Audi A3: rei morto, rei posto

Sai de cena o nacional e chega o importado, melhor e mais caro


  1. Home
  2. Testes
  3. Audi A3: rei morto, rei posto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Na quinta-feira, 31 de agosto, dia em que a produção do A3 nacional chegou ao fim na fábrica paranaense de São José dos Pinhais, a Audi apresentou o novo modelo, que agora será importado da Alemanha – e, tanto por isso quanto pelas novidades que traz, terá preço mais alto.

São duas opções de motor, ambos de quatro cilindros, o 1,6-litro de 102 cv e o 2-litros TFSI de 200 cv. São três as opções de câmbio – manual de 5 e 6 marchas e manual automatizado S-Tronic de 6 marchas. A carroceria está disponível com 2 ou 4 portas, sendo que a denominação Sportback é dada apenas para a segunda, de acordo com a Audi. O modelo 2-portas é chamado somente A3 e será oferecido em pacote único com o motor de menor cilindrada.

Assim, são três as versões: o A3 com carroceria 2-portas, equipado com o motor de 1,6 litro de cilindrada e câmbio manual de 5 marchas. Preço: R$ 99.850,00. Já denominado A3 Sportback, graças às 4 portas, o preço vai para R$ 110.900,00, com o mesmo motor 1,6 L e câmbio.

As versões de topo são equipadas com o belo motor de 2 litros, turbocomprimido, com injeção de combustível estratificada – é o mesmo motor que equipa o VW Passat Turbo, recém-lançado no Brasil. Com câmbio manual de 6 marchas, sai por R$ 138.621,00. Para ter a caixa manual automatizada S-Tronic, paga-se mais R$ 6.846,00 R$ 145.467,00.

As vendas começam já em setembro e as expectativas de vendas para o novo A3 que é fabricado sobre a mesma plataforma do Golf de 5ª geração em 2007 são de aproximadamente 100 unidades por mês – 1.200 no ano, de acordo com Daniel Buteler, presidente da marca no Brasil. Esse montante deverá se dividir, segundo Buteler, em 5% para a versão de entrada; 40% para o modelo com motor 1,6-litro e 4 portas; e 55% para os Sportback 2-litros TFSI câmbio manual e S-Tronic.

Mudanças mecânicas e avaliação

O A3 equipado com o motor de 1,6 litro não estava disponível para avaliação, tampouco o 2-litros de câmbio manual – apenas o 2-litros TFSI. A sigla representa a união de duas tecnologias nesse motor: o turbocompressor com resfriador do ar de admissão e o sistema de injeção direta estratificada de combustível: no caso, a gasolina não é injetada no coletor de admissão, mas diretamente na câmara de combustão. Isso permite trabalhar com misturas mais pobres mais ar, menos gasolina, contribuindo para economia de combustível.

Essa unidade tem cabeçote multivalvulado duas válvulas para admissão, duas para escape, com duplo comando – sendo que há variação de grau na admissão, com coletor também variável. Gera potência de 200 cv a 5.100 rpm mantendo-se até 6.000 rpm, de acordo com dados de fábrica. Graças à combinação com o turbo, o torque máximo de 28,5 kgfm é atingido já a 1.800 rpm e assim permanece até 5.000 rpm – a curva de torque é plana como uma mesa, proporcionando muito prazer ao dirigir, como confirmamos no trecho determinado para avaliação. Há sempre força disponível para retomadas e a aceleração é de “colar o corpo” no banco. O ronco esportivo é outro estímulo a acelerar.


Também funciona à perfeição o câmbio S-Tronic. Trata-se de uma caixa manual automatizada e não o contrário, automática com acionamento seqüencial, como no Renault Mégane ou no Honda Civic, com dois discos de embreagem. É o sistema DSG, de Dual Shift Gearbox câmbio de dupla conexão, com um disco para as marchas pares, outro para as ímpares. Com isso, as trocas de marchas são mais rápidas e as perdas de velocidade, mínimas.

Há três modos de operação. Em “D”, convencional, o conjunto roda mais suave, embora possa agir com vigor quando requisitado. Na posição “S” o A3 mantém-se sempre alerta – rodando a 80 km/h, por exemplo, ele estará em 4ª marcha, com o motor na faixa de 3.500 rpm, pronto para acelerar. Na mesma velocidade, estando o câmbio em D, a marcha selecionada será a 6ª e o motor estará girando em torno de 2.000 rpm.

No terceiro modo é possível trocar as marchas manualmente: move-se a alavanda para a esquerda, quando em D, e então para frente sobe marcha ou para trás reduz; ou ainda pelas borboletas atrás do volante. Desta forma a sensação de controle e esportividade é acentuada – o que também aumenta o prazer ao volante.

O Sportback automático é, inclusive, 0,2 segundo mais rápido do que o manual na aceleração de 0 a 100 km/h, atingindo aquela velocidade em 7 segundos, de acordo com dados de fábrica. Ambas as versões chegam à máxima de 236 km/h e o modelo conta com diferencial autobloqueante de deslizamento limitado sua tração é dianteira.

A suspensão do A3 foi reformulada. Na dianteira, permanece a configuração independente, tipo McPherson; na traseira, saiu o eixo de torção para a entrada do conjunto também independente multibraço – ambas montadas em sub-chassis. Mas o A3 tem curso de suspensão pequeno e sofre para transpor lombadas e buracos. Também transmite todas as irregularidades do piso ao motorista, para o que concorrem os pneus 225/45, montados em rodas de aro 17 pol. A direção eletromecânica Servotronic é rápida e precisa, com assistência sensível à velocidade – quanto mais rápido, menos assistência, tornando-se mais firme. Pena não ter tração traseira, como os concorrentes BMW 120i e 130i. Ainda assim pode superar os modelos da marca bávara pelos equipamentos que oferece – e pelo espaço interno, grande falta nesses BMW.

Mais espaçoso e equipado

O A3 cresceu 6 cm em entreeixos, comparado ao modelo anterior, chegando agora a 2,58 metros antes, 2,52 m. Com isso, ganhou mais espaço interno e tornou-se capaz de acomodar com razoável conforto dois adultos no banco de trás – desde que o motorista não seja muito alto e também não coloque seu banco na posição mais baixa, que é agradável para “pilotar” o modelo, mas incômoda para quem está atrás e tem pernas longas. Há bom espaço para a cabeça no banco de trás e uma cortina escamoteável sobre a cobertura do porta-malas protege dos raios de sol apenas no TFSI.

Entre os equipamentos de segurança há tudo o que se espera de um carro desse preço: freios a discos nas quatro rodas com ABS, distribuição eletrônica das forças e auxílio à frenagem de emergência; controle de estabilidade; controle ativo para os apoios de cabeça dos bancos dianteiro – movem-se em direção à cabeça do ocupante, evitando o efeito chicote; sistema Isofix de fixação de cadeiras infantis e 4 airbags os laterais traseiros são opcionais.

Para conforto, há vidros elétricos com acionamento um-toque nas quatro portas ou duas, caso da versão de entrada; ar-condicionado com duas zonas de resfriamento; adaptador para iPod dentro do porta-luvas; sistema de som com toca-CD nas versões de 2 litros tem capacidade para 6 discos; retrovisor interno eletrocrômico e espelhos externos com ajuste elétrico e anti-ofuscantes.

A ajustes elétricos para bancos do motorista e passageiro são oferecidos como opcionais do 1,6 Sportback ao 2-litros TFSI S-Tronic. O A3 também pode ser equipado opcionalmente com retrovisores externos aquecíveis, lavadores de faróis, sistema de som BOSE, sensor de estacionamento traseiro, faróis bixenônio e teto solar “Open Sky”, de duas seções – só se abre a dianteira, no entanto; e a cortina é ineficaz para vedar a entrada de luz e o calor no habitáculo, quando o teto está fechado.

Confira ainda hoje a avaliação de outro modelo apresentado pela Audi: o utilitário esporte Q7, primeira incursão da marca nesse segmento. De acordo com a fábrica, essa é a “terceira geração” de SUVs sigla em inglês para o veículo e traz muitas inovações. Entre elas, suspensão com controle pneumático, tampa do porta-malas com altura de abertura regulável e sistema que mantém secos os discos de freio, mesmo sob forte chuva. Não perca!


Leia também outros testes:

Kia Picanto

Fiat Mille Way

Ford Fiesta 1.0 Flex

Peugeot 307 Sedan

Passat Variant Comfortline


________________________________

Quer receber o melhor conteúdo sobre automóveis e manutenção preventiva grátis? Clique aqui e cadastre-se!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors