Vale a pena comprar um carro que saiu de linha?

O Ford Fusion é o exemplo mais recente, mas tudo depende do tempo que você ficará com o carro e o desconto na compra

  1. Home
  2. Bolso
  3. Vale a pena comprar um carro que saiu de linha?
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Ford Fusion foi o último modelo a sair de linha. Apesar do sucesso no passado, o modelo perdeu espaço nos últimos anos e acabou esquecido pelo mercado. Agora que há poucas unidades nos estoques, será que vale a pena comprar um? Ou a desvalorização será muito grande?

Sim, a tendência é que o carro desvalorize mais nesse momento. Não que o Fusion fosse um exemplo de liquidez, nenhum carro nessa categoria é. No entanto, a curva nesse primeiro ano deverá ser mais acentuada. Isso quer dizer que não devo comprar?

Negocie

O primeiro passo é negociar o valor. O vendedor já vai te apresentar o carro com desconto, mas você pode pechinchar um pouco mais usando justamente a desvalorização extra como barganha. Lembre-se: o vendedor também não quer ficar com aquele carro parado por muito tempo.

Os especialistas apontam que se você pretende trocar rapidamente de carro, não será um bom negócio. Por mais que você consiga uma boa oferta na hora de comprar, o que é comum em carros que estão para mudar ou sair de linha, a tendência é perder dinheiro.

Por outro lado, se você pretende ficar ao menos três anos com o automóvel, pode ser um bom negócio. A desvalorização extra será diluída nos anos junto com a desvalorização normal do carro. Somado ao desconto na hora da compra, a perda pode se tornar pequena.

Já comprei. E agora?

Ford New Fiesta 2018 EcoBoost
icon photo
Legenda: Fiesta foi outro modelo da marca que deixou de ser vendido recentemente
Crédito: Divulgação

Sem desespero. Se você comprou recentemente um Fusion, por exemplo, ou um Fiesta - que também saiu de linha recentemente -, o primeiro passo é avaliar se a troca é necessária nesse momento.

Se o veiculo ainda estiver novo e atendendo às necessidades, evite realizar a troca. Se for ao mercado neste momento tentar vender, perderá um bom dinheiro.

Cada caso é um caso

Claro que acima falamos do comportamento em geral do mercado, mas há casos diversos. A Toyota Fielder, por exemplo, quando teve sua morte decretada, causou uma corrida às lojas pelas ultimas unidades. Houve até valorização do modelo e a perua é desejada até hoje.

Atenção com as peças

Se está comprando um seminovo ou mesmo novo que saiu de linha, tente contato com proprietários do modelo para ter noção de como é o atendimento das lojas e, até mesmo, a facilidade de peças. Um carro como o Fiesta, feito no Brasil durante muito tempo, certamente será mais fácil de encontrar as peças do que um importado.

Ford Fusion seminovo

Ford Fusion 2019 branco em movimento na rua
icon photo
Legenda: O sedã médio-grande mexicano Ford Fusion deixou oficialmente de ser vendido no Brasil
Crédito: Divulgação

Nos últimos anos, o Ford Fusion teve desvalorização média de 14,5%, segundo o prêmio Melhor Valor de Revenda promovido pelo jornalista Joel Leite. Atualmente, na Webmotors, há anúncios com até 18% de desconto em relação à tabela. Esse valor, provavelmente, ainda é negociável, o que pode tornar a compra atraente.

Comentários