De olho na manutenção do câmbio automático

É preciso estar atento a diversos itens da transmissão. Cuidados preventivos evitam um custo alto de conserto da caixa

  1. Home
  2. Bolso
  3. De olho na manutenção do câmbio automático
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Nas últimas semanas, você acompanhou aqui no WM1 quais as diferenças entre automáticos e automatizados, além de conhecer as características das caixas do tipo CVT. Agora, falaremos um pouco a respeito da manutenção do câmbio automático - sem esquecer que temos uma reportagem para tratar exclusivamente da troca de óleo destas transmissões.

Manual quem manda

Cada caixa usa um tipo específico de óleo lubrificante, fundamental para a manutenção do câmbio automático. Além dessa informação, no Manual do Proprietário também estará a quilometragem recomendada para verificação e troca deste fluido. Siga à risca essa dica.

Rodar com o óleo “vencido” pode acarretar no acúmulo de impurezas e deterioração do filtro, e pode levar até ao travamento da transmissão. Consultar o manual também pode evitar ser enganado por charlatões, uma vez que os câmbios mais modernos trazer fluido para toda a vida útil do componente.

Água do radiador importa

Ao deixar de se atentar para a água do radiador, seja sem fazer as trocas previstas ou apenas por água sem o fluido específico junto, pode acarretar em problemas na manutenção do câmbio automático.

Além do motor, a água do radiador também mantém a temperatura do fluido do câmbio automático. Caso o motor ferva, é possível que a transmissão superaqueça e prejudique os componentes.

Manutenção preventiva

Se atente ao comportamento do seu carro. Se notar trepidação, demora ao arrancar, marchas mais arrastadas ou outros comportamentos estranhos, procure um profissional especializado e faça uma revisão. Assim, você poderá evitar um dano maior e custos muito mais altos. Arrumar um câmbio automático pode superar os R$ 4 mil tranquilamente.

Por outro lado, a manutenção tem preço variado para cada serviço. O custo do óleo varia entre R$ 35 e R$ 100 por litro, enquanto a mão de obra varia muito de região para região. Portanto, pesquise bem e tome cuidado com orçamentos muito baratos.

Comentários