McLaren Senna vai de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos

Fabricante divulgou mais imagens e dados técnicos do supercarro de R$ 3,4 milhões que já teve todas as unidades vendidas

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. McLaren Senna vai de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de apresentar em novembro passado o Mclaren Senna, baseado no superesportivo 720S e dotado de motor 4.0 V8 biturbo de 800 cv, a fabricante inglesa de esportivos divulgou novas fotos e mais detalhes técnicos a respeito do cupê, com produção limitada a 500 unidades, cada uma já vendida por 750 mil libras (cerca de R$ 3,4 milhões na conversão direta).

icon photo
Legenda: 2018 mclaren senna
Crédito: 2018 mclaren senna

Convenhamos que se trata de muito dinheiro, bem acima dos já elevados US$ 288.845 (R$ 937,6 mil) cobrados pelo 720S. Mas é um carro com produção limitada, que traz o nome do brasileiro tricampeão da Fórmula 1, e traz mais potência, peso mais baixo e pacote aerodinâmico bem agressivo, com direito a uma enorme asa de fibra de carbono na parte traseira.

icon photo
Legenda: 2018 mclaren senna
Crédito: 2018 mclaren senna

Com 79 cv e 3 kgf.m a mais que o modelo no qual se baseia (totalizando 81,6 kgf.m), o McLaren Senna também é mais leve, pesando apenas 1.315 kg em ordem de marcha, contra 1.428 kg do 720S, graças ao uso ainda mais extenso de fibra de carbono na estrutura e na carroceria. Com esse conjunto, associado à transmissão automatizada de dupla embreagem e sete marchas, o bólido é capaz de acelerar de zero a 96 km/h em 2,7 segundos, um décimo de segundo mais rápido que o 720S padrão. A velocidade máxima é igual, de 340 km/h.

icon photo
Legenda: 2018 mclaren senna
Crédito: 2018 mclaren senna

Além disso, tem a aerodinâmica avançada. Selecionando o modo de condução Race (corrida), a frente do carro abaixa 3,8 cm e a traseira, 3 cm para deixar o carro ainda mais próximo do solo, aumentando a estabilidade - o assoalho traz uma estrutura especial para direcionar o fluxo de ar de forma suave à medida que o superesportivo vai ganhando velocidade.

icon photo
Legenda: 2018 mclaren senna
Crédito: 2018 mclaren senna

Sem contar a aerodinâmica ativa, que abre ou fecha dutos de ar na altura dos faróis e também movimenta a asa traseira conforme a velocidade e o estilo de condução para o carro correr mais e de forma controlada, seja em curvas ou pisando fundo no acelerador em uma reta.

De acordo com a McLaren, o Senna desenvolve 800 kg de downforce, que é a pressão aerodinâmica, a 249 km/h. Segundo a fabricante, trata-se do número mais expressivo em um carro produzido em série habilitado para rodar em vias públicas.

icon photo
Legenda: 2018 mclaren senna
Crédito: 2018 mclaren senna

Agora, resta saber se o McLaren Senna, com todos esses atributos, é capaz de ser mais rápido na pista que o P1, o supercarro híbrido da marca britânica de 915 cv que é mais potente, porém tem menos downforce e é mais pesado.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors