Novo Land Rover Defender 2020

Como anda o novo Land Rover Defender 2020

Reformulado, o carro mais lameiro da marca se revela tanto um SUV premium como a reinvenção de um ícone off-road


  1. Home
  2. Testes
  3. Como anda o novo Land Rover Defender 2020
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O novo Land Rover Defender 2020 é um "tudo ou nada" para a linha de carros mais off-road da marca britânica. O renascimento de um ícone é considerado a espinha dorsal da montadora e, potencialmente, uma etapa de mudança rentável para a empresa. E já dirigimos uma unidade pré-série bem "torturada" na Namíbia para saber como ele anda.

Nota da redação: em uma prévia global da nova geração do Defender, em Opuwo, na Namíbia, nossos parceiros do site australiano Motoring tiveram o primeiro contato com duas versões do jipe, em março, antes da pandemia. Foram avaliados um P400 com motor turbo a gasolina de seis cilindros e um D240 turbodiesel. O lançamento estava previsto para junho, mas foi adiado devido ao novo coronavírus.

Como substituir um veículo que tem mais de 70 anos? E mais: provavelmente o melhor 4x4 que o mundo conhece, um dos mais amados e com certeza o mais durável. A primeira versão do Defender foi lançada em 1948 e, até o fim da produção, em 2016, teve várias mudanças evolucionárias, mas nunca um modelo completamente diferente.

Para tornar a tarefa da Land Rover mais árdua, o mercado de carros 4x4 mudou muito desde o Defender original. Veículos pesados que podem ir para qualquer lugar se transformaram em SUVs familiares do século 21. Aquele antigo Land Rover é agora relevante no mercado moderno de SUVs como uma bacamarte (arma antiga de cano curto) é para o mercado atual de armas de fogo.

icon photo
Legenda: O novo Land Rover Defender em ação no deserto da Namíbia: fiel às origens fora de estrada da linha
Crédito: Motoring

Mais de 15 diferentes protótipos para um novo Land Rover Defender foram avaliados, testados e rejeitados através de décadas. Agora, finalmente, um modelo totalmente renovado se apresenta.

E por causa do antigo Land Rover ter forjado sua reputação na África, foi lá que testamos: mais precisamente na Namíbia - o país com o maior e mais selvagem deserto do continente.

Um fora de estrada apropriado

O Land Rover Defender 110 2020, que deve estrear até o fim deste ano e que vai ser seguido pelo Defender 90, provavelmente em 2021, se manteve fiel às raízes do utilitário original. A nova versão remota ao seu predecessor, embora com muita cara de carro moderno do século 21.

O design é quadrado, robusto e alto. As saliências traseiras e dianteiras são mínimas. O Defender tem boa distância do solo, rodas de perfil alto próprias para um off-road e os toques tradicionais de um 4x4, como o estepe preso na parte de trás do carro. A traseira tem dobradiças laterais, como os antigos modelos da Land Rover.

Outras características fiéis ao estilo tradicional dos Defender incluem janelas no teto, rodas de aço (embora as de liga leve sejam opcionais) e capô de alumínio - porém, não tente subir ali se você pesa mais de 85 kg... para proteção dos pedestres em casos de atropelamento, não puderam reforçar demais a liga da tampa do compartimento.

icon photo
Legenda: Prateleiras do teto são opcionais para os com ainda mais espírito aventureiro
Crédito: Motoring

A lista de opcionais e acessórios é extensa. Tem um “pacote de explorador”, que adiciona prateleiras no teto, suporte de engrenagem montado na lateral e um snorkel que torna a travessia em rios algo mais fácil. Você também pode adicionar um toldo inflável impermeável e uma barraca.

Dentro do novo Land Rover Defender temos um revestimento emborrachado do assoalho, o que facilita a limpeza. Como esperado, os parafusos que fixam as portas ficam aparentes e as alças de apoio trazem um lindo anteparo de magnésio, que faz parte tanto do painel de controle quanto da estrutura do corpo do carro.

Mecanicamente - ou eletronicamente - o novo Defender é dotado do sistema de tração 4x4 mais avançado da Land Rover. Há bloqueio dos diferenciais central e traseiro, e bastante força e mecanismos para quando as coisas ficam muito verticais ou escorregadias.

A suspensão oferece ajuste da altura das molas para melhorar a capacidade fora de estrada e encarar trilhas alagadas. O novo jipão, segundo a marca, pode atravessar trechos com até 90 cm de profundidade de água - no antigo Defender, o limite eram 50 cm.

icon photo
Legenda: Lama é um dos modos do sistema de tração Terrain-Response
Crédito: Motoring

Câmeras externas estão disponíveis e agem como observadores off-road remotos. Com projeções virtuais, elas também permitem ver "através do capô", um grande benefício para detectar pedras e buracos fora da visão do motorista em trilhas mais pesadas. Mas "na prática", os assistentes ajudam na baliza.

A mais recente tecnologia do sistema Terrain-Response da Land Rover também permite que os motoristas usem comandos sensíveis ao toque para personalizar o veículo de forma off-road.

Estes atuam na aceleração/respostas do motor, controle do diferencial e distribuição da tração em qualquer uma das seis configurações pré- definidas: Normal, Lama, Passeio, Grama/Cascalho/Neve, Escalada de Rochas e Areia.

Um completo SUV moderno

O mercado de off-road robustos atualmente é pequeno. Então, a Land Rover amplia massivamente o apelo sobre o novo Defender. É fato que a maioria dos consumidores para um SUV novo e caro vai ser encontrado no Ocidente rico e na China. Além disso, eles querem um carro familiar, versátil e que carregue várias coisas.

O novo Land Rover Defender usa uma versão mais robusta do sofisticado chassi monobloco de alumínio, que também sustenta o último Discovery e Range Rover Vogue. Também tem suspensão totalmente independente. Essas são grandes mudanças do design de carroceria e de estruturas em relação ao chassi sobre longarinas do antigo modelo.

Nós testamos duas versões do novo carro: a 2.0 quatro cilindros turbodiesel de 240 cv e a topo de linha P400, que usa o novo sistema híbrido leve da Jaguar Land Rover, com o motor turbo a gasolina 3.0 de seis cilindros e 400 cv de potência. Em ambas, a transmissão é automática de oito marchas.

Conectado

O infotainment é uma obra de arte. O novo carro usa o novo sistema Pivi Pro, que está um passo à frente do que os mais caros Range Rover ou Jaguar. O dispositivo oferece conectividade o tempo todo (embora não no remoto noroeste da Namíbia), possibilita emparelhar até dois smartphones de modo simultâneo, tem tela de 10" intuitiva e a usual compatibilidade com o Apple CarPlay e Android Auto.

icon photo
Legenda: Interior é refinado como se espera de um SUV premium do século 21
Crédito: Motoring

O novo Land Rover Defender 2020 também vem com todos os confortos modernos e acabamentos luxuosos que se espera de um SUV premium, o que inclui a disponibilidade de detalhes de madeira ou couro, bancos com aquecimento e resfriamento e som de alta definição da grife Meridian.

Na natureza selvagem

Nossa expedição de três dias e 680 quilômetros com o Land Rover Defender 2020 começou e terminou em Opuwo, no extremo noroeste da Namíbia. Essa pequena cidade de 7 mil habitantes mistura vários descendentes ocidentais com membros da tribo Himba.

As mulheres Himba andam seminuas, com camisas de pele de cabra e vários colares e braceletes. Elas têm muitos contrastes com seus vizinhos, as mulheres da tribo Herero, que vestem vestidos longos de crinolina no estilo vitoriano, mangas longas e xales, chapéus elaborados e andam com guarda-sóis.

Esses vestidos incongruentes são a herança que a colonização alemã deixou. As mulheres mantiveram o código de vestimenta vitoriano até então.

icon photo
Legenda: Areia, terra, pedra e lama: tudo é páreo para a nova geração do mais off-road dos Land Rover

No primeiro dia, percorremos estradas de cascalho e trilhas arenosas no noroeste de Opuwo, além de leitos secos e trechos lameados pela chuva recente. À noite, dormimos debaixo de um céu tomado de estrelas no campo Van Zyl, da tribo Himba. Dormimos em tendas com o som da natureza e de animais.

