Tesla 'autônomo' bate em carro da polícia nos EUA

Model S estava com o Autopilot ligado na hora da batida, que faz o carro acelerar, frear e esterçar o volante sozinho

  1. Home
  2. Notícias
  3. Tesla 'autônomo' bate em carro da polícia nos EUA
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Tesla foi pioneira ao oferecer o sistema de condução semiautônoma AutoPilot nos seus carros elétricos, porém, de tempos em tempos, a segurança proporcionada por essa tecnologia é questionada por conta de acidentes. O caso de maior destaque aconteceu no ano passado, quando o motorista de um Model S com o Autopilot ativado acertou um caminhão em rodovia da Califórnia (EUA) e acabou morrendo.

O mais recente aconteceu esta semana, em Laguna Beach, também na Calfórnia, e envolveu outro Model S que acabou colidindo em um carro da polícia. O motorista do Tesla sofreu ferimentos leves, enquanto a viatura estava desocupada na hora do acidente.

Tesla Model S bate em SUV da polícia na Califórnia
icon photo
Legenda: Tesla Model S bate em SUV da polícia na Califórnia
Crédito: Reprodução/Polícia de Laguna Beach

 

A polícia ainda investiga as causas da batida, mas as primeiras informações apontam que o condutor do Model S estava com o Autopilot acionado. Ainda não está claro o que ele fazia na hora do acidente - no caso fatal registrado em 2018, o condutor estava assistindo a um DVD.

A Tesla se manifestou dizendo que "sempre deixou claro" que o recurso não torna o carro imune a acidentes. A montadora também ressaltou, como já havia feito anteriormente, que antes de utilizar o recurso semiautônomo o motorista precisa concordar com uma caixa de diálogo, que aparece na tela da central multimídia, esclarecendo que "o Autopilot é projetado para uso em rodovias que tenham uma divisão física entre os dois sentidos e faixas claramente demarcadas".

Tesla Model S bate em SUV da polícia na Califórnia
icon photo
Legenda: Model S estava com AutoPilot acionado
Crédito: Reprodução/Polícia de Laguna Beach

Em outras ocasiões, a fabricante norte-americana já havia salientado que o sistema de condução semiautônoma é um produto beta, ainda em desenvolvimento, e requer que o motorista mantenha a atenção na via para assumir o volante a qualquer momento em caso de necessidade. O sistema da Tesla, inclusive, emite alertas para o condutor recolocar as mãos na direção depois de determinado período.

Ainda em maio, outro Model S bateu em um caminhão de bombeiros estacionado no estado norte-americano de Utah. Também neste mês, o motorista de outro Model S acabou morrendo ao bater o sedã elétrico em Castro Valley, na Califórnia, mas na ocasião o Autopliot estava desligado.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors