Flagra: Mercedes-AMG S 73 será híbrido

Nova geração do sedã terá motores a combustão e elétrico, poderá ser recarregada na tomada e vai trazer muita tecnologia

  1. Home
  2. Segredos
  3. Flagra: Mercedes-AMG S 73 será híbrido
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Mercedes-Benz se prepara para revelar uma nova variante AMG, a divisão esportiva da marca alemã, do Classe S. Flagras feitos pelos nossos parceiros do AutoExpress antecipam que o futuro Mercedes-AMG S 73 será híbrido plug-in e vai unir um motor V8 a outro elétrico. Ele deve chegar à Europa no final de 2021, onde concorre contra BMW M760Li, Audi S8 e Bentley Flying Spur. No Brasil, pode aparecer em 2022.

Repare que nas imagens o carro ainda está camuflado, mas há sinais reveladores que denunciam as "mãos" da AMG. Nos referimos ao divisor dianteiro mais agressivo; saias laterais mais largas; arcos das rodas alargados; freios a disco maiores e perfurados e, na parte traseira, o tradicional sistema de escape quádruplo - que é marca registrada de todo AMG.

Outra coisa percebida no flagra: este modelo tem duas entradas para reabastecimento, uma para a gasolina e outra que é uma tomada de carga - o que indica que o sedã mais nervoso será híbrido plug-in. A Mercedes também já havia confirmado que um Classe S híbrido plug-in com motor V8 estava em fase de projetos. Segundo a marca, ele será capaz de rodar até 100 km no modo elétrico.

Mercedes Amg S 73 2
Mercedes-AMG S 73 deve chegar até o final do ano que vem e ter conjunto mecânico híbrido
Crédito: Reprodução/AutoExpress

A marca alemã ainda não confirmou detalhes sobre o trem-de-força, mas apostamos que seja baseado no mesmo motor V8 biturbo de 4,0 litros do atual GLS 63 AMG - que é capaz de gerar 611 cv 86,7 kgf.m de torque. Especulações anteriores sobre o desenvolvimento desse conjunto híbrido sugeriram até que a combinação de motores poderia render algo superior a 810 cv.

Como no GLS 63 e no Classe S convencional, os motores seriam comandados por uma caixa de câmbio automática de nove marchas, que distribuiria a força por igual para as quatro rodas. O sistema elétrico seria sustentado por uma bateria de íon de lítio e o motor ficaria no assoalho ou mesmo sob o propulsor a combustão, já que em um sedã deste tamanho espaço não é problema.

Mercedes-AMG S 73: tecnologia de ponta

Os compradores também poderão usufruir do máximo de tecnologia que um modelo Mercedes-AMG pode oferecer - o que inclui suspensão a ar adaptável; diferencial de deslizamento limitado; um belo e sofisticado sistema de controles eletrônicos de tração e rodas de liga leve envoltas por pneus mais grossos. Como no AMG E 63 S, a Mercedes também pode programar uma configuração de "Drift" pelo seletor de modo de direção.

O design da cabine deste novo Mercedes-AMG S 73 não deve se afastar do Classe S padrão. As principais mudanças devem ser assentos mais esportivos e reforçados e um volante mais anatômico. O painel de instrumentos será digital, com de 12,3 polegadas, assim como o sistema multimídia, que tem 12,8 polegadas e inteligência artificial MBUX - possivelmente, com gráficos exclusivos.

Mercedes Amg S 73 1
Mercedes-AMG S 73 terá as quatro saídas de escape na traseira, como todo AMG topo de gama
Crédito: Reprodução/AutoExpress
Comentários