Museus automotivos para visitar sem sair de casa

Veja como conhecer carros emblemáticos em tour virtuais por acervos da Mercedes, Porsche, Audi, Ferrari, BMW e Honda

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Museus automotivos para visitar sem sair de casa
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O número de casos do coronavírus aumenta no Brasil. Como nós do WM1 apoiamos o isolamento social para conter a disseminação do vírus, tentamos, aos fins de semana, trazer conteúdos interativos para você matar o tempo na quarentena.

Já falamos sobre séries e filmes sobre carros disponíveis em plataformas de streaming (como na Netflix). Também trouxemos jogos de celular gratuitos com a temática de corrida. Mas agora iremos falar direto ao coração do apaixonado por carros. Listamos museus automotivos que podem ser visitados virtualmente, que possibilitam ver carros históricos de perto - mas sem sair de casa.

Mercedes-Benz

Imagem mostra homem à frente de carros do acervo da Mercedes no museu da marca alemã
icon photo
Legenda: Museus automotivos: acervo da Mercedes-Benz está em um espaço com 16.500 metros quadrados
Crédito: Divulgação

Começando a saga na Alemanha, o museu da marca dispõe de 16.500 metros quadrados de exposição. O site traz informações e fotos em 360 graus de todas as sete salas e cinco coleções com seus veículos (acesse aqui o tour digital). Além de carros, dá para conhecer ônibus, caminhões e modelos de corrida da marca.

Porsche

Vista panorâmica do Museu Da Porsche com carrois em dois níveis do espaço
icon photo
Legenda: Memorial da Porsche é um dos mais completos museus automotivos que podem ser visitados digitalmente
Crédito: Divulgação

Ainda em Stuttgart, mesma cidade do memorial da Mercedes, está o Museu da Porsche. Essa é uma das coleções mais interessantes entre todas dos museus automotivos. O site permite o tour virtual - porém, pede para liberar a utilização da ferramenta flash, o que pode dificultar para quem tem aparelhos com ioS.

De qualquer forma, no tour virtual é possível ver modelos do início do século passado, além de conceitos nunca mostrados. Acesse o link do tour pelo Museu da Porsche.

BMW

Museu da Bmw e carros antigos em exposição
icon photo
Legenda: BMW é um dos muitos museus automotivos da Alemanha com carros bastante emblemáticos
Crédito: Divulgação

Saindo de Sttutgart, vamos até Munique, onde está o Museu da BMW. Neste caso, a marca disponibiliza um aplicativo para os visitantes. Abrangendo uma área de exposição de aproximadamente 5 mil metros quadrados, o tour virtual reúne descrições detalhadas de exposições individuais à medida que elas se movem pelas salas.

Os comentários em áudio e texto são oferecidos em sete idiomas diferentes. Clique para baixar o app do tour, disponível para Android e IOS.

Audi

Mulher observa um caro antigo no acervo do Museu da Audi
icon photo
Legenda: O Audi Forum, em Ingolstadt, Alemanha, abriga o museu automotivo da marca das argolas
Crédito: Divulgação

Ainda na Alemanha, dessa vez em Inglostadt, podemos nos programar para visitar a fábrica da Audi onde são feitos os modelos A4, A5 e Q2. É possível fazer perguntas por voz ou chat (em inglês ou alemão), que serão respondidas, como se fosse uma visita presencial.

No entanto, essas visitas interativas serão realizadas somente nos próximos dias 15, 16, 22 e 29 de abril. Acesse aqui o acervo da marca das argolas.

Honda

icon photo
Legenda: No Japão, a Honda tem um dos mais completos museus automotivos do mundo
Crédito: Divulgação

Que tal dar um pulo na Ásia? Mais precisamente em Motegi, Japão. Esse é um dos mais variados dessa lista. Além dos carros e motos, há veículos de corridas e até robôs feitos pela marca japonesa. Clique para visitar o Museu da Honda.

Google Maps

icon photo
Legenda: Museu da Ferrari é um dos museus automotivos que pode ser acessado virtualmente pelo Google Maps
Crédito: Divulgação

Há uma infinidade de museus disponíveis no Google Maps. Por exemplo, dá para visitar a Toyota ou mesmo ir até a Itália para ver os museus da Ferrari e Lamborghini. Mas atenção, nem sempre as exposições estão atualizadas, pois são de quando o Google fez as imagens. A maioria delas entre 2010 e 2012.

Comentários