Teste: picape Volkswagen Atlas Tanoak 2018 Concept

Irmã maior da Amarok, Volkswagen Atlas Tanoak ainda é conceito, mas tem planos audaciosos de fazer barulho nos EUA

  1. Home
  2. Notícias
  3. Teste: picape Volkswagen Atlas Tanoak 2018 Concept
Motoring
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O calo sob o assento da Volkswagen sempre foi seu fracasso em conquistar a América. Foi isso que a levou à Dieselgate, que a levou a construir uma enorme fábrica em Chattanooga (Tennessee, Estados Unidos), e é o impulso por trás da picape conceito Volkswagen Atlas Tanoak. É boa, mas será que será construída?

icon photo
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring

NOZ RESISTENTE PARA QUEBRAR

O veículo mais vendido nos EUA é a Ford F-Series. É também um dos veículos mais rentáveis ​​no mercado norte-americano e é o mais resistente à invasão de players estrangeiros, graças a uma tarifa de 25% sobre picapes importadas. A Volkswagen não luta neste tipo de segmento em todo mundo, mas quer. E é por isso que impressionou o Salão do Automóvel de Nova York, em abril, ao revelar o conceito Atlas Tanoak.

É cheio de recursos inteligentes, usa luz em vez de cromo e é dimensionado para causar impacto logo abaixo do tamanho da Série F e bem em cima do Ford Ranger, Chevrolet Colorado, Toyota Tacoma e Honda Ridgeline. É maior do que uma Volkswagen Amarok (que não é vendida na América do Norte) e, se for construída, será posicionada acima da picape alemã de tamanho médio em outros mercados - como no Brasil.

VÍDEO RELACIONADO

Uma sucessora do conceito 2000 Advanced Activity Vehicle, a Atlas Tanoak está muito longe de entrar em produção, mesmo que pareça óbvio. Em alguns mercados, como na Austrália, a Volkswagen já expressou seu interesse na Tanoak, que poderia ser baseada na mesma prataforma do T6 desenvolvido pela Austrália como Ranger, como parte de uma cooperação entre Volkswagen e Ford para criação de uma gama de veículos comerciais.

A cabine dupla da Atlas Tanoak mede mais de cinco metros de comprimento e possui um arco de sobreposição extensível e inteligente, que se esconde na parte de trás da cabina, mas desliza para trás quando existem objetos longos e pesados para transportar. Como o SUV Atlas de três fileiras de bancos, que forma a base da Tanoak, a picape é construída sobre a mesma arquitetura MQB versátil que hospeda até carros pequenos, como o Polo e o Golf.

 Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring
 Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring

O único Volkswagen mais longo que seu total de 5,44 metros é a versão de longa distância entre eixos da van T6 Transporter. A distância entre eixos do Atlas é esticada também, de 2,89 metros para 3,26 metros. Ele também tem 2,03 metros de largura e 1,84 metro de altura, o que a torna 45 milímetros mais alta que o Atlas (principalmente através de um elevador na altura do solo). A Volkswagen usa o tamanho extra para criar assentos para cinco pessoas, e também há rumores de que uma versão de duas portas é uma possibilidade.

A fabricante alemã reivindica uma carga útil de 750 kg para a Tanoak, que poderia ser atualizada com uma mudança na suspensão traseira. Sua caçamba tem 1,63 metro de comprimento, 1,45 metro de largura e 53 centímetros de profundidade, com 1,28 metro entre os dois arcos das rodas. Ela também reivindica um extra de 63 centímetros de comprimento de carga ao descer a tampa traseira.

A Volkswagen Atlas Tanoak é alimentada por um motor 3.6 V6 a gasolina, naturalmente aspirado, de 35,7 kgf.m de torque. A transmissão é automática de oito marchas e a tração é nas quatro rodas.

 Volkswagen Atlas Tanoak 2086
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak 2086
Crédito: Motoring

SERVE PARA

Ao contrário de outras picapes (incluindo sua irmãzinha Amarok), a Tanoak - pelo menos em forma de conceito - não é uma máquina para o trabalho pesado. Em vez disso, é um ‘animal’ de estilo de vida, com foco em conforto e luxo e altos níveis de equipamento.

Há muitas influências visuais do Atlas, embora o chefe de design da Volkswagen, Klaus Bischoff, use a luz em vez do cromo e tenha tentado entregar uma nova face frontal à Volkswagen com a cabine dupla. Até mesmo o emblema da Volkswagen na grade é iluminado.

icon photo
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring
icon photo
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak 2090
Crédito: Motoring

VEJA MAIS

Desfila com rodas de liga leve de 20 polegadas calçadas com pneus 275/55 e, embora as portas da frente sejam convencionais, oculta as maçanetas das portas traseiras.

A Tanoak também pode ter uma variedade de motores 2.0 de quatro cilindros a gasolina e diesel, bem como o V6, o que pode ser uma vantagem, dadas as demandas de torque para veículos deste tamanho, especialmente quando carregados. Mesmo sem carga, a Volkswagen diz que atingirá os 100km/h em 8,5 segundos, com uma velocidade máxima de 190 km/h.

O interior demonstra claramente suas pretensões mais leves, com assentos revestidos em couro confortável, um par de telas digitais de 12,3 polegadas, incluindo uma que atua como um painel de instrumentos, e um sistema de som muito potente. Habitáculo e layout mecânico sugerem que a Volkswagen está levando a missão da Atlas Tanoak muito a sério.

icon photo
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak 2076
Crédito: Motoring

NA ESTRADA

Este não é um teste abrangente, por qualquer meio, mas é uma boa indicação do potencial de mercado do Atlas. A posição do assento é alta e a visão da estrada é total, mas você nunca se sente como se estivesse sentado em cima do eixo dianteiro. É uma máquina fácil de se sentir parte.

Há, nominalmente, cinco assentos, embora a posição central do banco traseiro não seja uma escolha popular para ninguém, pois não é esculpido como o resto dos assentos e o túnel da transmissão passa por baixo dele.

 Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring
 Volkswagen Atlas Tanoak 7095
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak 7095
Crédito: Motoring

Mesmo que estivéssemos limitados a 50 km/h na Atlas Tanoak, as características que poderíamos descobrir eram impressionantes. O motor ‘respira’ fundo e é claramente o elo mais fraco. Ele tem uma rigidez que não é agradável. O resto do pacote, porém, funciona. Do interior inteligente, que possui um design de traços marcadamente diferentes do Atlas, à qualidade do rodar e os níveis de ruído, tudo parece incrivelmente avançado para um carro conceito.

Ela tem as mesmas características de rodagem do Atlas e a suspensão compartilha muitas de suas partes, mas com seu próprio ajuste. E isso funciona. Seu comportamento é calmo e relaxado, e há muita obediência na parte frontal e traseira.

A transmissão automática de oito velocidades é um destaque, fazendo o seu trabalho suavemente e oferecendo um tipo de engrenagem de baixo alcance através da sua função de Controle Ativo. Os elementos para o sucesso parecem estar firmemente no lugar.

A capacidade de construí-lo – na América do Norte, até um preço sub-Ford F-150 – está longe de ser confirmada, no entanto.

icon photo
Legenda: Volkswagen Atlas Tanoak Concept
Crédito: Motoring

Monterey, Califórnia - Jornalista viajou a convite da Volkswagen

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors