VW ID.1 e ID.2, elétricos, devem chegar em 2024

Compactos 100% elétricos da Volkswagen e menores que o hatch ID.3 têm previsão de lançamento para daqui quatro anos

  1. Home
  2. Elétricos
  3. VW ID.1 e ID.2, elétricos, devem chegar em 2024
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Em 2019, um dos membros do conselho da Volkswagen, Jurgen Stackman, disse à revista britânica Autocar a razão pela qual a empresa começou o lançamento de sua série de veículos elétricos com o hatch ID.3: para permitir que haja espaço para expansão da marca no segmento com ofertas cada vez mais atraentes.

Explicamos: o ID.3 tem atualmente o melhor equilíbrio em tamanho, desempenho da bateria e preço. Ou seja, com ele de "base", seria possível, com o avanço da tecnologia dos próximos anos, lançar carros maiores e mais eficientes e também modelos menores, compactos, e com baterias que, no futuro, possam ter autonomia ainda maior que os atuais 550 km do ID.3.

Volkswagen e-up
icon photo
Legenda: Volkswagen e-up, vendido na Europa e que não chegou ao Brasil, seria substituído pelo ID.1
Crédito: Reprodução

Mas, segundo o Autoblog, a revista "Car" tem uma atualização sobre a família "ID", começando com o menor deles, o ID.1.

Ele seria um subcompacto, substituto do e-up!, e componente fundamental deste novo projeto de "carro do povo", que busca tornar os veículos elétricos tão onipresentes quanto foi o Fusca. Acima dele ficaria o ID.2, também pequeno, mas maior que o ID.1 e criado para competir com Renault Zoe e Peugeot e-208, por exemplo.

Na linha de carros 100% elétricos já vendidos no Brasil, apenas para efeito de comparação, o ID.2 seria o carro da Volks para competir com o Zoe e JAC iEV40 (enquanto o ID.3 disputaria contra Nissan Leaf e Chevrolet Bolt) e o ID.1 viria para concorrer mercado contra o também pequenino JAC iEV20 e futuramente o Fiat 500 elétrico.

Plataforma

Como um substituto para o e-up! que existe na Europa, o ID.1 seria cerca de 50 centímetros menor e 11 mais estreito que um Polo. Já o ID.2 poderá/poderia ser um crossover, do tamanho de T-Cross e Nivus.

Para vender o ID.1 a preços atraentes, a imprensa gringa diz que a Volks construiria esse ID.1 sobre uma arquitetura adaptada e o equiparia com um único motor no eixo dianteiro - e que também removeria alguns recursos de conectividade do carro para ajudar a diminuir o preço base. Fontes garantem que já existem em testes versões dos dois modelos rodando pelo mundo, ainda bastante camufladas.

ID.3 é mostrado no Salão de Frankfurt com a presença dos executivos da Volkswagen e da imprensa
icon photo
Legenda: Apresentação mundial do Volkswagen ID.3 aconteceu no Salão de Frankfurt, em setembro de 2019
Crédito: Divulgação

Ambos são esperados até 2024. Antes disso, a Volks quer implementar a valer os ID.3, ID.4 e ID.5 e a meta de vender 1 milhão de veículos elétricos por ano até 2023. Só depois disso a dupla ID.1 e ID.2 entra em cena. Ela fará parte do "ataque" de produtos do Grupo Volks, que quer lançar até 2025 27 modelos baseados nesta plataforma e distribuídos entre as marcas Volkswagen, Audi , Seat e Skoda.

Comentários