Audi revela Q4 e-tron e Q4 e-tron Sportback

Modelos têm pegada neutra em carbono, até 520 quilômetros de autonomia e head-up display com realidade aumentada

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Audi revela Q4 e-tron e Q4 e-tron Sportback
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Audi apresentou ao mundo nesta quarta-feira (14) dois novos veículos 100% elétricos: o Q4 e-tron e o Q4 e-tron Sportback, seus primeiros SUVs compactos totalmente movidos a bateria. Serão três versões de tração, duas com motor no eixo traseiro e uma com dois motores, um em cada eixo, e tração quattro – de acordo com a versão, a autonomia pode chegar até 520 km.

Oficialmente, o Audi Q4 e-tron será lançado em junho no mercado europeu e, alguns meses depois, será a vez do Q4 e-tron Sportback. Por aqui, a expectativa é de que os modelos comecem a ser importados entre o final deste ano e começo do ano que vem. Na Alemanha, os preços começam em 41.900 euros (R$ 284 mil em conversão direta, sem taxas ou valores de importação).

Q4 e-tron estreia nova linguagem visual da marca

Com o Q4 e-tron e Q4 e-tron Sportback, a Audi afirma dar um próximo passo na linguagem de design de seus modelos elétricos. Ambos trazem à produção em série as linhas apresentadas nas versões conceituais apresentadas em 2019.

Os faróis são full-LED de série – LED Matrix serão opcionais. Além deles, as luzes de condução diurna (DRL) são uma novidade e, nas palavras da empresa, representam o próximo estágio de evolução da tecnologia. Eles mudam: pelo central multimídia, o motorista pode selecionar até quatro assinaturas diferentes.

São 4,59 metros de comprimento e promessa de ótimo espaço interno, já que o carro não tem túnel central - graças à plataforma supertecnológica, que é projetada somente para carros elétricos. O porta-malas também é generoso (e comparado ao de SUVs médios): 520 litros. Com os bancos rebatidos, chega a 1.490 litros - no Sportback os volumes variam de 535 a 1.460 litros, respectivamente.

Audi Q4 E Tron Frente
Audi Q4 e-tron e Audi Q4 e-tron Sportback devem chegar ao Brasil em 2022
Crédito: Divulgação

Interior com realidade aumentada

O painel do carro é revolucionário. O cockpit tem design tridimensional e, em ambos os modelos de carroceria, as unidades operacionais e de exibição assumem a função de elementos de design. O painel de instrumentos obviamente é digital. O display central da central multimídia (sensível ao toque) é inclinado em direção ao motorista e posicionado de forma ergonômica.

Também voltados para o motorista estão os controles do ar-condicionado. Abaixo dele, um grande painel operacional traz seletor do modo de direção, controle de volume e o botão de ligar e desligar. O volante também é totalmente novo e oferece superfícies sensíveis ao toque. Assim como em um smartphone, não existem apenas gestos de toque, mas também gestos de deslizar, por exemplo.

Os modelos também podem ser equipados com outra inovação (opcional): o head-up display com realidade aumentada. Ele projeta informações de forma digital em cima da visão do mundo externo de forma conveniente para o motorista. A informação é mostrada em um campo bem amplo, onde uma imagem virtual, que parece flutuar, é representada em uma distância de cerca de dez metros do motorista. Na teoria, um espetáculo.

 Audi Q4 e-tron Sportback é versão acupezada e com desenho mais esportivo do SUV compacto
Legenda: Audi Q4 e-tron Sportback é versão acupezada e com desenho mais esportivo do SUV compacto
Crédito: Divulgação

Quem move o Q4 e-tron

Q4 e-tron e Q4 e-tron Sportback prometem atender a expectativas distintas, desde o cliente urbano que utiliza o carro diariamente até os aventureiros que percorrem longas distâncias. Para isso, terão versões com dois tamanhos de baterias e três opções de motorização.

O Q4 35 e-tron tem bateria menor com capacidade bruta de armazenamento de energia de 55 kWh, que carrega até 7,4 kW em corrente alternada (AC) e até 100 kW em corrente direta (DC). Já o Q4 40 e-tron e o Q4 50 e-tron quattro (este último, portanto, com tração nas quatro rodas) terão bateria maior com capacidade de 82 kWh, que permite recarga de até 11 kW em corrente alternada e até 125 kW em corrente direta.

Em termos de trem-de-força, os dois primeiros – Q4 35 e-tron e Q4 40 e-tron – têm motor elétrico que traciona as rodas traseiras, com uma potência de 125 kW (170 cv) e 150 kW (204 cv), respectivamente. A versão topo de linha Q4 50 e-tron quattro tem dois motores elétricos para a tração elétrica nas quatro rodas: eles fornecem uma potência máxima de  220 kW (299 cv).

Nessa versão mais forte, a potência é suficiente para fazê-lo acelerar de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos e atingir a velocidade máxima de 180 km/h (eletronicamente limitada). Nesta última, também, o motor no eixo dianteiro entra em ação somente quando forem necessários alta potência ou forte aderência.

Audi Q4 e-tron tem uma série de tecnologias, como um head-up display com realidade aumentada
Crédito: Divulgação

Autonomia promete surpreender

A autonomia pode chegar até 520 km, de acordo com o ciclo WLTP, com uma única carga da bateria, de acordo com a versão. Nas configurações com a bateria de capacidade máxima de carga de 125 kW, em condições ideais, é possível carregar eletricidade suficiente para rodar cerca de 130 km em 10 minutos.

A bateria de alta voltagem do Q4 e-tron fica entre os eixos, o que garante um baixo centro de gravidade e ajuda na distribuição de peso. Desse modo, os sistemas de controle para a tração e suspensão trabalham juntos – a condução dos SUVs promete ser segura, esportiva e confortável ao mesmo tempo.

Audi Q4 e-tron custa 41.900 euros na Alemanha - R$ 284 mil em conversão direta, sem taxas
Crédito: Divulgação
Comentários