de imaginação, WM1 aponta o que cada grupo tem de melhor e o que pode (ou até deve) ser aproveitado

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Fusão FCA e PSA: quais carros surgem dessa união?
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A grande notícia desta quinta-feira (30), da semana, talvez do mês e até do ano, é a fusão entre os Grupos FCA (Fiat Chrysler Automobile) e PSA Peugeot Citroën. O que podemos esperar disso? Em um primeiro momento, o aproveitamento de plataformas e de peças.

Vale lembrar que, no começo de 2017, a PSA adquiriu a Opel, que era da General Motors. Atualmente, 208 e Corsa são feitos lado a lado sobre uma mesma plataforma modular lá na Europa - que, inclusive, lhes dá direito à versões elétricas.

Portanto, WM1 reúne abaixo cinco exemplos de práticas que poderiam ou não ser adotadas pelo futuro "Grupo FCA-PSA". Ainda que seja mais provável que criem um novo nome para o esperado matrimônio.

SUVs compactos com motor 1.2 turbo

Jeep Renegade, Peugeot 2008, Citroën C4 Cactus e até mesmo o futuro SUV do Argo com emblema da Fiat, além do Compass e da picape Toro, pertenceriam todos ao mesmo grupo e poderiam ser feitos sobre uma mesma plataforma. Se confirmada a fusão, todos os modelos deveriam aproveitar o moderno motor 1.2 Puretech da PSA, já em uma versão turbinada.

Ao mesmo tempo, as configurações mais trilheiras dos Jeep e da Toro poderiam continuar com o motor 2.0 turbodiesel atual. O câmbio, para todas as configurações, deveria ser o mesmo automático de nove marchas atual.

icon photo
Legenda: Jeep Renegade poderia ganhar melhor opção de motor flex: trocar o velho 1.8 E-torque pelo moderno 1.2 Puretech
Crédito: NewsPress

Sedã médio da Fiat

A Fiat, por que não, finalmente poderia ter um concorrente à altura de Toyota Corolla, Honda Civic, Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta, todos recentemente renovados e recheados de tecnologia. Para isso, poderia usar a nova plataforma de 308 e 3008, ou do C4 Lounge, e o excelente motor 1.6 THP de origem BMW que hoje equipa vários modelos da PSA, além da própria Mini.

icon photo
Legenda: C4 Lounge poderia compartilhar a base e o bom conjunto mecânico com um sedã médio da Fiat
Crédito: Divulgação

Peugeot e Citroën 4x4

Do mesmo jeito que a FCA poderia/poderá utilizar as novas tecnologias de motor e plataforma modular da PSA, a própria fabricante francesa também deveria/deverá aproveitar a fusão para aplicar em seus modelos mais trilheiros e utilitários.

Carros como 2008, C4 Cactus, 3008 e 5008, por exemplo, adotariam os excelentes atributos de tração 4x4 dos Jeep produzidos em Goiana (PE). Desta forma a Jeep, uma das marcas que sempre foi referência no quesito off-road, poderia expandir seus atributos para os outros utilitários do Grupo.

icon photo
Legenda: Imagine um 2008 turbodiesel com tração 4x4? Se a PSA se unir à FCA, isso fica fácil de acontecer
Crédito: Marcos Camargo/WM1

"Doblò" da PSA

Muitas marcas que vendem carros no Brasil tentaram por diversas vezes criar um carro que fosse capaz de bater de frente com o Fiat Doblò. Tanto pela proposta (de poder ter até sete lugares), quanto pelo bom custo-benefício. Prova disso é o fato de o Doblò existir até hoje.

Peugeot Partner e Citroën Berlingo são exemplos. Com a fusão, todos poderiam ser feitos juntos, sobre a mesma plataforma, compartilhando a longa experiência da FCA em produzir esse tipo de veículo. Finalmente poderíamos ter Doblò, Partner e Berlingo fabricados juntos.

icon photo
Legenda: O Doblò ganharia "rivais": com a fusão, Partner e Berlingo poderiam ser feitos na mesma base
Crédito: Divulgação

3008 e 5008 com motor a diesel e Compass com 7 lugares

Mesmo que sejam rivais em preço, as versões mais caras do Compass turbodiesel poderiam oferecer à dupla 3008 e 5008 (7 lugares) o excelente conjunto mecânico que une o motor 2.0 turbodiesel à caixa de câmbio automática de nove marchas,. Isso sem falar na tração 4x4. Do outro lado, o 5008 poderia compartilhar com o Compass o esquema de sete lugares, algo já pedido por clientes do carro da Jeep.

Assim, a dupla de SUVs da Peugeot, bastante reconhecida e elogiada pelo excelente conjunto 1.6 THP a gasolina, ganharia ainda mais uma opção de motor e câmbio. E o Compass passaria a atender uma demanda que não consegue, de famílias com mais de três filhos.

icon photo
Legenda: Peugeot 5008 poderia emprestar a plataforma para um futuro Compass de sete lugares
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors