Quatro hot hatches clássicos para você babar

Mostramos para você alguns dos compactos apimentados mais legais que já rodaram pelas estradas desse mundão

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Quatro hot hatches clássicos para você babar
Marcus Celestino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Ah, os hot hatches! Que saudades da época que povoavam as nossas estradas. Chame o repórter de nostálgico, não tem problema. Mas você há de convir que hoje os fabricantes tentam nos empurrar mais e mais veículos de visual esportivado. Falta malandragem, arteirice.

Quer ver como a melancolia que acometeu o escritor não é sinal da idade avançada? Selecionamos alguns dos hot hatches mais legais que já rodaram pelas estradas desse mundão para te provar. Duvidamos que você também não fique nostálgico.

Quatro hot hatches de respeito

Renault 5 Turbo

O Renault 5 Turbo, com motor central, chegou às ruas em 1980.  O hot hatch tinha para-lamas mais largos que o modelo normal para alojar as entradas de ar. O esportivo era empurrado por propulsor 1.4 equipado com turbocompressor Garrett T3 a 0,9 bar. A 6.000 rpm, o motor gerava 160 cv de potência. Nos R5 Turbo preparados para rali o número batia a casa dos 300 cv.

A Renault também chegou a vender o R5 Turbo 2. Os franceses fizeram modificações no acabamento que tornaram o modelo atualizado mais barato que o original. A performance, no entanto, era basicamente a mesma: incrível.

Renault 5 Turbo
Renault 5 Turbo tinha motor central e era um foguetinho
Crédito: RM Sotheby's/Divulgação

Gol GTI

Sem dúvidas, esta é a versão mais desejada do tradicional modelo da Volkswagen. Esteve presente em três gerações do carro e tem fãs espalhados pelo Brasil e pelo mundo.

Além de toda mística em torno do modelo, o GTi foi o primeiro carro nacional a ter injeção eletrônica de combustível. Equipado com motor AP 2.0, tinha visual ainda mais esportivo que o do GTS. A versão GTi se manteve como sonho de consumo até a terceira geração do hatch.

Volkswagen Gol GTI hot hatches
Gol GTi era, e ainda é, sonho de consumo de muita gente
Crédito: Divulgação

Uno 1.5 R

O Uno 1.5 R tinha uma carinha, claro, super agressiva. As faixas na carroceria e as rodas exclusivas davam ao modelo uma pinta de malcriado, de "aborrescente" mesmo. Já o motor 1.5, de carburação dupla e 86 cv, dava ao hot hatch a astúcia da juventude. Para fechar, os amortecedores pressurizados lhe conferiam uma sagacidade nas curvas absurda. O carrinho as contornava com uma facilidade incrível.

Modelo mais rápido da Fiat à época, o Uno 1.5 R foi o esportivo nacional mais próximo dos reles mortais nos anos 1980. Lançado em 1987, o modelo saiu de linha poucos anos depois para dar espaço ao 1.6 R.

Fiat Uno R hot hatches
Fiat Uno 1.5R tinha a tampa da mala preta para se diferenciar dos outros
Crédito: Divulgação

Peugeot 205 GTi

Eleito em 2016 o melhor hot hatch de todos os tempos em concurso da imprensa europeia, o Peugeot 205 GTi, de fato, marcou época. Ele podia vir equipado com motor 1.6 ou 1.9. Com 875 kg e cerca de 130 cv para brincar, o 205 GTi ia de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos. Quase 300 mil unidades deste clássico foram produzidas.

Peugeot 205 Gti 1.6 Front hot hatches
205 GTi foi eleito o melhor hot hatch já produzido
Crédito: Commons/ Wikimedia

Comentários