Primeiras impressões: novo Peugeot 3008

Agora SUV de corpo e alma, modelo aposta em tecnologia e esportividade

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Primeiras impressões: novo Peugeot 3008
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O 3008 talvez fosse o veículo que melhor definisse o conceito crossover no mundo automotivo. A primeira geração do modelo médio da Peugeot tinha aparência de station wagon parruda, altura de utilitário esportivo e comportamento de minivan. Mas o novo 3008, que chega às lojas em 30 de junho, põe fim a todas dúvidas sobre o seu gênero. Agora, só pela robustez e imponência das linhas, é possível definir que ele se tornou um SUV de fato.

Avaliamos a nova geração do modelo, que chega em versão única Griffe 1.6 THP com preço de lançamento de R$ 135.990 (valor que deve aumentar ao longo do ano), pré-venda de 50 unidades com patinete elétrico de brinde para o primeiros compradores, ênfase no programa de pós-venda da marca  e proposta que fica longe do comportamento pacato do primeiro 3008. E isso fica claro ao dar as primeiras aceleradas no SUV.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

O sempre elogiado motor turbo de 165 cv pode até parecer tímido para as mais de 1,5 tonelada do 3008. Realmente, as arrancadas são apenas competentes, mas com as passadas ágeis do câmbio automático de seis marchas, o desempenho fica interessante conforme os ponteiros do velocímetro e do conta-giros sobem. O motor começa a sobrar em giros altos. O casamento com a caixa torna tudo mais prazeroso.

 Novo Peugeot 3008
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

Na BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Juiz de Fora (MG) o SUV evolui com desenvoltura e a faceta “esportivo” do utilitário ganha mais força. A 110 km/h permitidos, as rotações ficam na marca de 2.000 rpm, o isolamento acústico é exemplar e o nível de vibração bem baixo. Para corroborar o arrojo proposto por esta nova geração, a suspensão firme e a boa rigidez da carroceria mantém o carro no prumo.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

Não para por aí. O 3008 tem bancos anatômicos, com ajustes elétricos para o motorista e posição de dirigir ergonômica, sem que o condutor fique muito no alto. O volante é um capítulo à parte. Pequeno, lembra a direção de carros de competição, com base e parte superior chatas, boa pegada, além de precisão e firmeza que se espera em altas velocidades - a assistência é elétrica e progressiva.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

Nas retomadas, é pisar que o turbo desperta e o motor enche rápido. Antes das 1.400 rpm o 3008 já tem disposição de sobra, e sempre auxiliado pela transmissão (que não fica naquele vai e vém de reduzir e jogar giros lá no alto) é fácil deixar para trás os caminhões pela estrada e começar a encarar a serra de Petrópolis (RJ).

 Novo Peugeot 3008
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

Aí, é hora de colocar a caixa em modo sequencial na “diferentona” e sutil alavanca do câmbio, e passar a subir e reduzir entre uma curva e outra através dos paddle shiftters - que ficam fixos na coluna de direção, e não atrás do volante, o que atrapalha um pouco na sinuosidade da serra. Terceira, quarta, quinta, terceira, curva para a direita, depois para a esquerda, chão de concreto… Tudo temperado com aquela direção direta, além da suspensão firme que mantém o SUV grudado no chão como falamos anteriormente.

Nas retomadas, é pisar que o turbo desperta e o motor enche rápido. Antes das 1.400 rpm o 3008 já tem disposição de sobra, e sempre auxiliado pela transmissão, que não fica naquele vai e vém de reduzir e jogar giros lá no alto

De volta às retas, o trecho entre a entrada da Cidade Imperial e o distrito de Itaipava é o momento ideal para colocar a transmissão no modo sport. A caixa passa a esticar mais as marchas e o comportamento do 3008 fica mais arisco entre as descidas e subidas da BR-040, sem dar qualquer sinal de perder o fôlego ou patinar nas mudanças.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

A vida a bordo é facilitada ainda pela ótima ergonomia proporcionada pelo conceito i-Cockpit, aplicado pela Peugeot no 2008. Acessar os comandos principais no meio do painel e a central multimídia de 8” touch screen é tarefa fácil - o sistema, inclusive, tem espelhamento para Android Auto, Apple Car Play e Mirror Link.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

O moderno quadro de instrumentos eletrônico e configurável em tela de 12,3” fica atrás e em uma posição mais elevada em relação ao volante, o que reforça a proposta esportiva e ajuda o motorista a não desviar muito os olhos da estrada. Em contrapartida, o pequeno vidro traseiro e a coluna C bastante larga limitam a visibilidade do motorista.

Dentro do 3008 ainda é possível contemplar o acabamento caprichado do SUV. Materiais emborrachados no painel, tecidos agradáveis ao toque, couro nos bancos e em partes das portas, detalhes em preto brilhante e cromados na medida certa conferem aquela sofisticação que se espera de um Peugeot que custa mais de R$ 130 mil.

http://picasion.com/

A parte de equipamentos só decepciona pela ausência de alguns itens, como sensor de ponto cego, controle de cruzeiro adaptativo e GPS. O novo 3008 vem com o que se espera de um carro que quer competir com Jeep Compass, Honda CR-V, Hyundai New Tucson, Kia Sportage... e até Audi Q3.

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

Na segurança, são seis airbags, assistente à partida em subidas, retrovisor eletrocrômico, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré e Isofix. Há também botão start para partida do motor, sensores de luminosidade e de chuva, freio de estacionamento eletrônico, ar-condicionado automático bizona com saída para os bancos traseiros, teto solar panorâmico, rebatimento automático dos retrovisores, faróis full-LED com luzes diurnas e regulagem automática de altura e rodas de liga-leve diamantadas de 19”

icon photo
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

O conforto ainda é brindado com espaço condizente para o segmento. O teto alto e panorâmico aumenta percepção de amplitude no habitáculo e atrás dois adultos e uma criança viajam com certa folga. Na frente, motorista e carona têm bom vão para pernas e joelhos, além de um mimo: o massageador no encosto, com cinco movimentos diferentes para as costas - por sinal, testado e aprovado durante a avaliação.

 Novo Peugeot 3008
Legenda: Novo Peugeot 3008
Crédito: Novo Peugeot 3008

No embalo do lançamento, a marca dá cartaz ao Peugeot Total Care, o programa de pós-venda que promete benefícios para os clientes e que almeja acabar de vez com a má fama do passado da rede de concessionárias. Entre os compromissos, reembolso da revisão caso a mesma não seja feita em até 24 horas, frota de mil modelos para servirem de carro reserva para reparos que demorarem mais de quatro dias e reboque 24 horas gratuito - este, inclusive, para proprietários de Peugeot com até oito anos de uso.

Com este pacote, a Peugeot espera emplacar entre 200 e 250 unidades do novo 3008 por mês até o fim do ano. Isso se a produção na França der conta, já que, segundo a fabricante, há fila de espera de até seis meses em alguns países europeus. Lá, pelo visto, essa estratégia de enaltecer seu lado SUV deu certo para o modelo.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors