Renault Kwid faz 5 anos e chega a 300 mil unidades

Subcompacto da marca foi lançado em agosto de 2017 e celebra o fato de ser o líder do segmento entre "pessoas físicas"

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Renault Kwid faz 5 anos e chega a 300 mil unidades
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Renault comemora cinco anos do lançamento do Kwid neste início de agosto e também celebra o fato de que o modelo é o líder do segmento de carros subcompactos entre compradores que fecham o negócio como "pessoas físicas", sem considerar vendas diretas.

O Kwid se destaca pelo bom porta-malas (290 litros), baixos números de consumo de combustível e por ser o único do segmento com quatro airbags de série e ESP em todas as versões.

De acordo com a Renault, "esses atributos são comprovados nos números de vendas, já que são mais de 300 mil unidades emplacadas desde o lançamento no Brasil".

Como é o Renault Kwid

Apesar de ser considerado utilitário pela Renault, que chama o carrinho de "primeiro SUV compacto urbano", o Kwid é um hatch subcompacto que inovou na maneira de vender. Em sua campanha de pré-venda, de 2017, o cliente podia realizar a reserva do veículo de forma online, que também foi a primeira plataforma 100% online para a compra de um automóvel.

Curioso destacar que essa plataforma ainda está disponível. Mesmo assim, vale dizer que a marca também oferta o modelo por uma assinatura chamada "Renault on Demand", com mensalidades a partir de R$ 1.489.

Produzido na fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR), o Kwid já emplacou mais de 300 mil unidades no Brasil e também já soma quase 140 mil unidades exportadas, para 28 países.

Ele mudou em 2022

O Kwid foi renovado no início deste ano e agora é oferecido em três versões de acabamento: Zen, Intense (com ou sem teto em dois tons) e Outsider.

Todas são movidas pelo motor 1.0 SCe (de "Smart Control Efficiency"), com três cilindros, 12 válvulas, duplo comando (DOHC) e bloco em alumínio, que rende 71 cv e 10 kgf.m com etanol - são 68 cv e 9,4 kgf.m com gasolina.

"O Kwid é o primeiro carro de muitos jovens e famílias. Atrai consumidores que vinham do mercado de usados e compram seu primeiro veículo 0km. Com a linha 2023, ainda mais equipada, atrai também clientes do segmento superior", explica Bruno Hohmann, vice-presidente comercial da Renault Brasil.

E o carrinho também recebeu nos últimos meses o reforço com a chegada da versão E-Tech, 100% elétrica, que teve o primeiro lote esgotado em menos de dois meses.

Renault Kwid E Tech 1
Renault Kwid E Tech começa a ser entregue nas próximas semanas e custa R$ 142.990
Crédito: Divulgação
toggle button
Comentários