McLaren 720S surge em versão Spider

Esportivo ganha capota rígida retrátil em fibra de carbono. Motor é o mesmo V8 4.0 biturbo de 720 cv

  1. Home
  2. Notícias
  3. McLaren 720S surge em versão Spider
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de revelar o hiperesportivo Speedtail e também o 600 Long Tail, a McLaren agora mostra a esperada versão conversível do 720S. O tradicional Spider surge com capota rígida feita integralmente de fibra de carbono. Isso contribui para o peso de 49 kg a mais que a versão fechada – são 1.332 kg no total.

A operação para abrir/fechar leva apenas 11 segundos e pode ser feita em velocidades de até 50 km/h. Outra novidade é que o vidro da capota tem tecnologia eletrocrômica. Com apenas um toque é possível variar de opaco a translúcido.

icon photo
Legenda: A versão conversível surge um ano e meio após a apresentação do cupê
Crédito: Divulgação

Segundo a McLaren, o mecanismo de retração da capota é completamente novo e até 6 segundos mais rápido do que o encontrado no 650S Spider. O 720S Spider também abaixa a janela traseira automaticamente quando a capota é aberta, movendo-se para a posição afim de minimizar a turbulência da invasão ar na cabine. A janela também é controlável quando o teto está fechado, o que permite os ocupantes escutarem o rugido do motor.

Este, inclusive, não foi alterado. Trata-se do mesmo V8 4.0 biturbo com 720 cv de potência. O 720S Spider precisa de 2,9 segundos para atingir os 100 km/h partindo da imobilidade – o mesmíssimo tempo da versão cupê. Velocidade máxima? 341 km/h (com capota fechada) e 325 km/h (com capota aberta). Vale ainda lembrar que a McLaren inaugurou sua primeira concessionária oficial no Brasil esse ano.

icon photo
Legenda: Não importa: conversível ou cupê, o McLaren 720S precisa de apenas 2,9 s para chegar aos 100 km/h
Crédito: Divulgação
icon photo
Legenda: Eletrocrômico, o vidro da capota pode ficar transparente ao toque de um botão
Crédito: Divulgação
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors