Jeep Gladiator vermelha descendo um terreno acidentado entre rochas e com muita lama

Andamos na Gladiator, que chega ao Brasil em 2020

Confira o teste com a picape Jeep derivada do Wrangler nos EUA. Modelo é bom para o trabalho, mas não esquece o lazer


  1. Home
  2. Testes
  3. Andamos na Gladiator, que chega ao Brasil em 2020
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Jeep Gladiator é o primeiro utilitário cabine dupla de tração nas quatro rodas da marca americana em 27 anos. Também é o primeiro modelo do fabricante a combinar a capacidade 4x4 com até 80 recursos de segurança e proteção, opção de motores a gasolina e diesel e recursos de conectividade.

Melhor: é a única a oferecer uma verdadeira condução ao ar livre, graças à configuração conversível. E melhor ainda (para o mercado brasileiro) é a confirmação, pela própria FCA, de que a Gladiator será vendida no país - o modelo já foi até registrado e deve dar as caras no Salão de São Paulo 2020.

Por um lugar ao sol

Nos EUA, as picapes grandes são mandatórias, mas as de médio porte crescem rapidamente. Desejosa de fazer parte desta brincadeira, a Jeep começou a criar seu veículo 4x4 de cabine dupla com base no jipão Wrangler, em 2017. Apenas 12 meses se passaram e a Gladiator nasceu.

icon photo
Legenda: Andamos na Gladiator, a nova picape média da Jeep que alia trabalho e lazer
Crédito: Divulgação

"A novíssima Gladiator é o veículo definitivo para qualquer aventura ao ar livre. Vinda de uma linhagem rica de Jeep resistentes e confiáveis, ela combina robustez, versatilidade e funcionalidade, resultando na picape média mais capaz de todos os tempos", valoriza Tim Kuniskis, diretor da Jeep na América do Norte.

De volta para o futuro

Bom lembrar que esta não é a primeira picape da Jeep. Em 1947, a Willys Overland lançou uma versão 4WD de uma tonelada, seguida pela FC uma década depois. O nome do modelo atual, a propósito, é uma referência aos ascendentes: a primeira  “Gladiator” apareceu com os Jipes da série J de 1963.

A Jeep também teve sucesso com modelos do tipo, como o CJ-8 Scrambler (1981-85), de curta duração, e o Comanche, baseado no Cherokee (1986-92).

Porém, no competitivo segmento 4x4 de cabine dupla, a Gladiator terá de fornecer tudo o que o comprador espera. Desde espaço generoso e confortável para os passageiros até equipamentos e itens de conectividade atualizados.

Credenciais off-road

Mas também precisa funcionar como um utilitário. Especificações sobre capacidade de reboque e carga útil (classificadas em 3.470 e 745 kg, respectivamente) são importantes. Assim também como a habilidade deste gladiador no fora de estrada.

icon photo
Legenda: Picape da marca norte-americana recebe os mesmos sistemas de tração do SUV Wrangler
Crédito: Divulgação

Portanto, a Gladiator está disponível com os mesmos sistemas de tração Command-Trac e Rock-Trac 4x4 do Wrangler. Isso significa eixos Dana de terceira geração, bloqueios nos diferenciais dianteiro e traseiro, diferencial traseiro com escorregamento limitado e diferencial central.

Nas versões topo de linha Rubicon há rodas de 17” e pneus fora de estrada. A picape é equipada também com peitos de aço e ganchos para reboque na frente e atrás.

A capacidade off-road já diferencia a Gladiator. Os ângulos de ataque de 43 graus e de saída, de 26 graus, deixam isso claro - embora o ângulo de inclinação (20,3 graus) seja limitado pelo longo entre-eixos de 3,50 metros.

icon photo
Legenda: Fora de estrada: Gladiator tem vão livre do solo de 28 cm e ângulo de ataque de 43 graus
Crédito: Divulgação

Comparado com o Wrangler Unlimited, a Gladiator tem 49 cm a mais de entre-eixos e 78 cm a mais no comprimento. Contudo, compartilha a capacidade de submersão do jipe (76 cm), assim como vão livre do solo (28 cm).

Poder limitado

A motorização do gladiador dificilmente deixará seus rivais na poeira. Inicialmente, a linha será equipada com o Pentastar V6 de 3.6 litros da Chrysler, com 280 cv e 35,4 kgf.m.

Para o Brasil, ele virá combinado com uma transmissão automática de oito velocidades. Nos Estados Unidos existe ainda uma versão com caixa manual de seis marchas.

icon photo
Legenda: Apesar da natureza off-road e robusta, modelo se mostra amigável também na estrada
Crédito: Divulgação

A gama será reforçada por um EcoDiesel V6 3.0 de origem Fiat, de 261 cv. Mas esta opção só chega no fim de 2020 ou no início de 2021. Este conjunto usará o câmbio automático de oito marchas. Ambos os V6 são equipados com a tecnologia start/stop.

Tamanho é documento

O modelo é um veículo colossal. Com 5,67 m de comprimento, a Gladiator supera em quase 32 cm a Toyota HiLux. Um tamanho que pode tornar as manobras off-road da picape Jeep uma tarefa árdua - embora melhore a estabilidade da rodovia e o conforto no rodar.

Como o Wrangler, a Gladiator usa chassi sobre longarinas, mas a suspensão tem curso maior. O conjunto segue o SUV, com jogo independente multibraço na dianteira e na traseira. A barra estabilizadora atrás é oriunda da RAM 1500.

