Sensor de estacionamento vale a pena?

O equipamento pode ajudar quem tem dificuldade de manobrar em ambientes menores. Confira no artigo!

  1. Home
  2. Dicas
  3. Sensor de estacionamento vale a pena?
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Existem vários automóveis que possuem acessórios extremamente úteis para o uso no dia-a-dia, porém, alguns itens são considerados supérfluos por parte dos consumidores, e muitas pessoas se questionam se vale a pena. E esse é o caso do sensor de estacionamento

Com toda certeza você aprendeu a fazer baliza nas aulas da autoescola, mas, nem sempre estacionar é uma tarefa considerada fácil. Afinal, quem nunca cometeu um pequeno deslize e bateu em algum cone ou pilastra por não estar acostumado com a distância entre o veículo e o obstáculo? 

Por isso, ter um sensor de estacionamento pode ser uma opção muito vantajosa. Veja a seguir as informações a respeito desse acessório!

O que é o sensor de estacionamento?

O sensor de estacionamento é um acessório de segurança que permite ao automóvel reconhecer qualquer obstáculo existente na parte de trás ou da frente do veículo, algo que você possa não ter visto, e facilita a vida do motorista na hora de estacionar ou dar ré. O auxílio vem em forma de alertas sonoros que aumentam de volume conforme a proximidade dos objetos. 

nissan acessorios sensor estacionamento traseiro march
Sensores de estacionamento instalados no para-choque traseiro
Crédito: nissan acessorios sensor estacionamento traseiro march
toggle button

Alguns modelos de sensor de estacionamento automotivo possuem um LED, que é instalado no painel do veículo e também auxilia a identificar a proximidade do objeto através das cores. O verde, por exemplo, indica algo que ainda está distante e o vermelho um obstáculo mais próximo.

Como funciona o sensor de estacionamento?

O sensor de estacionamento funciona a partir de uma frequência sonora que reflete em objetos e faz com que seja calculada a distância entre o objeto e o carro. Normalmente o alerta sonoro é emitido em distâncias a partir de 1 metro, e é mais fácil de ser acionado de acordo com o tamanho do obstáculo. 

Os tipos de sensores de estacionamento

Existem dois tipos de sensores de estacionamento. Um funciona através do ultrassom e o outro por eletromagnetismo, além disso, você pode encontrar opções para o para-choque traseiro e o frontal. Confira abaixo:

Sensor de estacionamento ultrassonográfico

Opção mais comum, o sensor de estacionamento ultrassonográfico tem receptores que são colocados em vários pontos do veículo e a sua instalação pode ser feita no para-choque, o que propicia mais controle e segurança. 

O funcionamento nesse caso se dá a partir de sinais sonoros que são direcionados aos objetos que estão ao redor do carro, e, assim, são levadas as informações sobre sua localização ao condutor, que consegue manobrar o veículo com maior segurança. O aviso pode ter uma intensidade que varia de acordo com a proximidade.

Sensor de estacionamento eletromagnético

o sensor de estacionamento eletromagnético geralmente fica localizado no para-choque e a instalação só é feita na estrutura do veículo após a remoção do item. Carros que não contam com o para-choque em metal são os únicos que aceitam esse tipo de sensor, pois não interferem no sinal emitido. 

Como instalar o sensor de estacionamento?

O sensor de estacionamento geralmente vem instalado no automóvel de fábrica. Portanto, na grande maioria dos casos não é preciso a instalação. Porém, se você não tem esse item e quer saber como instalar sensor de estacionamento, confira as informações abaixo. 

nissan acessorios sensor estacionamento traseiro versa
A instalação dos sensores de estacionamento deve ser feito em oficinas especializadas
Crédito: Divulgação
toggle button

Para realizar a instalação você precisa procurar uma oficina mecânica que seja experiente nesse tipo de trabalho. Dessa forma, terá a certeza da inclusão do recurso no seu veículo de maneira correta. Veja alguns detalhes que devem ser observados durante a instalação do sensor de estacionamento:

  • Cálculo das medidas: é preciso medir o para-choque do automóvel para calcular a distância entre os pontos do sensor. Além disso, cada fabricante indica o padrão no manual do produto;
  • Perfuração o para-choques: alguns modelos exigem aberturas no para-choque para fazer o encaixe;
  • Encaixe dos sensores nas perfurações: após abrir o orifício na medida indicada, basta colocar o sensor e exercer uma leve pressão para que o componente se encaixe;
  • Conexão dos sensores à fonte de alimentação: é necessário fazer o desmonte do circuito da lâmpada e realizar a instalação por meio da conexão com a luz de ré;
  • Fixação da central de processamento: a caixa principal, que recebe os sinais, deve ter a fixação feita diretamente na parede do porta-malas;
  • Conexão dos cabos: o cabo da caixa principal deve estar conectado ao display do automóvel, porém, se você escolher um modelo sem fio esse passo não precisa ser realizado;
  • Escolha o local para fixar o display: esse tópico é algo que deve ser escolhido de acordo com a sua preferência, mas é comum que a fixação seja feitar acima do retrovisor central, na tela fixada ao painel, próximo ao som ou na central multimídia.
  • Verifique o funcionamento: após o término da instalação do sensor de estacionamento traseiro ou dianteiro, vale se certificar se tudo está correto.
  • Comentários