No dia seguinte, descemos a passagem de Van Zyl, nome em homenagem a um antigo comissário local - que construiu o caminho em 1960 como um atalho para mover os gados. Essa foi a trilha off-road mais difícil que encontramos:  uma descida íngreme (mais de 35 graus) através de rochas e cascalho solto.

É tão pequena que só se pode ir em uma direção - para baixo. Demoramos duas horas e meia para percorrer 6 km. No final da trilha havia uma Toyota Hilux destruída, que, claramente, escorregou na beira e capotou até o vale abaixo. O buraco no teto e a cabine distorcida sugerem um final sombrio. Não havia sinal do motorista nem do passageiro.

A passagem vai até o vasto deserto de Marienfluss Valley, no meio de altas montanhas. Nessa noite dormimos na pequena cidade Himba de Purros. Na manhã seguinte, testemunhamos girafas na beira do leito enquanto tomávamos nosso café da manhã.

O último dia nos levou até o Skeleton Coast Park, onde veículos off-road não podem entrar (a Land Rover tinha uma permissão especial). Nós surfamos através das dunas de areia e atravessamos leitos de rios secos e cheios.

icon photo
Legenda: Skeleton Coast Park, na Namíbia: só Land Rover entra
Crédito: Motoring

Foi aqui que o Defender resgatou um caminhão atolado. E quando também ficamos atolados, o guincho eletrônico remoto nos tirou de lá facilmente. Enquanto isso, um grande elefante se banhava.

Ocasionalmente, avistamos as praias e ondas do Atlântico. Mais de mil navios naufragados na costa. Depois corremos em uma estrada de cascalho bem decente ao norte, de volta a Opuwo.

Força e suavidade

A grande surpresa com o novo Land Rover Defender é justamente como ele é bom nas estradas convencionais. Em uma seção curta de rodovia pavimentada pelas montanhas da Namíbia mostrou como o SUV de 2.100 kg é surpreendentemente ágil e de fácil manuseio. E também tem uma direção confortável e precisa.

Um passeio pelas estradas do Reino Unido reiterou o refinamento. Esse é um SUV espaçoso, versátil, confortável e prático que vai atender famílias e camaradas ativos, que são atraídos pela aventura de um estilo de vida que os motiva ir a qualquer lugar.

Tanto a versão de seis cilindros quanto a turbodiesel impressionam com seus refinamentos e performances. O Defender a gasolina pode fazer o 0-100 km/h em apenas 6,1 segundos. A versão a diesel não fica muito atrás: 9,1 s. Das duas, preferimos a segunda - a mais adequada ao off-road.

icon photo
Legenda: O novo Land Rover Defender mantém a robustez do modelo original
Crédito: Motoring

Menos surpreendente é a força do novo Defender no fora de estrada. Nossa aventura demonstrou como este é um veículo impressionantemente, capaz de enfrentar todos os terrenos e de ir em lugares que o antigo Defender, acredite, não conseguiria. E, mais pertinente: capaz de fazer com muito mais facilidade, confiança na direção e conforto.

Graças a todos esses avançados controles e sistemas 4x4 e do ajuste de altura da suspensão esse é um off-road de excelência. O mais agradável disso tudo é que é um Land Rover que traz as raízes da marca.

Pouco importa que esse novo Defender vai ser levado muitas vezes à cobiçada vida na cidade, o triste destino de qualquer SUV moderno. Depois de anos com foco em carros urbanos e premium, aqui está um novo Land Rover pronto para dar a volta ao mundo.

por Gavin Green, Motoring/Austrália

Tradução: Renan Miragaya

icon photo
Legenda: O Defender combina com a natureza selvagem, mas a nova geração tem muito mais a ver com a civilização
Crédito: Motoring
Comentários