Conforto da cabine

Hoje, capacidade off-road não é nada sem um interior confortável e bem equipado. Nisso, as versões da Gladiator se parecem também com o Wrangler. Seja na Sport S, Overland ou Rubicon, a cabine de cinco lugares dificilmente pode ser classificada como espartana.

icon photo
Legenda: Cabine tem painel que remete ao Wrangler e central multimídia Uconnect com tela de até 8"
Crédito: Divulgação

O revestimento de tecido e couro é caprichado, há bancos e volante aquecidos e encosto traseiro rebatível e bipartido. Também é oferecida uma boa quantidade de porta-objetos, entradas USB e tomadas 12V. A cabine ainda é “à prova de intempéries", com alças de apoio decentes.

Dependendo da versão, a Gladiator está disponível com quadro de instrumentos com telas TFT de 3,5” ou 7”. Elas trazem informações do computador de bordo, além de dados sobre a central multimídia, pressão dos pneus e velocidade.

Os comandos do volante regulam o visor do painel e também o sistema Uconnect de quarta geração da FCA. A central tem conectividade com Apple CarPlay e Android Auto e o tamanho da tela varia de 5” a 8,4”.

icon photo
Legenda: A Gladiator é mais comprida que a Toyota Hilux e tem entre-eixos maior que o do Wrangler
Crédito: Divulgação

Outro grande barato da Gladiator é ser uma picape conversível. Os painéis de teto e as portas são removíveis. Para facilitar a transformação, portas, dobradiças, proteções e a estrutura do para-brisa são de alumínio, assim como a porta traseira com trava de segurança e amortecimento em três estágios.

As câmeras frontal e traseira se juntam aos mais de 80 recursos de segurança da Gladiator. A picape tem sensor de ponto cego, alerta traseiro de tráfego cruzado, controle de cruzeiro adaptativo e controle eletrônico de estabilidade - deve, porém, a frenagem automática de emergência

Diversão tem preço

A Jeep fez a Gladiator para quem busca mais lazer do que utilidade. Embora seja um veículo robusto e apto para o trabalho pesado, fica evidente sua proposta “recreacional”. É um ponto que provavelmente se reflete no preço da picape.

icon photo
Legenda: Gladiator deve ser a principal atração do estande da Jeep no Salão de São Paulo 2020
Crédito: Divulgação

Nos EUA, a Gladiator custa cerca de 5% a mais em relação às mesmas versões do Wrangler. Por lá, a picape começa em US$ 33 mil (cerca de R$ 138 mil) na Sport e chega a US$ 43 mil (aproximadamente R$ 180 mil), na Rubicon. Mas, não se anime muito. No Brasil com as taxas de importação e impostos, não custará menos de R$ 290 mil.

Ao volante

A bordo da Rubicon, a picape se diferencia da concorrência pelos bloqueios dos diferenciais, engrenagem adequada para marcha baixa e uma barra estabilizadora que proporciona ao Jeep um nível de habilidade não encontrado em nenhuma outra picape 4x4 cabine dupla.

A longa distância entre os eixos fornece estabilidade adicional em declives acentuados. Assim sendo, o amplo diâmetro de giro (13,7m) e o ângulo de saída tímido trazem limitações óbvias. É aquela questão do "cobertor curto".

icon photo
Legenda: Boa de trilha: com bloqueios de diferencial dianteiro e traseiro, picape fica à vontade no off-road
Crédito: Divulgação

A visibilidade é generosa no on e no off road. Uma grande área envidraçada e janelas quadradas tornam a condução tranquila - o único defeito na visibilidade está nos pequenos espelhos retrovisores.

Nas estradas sinuosas à oeste da Floresta Nacional de Eldorado, perto de Sacramento, na Califórnia (EUA), a suspensão da Gladiador provou ser bem calibrada e até suave. Não há aquela trepidação traseira inevitável - mesmo em superfícies irregulares.

Porém, a direção eletro-hidráulica tem reações lentas e é demasiadamente assistida. As correções constantes necessárias em velocidades mais altas são cansativas - embora possa não ser um incômodo para os donos do atual Wrangler...

icon photo
Legenda: Diversão extra: tetos e portas removíveis transformam a Gladiator em uma picape conversível
Crédito: Divulgação

Fora isso, é uma picape muito boa na estrada e surpreendentemente silenciosa até os 120 km/h, com os barulhos dos pneus muito bem isolados na cabine. Existe, no entanto, um nível de ruído do vento considerável, causado pelo desenho quadradão da Gladiator.

Desempenho

O motor a gasolina Pentastar V6 da Chrysler tem torque suficiente e gera potência necessária para manter a velocidade de cruzeiro. A transmissão automática oferece mudanças suaves na maioria das vezes, mas tende a esticar as marchas mais baixas por mais tempo do que o necessário, demandando mais das rotações - e combustível.

Se houve um ponto onde a Gladiator deixou realmente a desejar foi posição de dirigir. A base do banco do motorista carece de melhores suportes e é muito alta em relação aos pedais e à coluna de direção. Também não há apoio para os pés, o que torna a condução um pouco cansativa.

Aprovada ou não?

Podemos parecer um pouco críticos quanto a certos elementos da Jeep Gladiator, mas, na verdade, gostamos da picape. Ela traz um pacote convincente, que fornece estilo, capacidade off road e diversão.

icon photo
Legenda: Andamos na Gladiator e a picape foi aprovada - com ressalvas - no on e no off-road
Crédito: Divulgação

Fora de estrada, o Gladiator Rubicon é praticamente imbatível. Na estrada, oferece confiança suficiente para atrair famílias e se tornar uma opção da marca que elas talvez nunca considerariam antes.

Veja o vídeo oficial da Gladiator Rubicon

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors