Gol e Voyage ganham câmbio automático pela 1ª vez

Preços sugeridos são de, respectivamente, R$ 54.580 e R$ 59.990, sem incluir opcionais. Motor é o 1.6 flex de 120 cv

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Gol e Voyage ganham câmbio automático pela 1ª vez
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Carro mais vendido do Brasil por 26 anos consecutivos até 2013, o Volkswagen Gol ainda segue entre os modelos campões de emplacamentos e chega à linha 2019 com novidades, válidas também para o Voyage. Pela primeira vez, hatch e sedã compactos são oferecidos com opção de transmissão automática, sempre casada com o motor 1.6 16v flex MSI de 120 cv e 16,8 kgf.m de torque.

icon photo
Legenda: Dianteira de Gol e Voyage 2019 agora é idêntica à da Saveiro, atualizada em 2016
Crédito: Divulgação

Com seis marchas, opção de trocas sequenciais com borboletas no volante, é o mesmo câmbio com conversor de torque da Aisin já usado no Golf e que acaba de chegar para Polo e Virtus 1.6 MSI, que eram comercializados apenas com caixa manual.

icon photo
Legenda: Emblema na traseira de VW Gol e Voyage automáticos informa que eles trocam marchas sozinhos
Crédito: Divulgação

Agora disponíveis em versão única, Gol e Voyage 2016 automáticos custam, respectivamente, R$ 54.580 e R$ 59.990. Com transmissão manual de cinco velocidades, tanto o hatch quanto o sedã mantêm o propulsor 1.6 8v bicombustível, capaz de render 104 cv e 15,6 kgfm. O câmbio automático acrescenta R$ 3.450 ao preço do Gol e sai por R$ 3.170 no caso do Voyage. A título de comparação, no recém lançado Ford automático, a caixa de marchas acrescenta R$ 4,5 mil ao preço final, mas também é acompanhada de controle de velocidade de cruzeiro.

Hatch e sedã compactos também continuam disponíveis com motorização 1.0 12v de três cilindros flex de 82 cve 10,4 kgf.m e transmissão manual, permanecendo como os modelos mais em conta da Volks nas respectivas categorias: Gol 1.0 custa R$ 44.990 e Voyage 1.0 sai por R$ 52.640.

Frente da Saveiro e interior sem mudanças

Outra novidade de Gol e Voyage 2019 é que agora ambos vêm com a mesma dianteira introduzida na Saveiro em 2016, com faróis maiores e capô ligeiramente diferente, mais grade e para-choque redesenhados. De resto, a dupla também ganhou suspensões recalibradas e coxins do motor hidráulicos, para redução de vibrações e ruídos.

icon photo
Legenda: Cabine é a mesma da linha 2018 e vem com suporte para celular de série com porta USB. Há duas opções de central multimídia, ambas opcionais
Crédito: Divulgação

De acordo com Pablo Di Si, presidente da Volkswagen do Brasil, a oferta da caixa de marchas automática faz com que hatch e sedã passem a cobrir uma fatia maior do mercado, com foco especial em frotistas e clientes PCD (pessoas com deficiiencia), que podem comprar veículos com isenção total de IPI, ICMS, IPVA e outros tributos com preço de até R$ 70 mil. "Em 2017, mais de 40% das vendas de automóveis de passeio e comerciais leves no Brasil corresponderam a veículos com câmbio automático e projetamos que em 2020 esse percentual subirá para 60%. Hoje, 74% dos modelos oferecidos pela Volkswagen têm a opção de transmissão automática", disse o executivo nesta quinta-feira (26), durante evento de lançamento de Gol e Voyage 2019 na fábrica de Taubaté (SP), onde os dois modelos são produzidos, juntamente com o Up.

icon photo
Legenda: Câmbio automático da Aisin é o mesmo usado no Golf e no Polo e no Virtus. Moldura com o trilho das marchas é do Golf antigo
Crédito: Divulgação

Por falar no Up, o subcompacto, a SpaceFox e o Fox são os únicos modelos da VW que mantêm a oferta de transmissão automatizada I-Motion de embreagem simples, que entrega menos conforto que a caixa de marchas com conversor de torque.

Itens de série

Disponíveis em versão única, Gol e Voyage 2019 trazem de série ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista com ajuste de altura, suporte para celular integrado ao painel com entrada USB, travas e vidros dianteiros dianteiros elétricos, encosto do banco traseiro rebatível, desembaçador traseiro, alerta sonoro de faróis acesos, tomada 12V no console central e para-sol com espelho para motorista e passageiro.

Pacotes opcionais

Os dois modelos contam com três pacotes opcionais. O primeiro deles é o "Urban Completo", que custa R$ 3.000 e agrega rodas de liga leve de 15 polegadas, alarme, chave canivete, com controle remoto, retrovisores e maçanetas pintados na cor do veículo, grade dianteira pintada em preto ninja, retrovisores externos elétricos com função "tilt down" e setas integradas, sensores de estacionamento traseiros, vidros traseiros elétricos, abertura elétrica da tampa traseira com controle remoto, para-sol com espelho iluminado, faróis de dupla parábola, faróis de neblina, lanternas traseiras escurecidas, uzes de leitura dianteiras e traseiras, alças de segurança no teto e coluna de direção com ajuste de altura e distância.

icon photo
Legenda: Gol e Voyage 2019 trazem borboletas para trocas de marchas manuais no volante, um diferencial
Crédito: Divulgação

Para quem faz questão de conectividade, o segundo opcional "Interatividade Composition Touch” custa R$ 2.000 e traz o central multimídia com tela tátil de cinco polegadas (compatível com Android Auto e Apple CarPlay), computador de bordo e volante multifuncional. Por R$ 2,1 mil, você leva o pack "Interatividade Discover Media", com tela tátil de 6,33 polegadas com sensor de aproximação e GPS integrado.

Segundo Gustavo Schmidt, vice presidente de vendas e marketing da VW, a expectativa é que cerca de 30% das vendas do Gol serão com motor 1.6 e, delas, aproximadamente 25% serão da versão automática. No caso do Voyage, esse percentual deve subir para algo entre 30% e 35%.

Impressões ao dirigir

O WM1 teve um rápido contato com o Gol 1.6 automático durante test-drive de lançamento, percorrendo um trecho predominantemente rodoviário entre a capital paulista e Taubaté. Primeiramente, chama a atenção que o hatch, que deve ganhar nova geração, juntamente com o Voyage, por volta de 2020, casou muito bem a transmissão automática e o motor 1.6 de 120 cv. Graças ao baixo peso, de apenas 1.040 kg com o câmbio com conversor de torque, o carro apresenta uma condução prazerosa, sem reduções excessivas de marchas e com trocas rápidas e suaves. Basta pisar um pouco mais fundo no pedal do acelerador que a transmissão da Aisin chega a reduzir duas marchas, proporcionando tranquilidade nas retomadas e nas acelerações.

icon photo
Legenda: Volkswagen Voyage agora traz transmissão automática de seis marchas e abandona o câmbio automatizado I-Motion
Crédito: Divulgação

Com gasolina no tanque e pé leve em circuito rodoviário, o consumo médio registrado no computador de bordo foi de mais de 15 km/l, muito bom para motor 1.6. Para quem prefere trocas manuais, elas podem ser feitas diretamente na alavanca (emprestada, junto com o trilho de alumínio, do Golf antigo) ou por meio de borboletas atrás do volante, um diferencial na categoria.

Gol e Voyage automáticos dão um sopro de novidade em dois projetos mais antigos, mantendo as já reconhecidas qualidades de rodagem dos dois modelos, com pouca rolagem da carroceria nas curvas, porém sem comprometer o conforto. Chegam como rivais de modelos automáticos pequenos como Ford Ka hatch e sedã, Hyundai HB20 e HB20S, Nissan March e Versa e, principalmente, os líderes de vendas Chevrolet Onix e Prisma. Tem qualidades e preço para mandar bem nessa competição.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors