Triumph Bonneville Black Jungle

Ela não é qualquer Bonnie, é a do Beckham

A Triumph Bonneville T100 usada pelo jodagor David Beckham na Amazônia caiu em nossas mãos


  1. Home
  2. Testes
  3. Ela não é qualquer Bonnie, é a do Beckham
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Esqueça os cromados ou o esmero nos detalhes da clássica Bonneville T100, da marca inglesa Triumph. Essa aqui é rústica, tem pegada off-road. Ela te obriga a escutá-la antes mesmo de vê-la, por conta do urro ardido que sai do escapamento Arrow. Para aumentar o barulho – e o estilo – pneus Metzeler Karoo 3 e um banco em couro caramelo. Engana-se quem pensa que são esses ‘detalhes’ que fazem com que ela chame atenção pelas ruas.

icon photo
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle que rodou com David Beckham na Amazônia
Crédito: João Mantovani

Diga-me com quem tu andas e eu direi quem tu és

As pessoas olham, admiram, mas há uma frase mágica para que elas queiram tocar na moto e tirar selfies com ela. Parece piada, mas estou falando sério. Esta Bonneville é uma autêntica “Black Jungle”, um dos três exemplares customizados para o ex-jogador inglês David Beckham se aventurar com dois amigos pela Amazônia para um documentário lançado pela BBC One em junho de 2014. No documentário ”David Beckham – Into the Unknown”, produzido por Anthony Mandler, os três amigos conhecem parte da Amazônia de moto, cruzam rios em canoas com a moto e encaram situações de intenso off-road. Por isso, ela é parte Bonne, parte Scrambler.

icon photo
Legenda: Ano 2013, a moto foi customizada por Tarso Marques

A moto

Esta moto é ano 2013 e a mecânica não foi alterada. Ela possui um motor de dois cilindros paralelos refrigerado a ar com capacidade cúbica de 865 cm³ que entrega 68 cavalos de potência máxima a 7.500 rpm e 6,9 kgf.m de torque máximo a 5.800 rpm.

icon photo
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle
Crédito: João Mantovani

Não se deixe enganar pela foto acima, ela tem alimentação por injeção eletrônica multiponto, porém os corpos dos carburadores foram mantidos para não perder o charme de uma clássica original. Os bicos injetores ficam nos dutos e ainda existe um afogador para auxiliar as partidas a frio.

 Triumph Bonneville Black Jungle
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle
Crédito: João Mantovani

Se você procura algo mais atual para colocar na garagem, a nova T100 foi lançada este ano pela Triumph no Brasil, equipada com motor de 900 cc com mais torque e menos potência que as antigas. São 8,16 kgf.m a 3.200 rpm e 54 cv.

Voltemos a nossa usada, muito bem usada por David Beckham na Amazônia. Ops, não, pera aí. Na realidade uma decepção foi virar a chave que fica do lado esquerdo do farol, exatamente como nos primeiros modelos construídos décadas atrás, e descobrir que o hodômetro marcava apenas 176 quilômetros rodados. Como assim? O Beckham nem amaciou este motor?!

icon photo
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle
Crédito: João Mantovani

A indústria cinematográfica faz mesmo maravilhas, quem assiste o documentário acha que os caras rodaram por muitos e muitos quilômetros com as motos. Na dúvida, eu amacio o motor. Não, espera. Sem para-lama dianteiro eu não pude pegar estrada, então me diverti – agora sim, muito! – com ela pelas ruas da cidade, derrapando os pneus off-road no asfalto e fazendo muito barulho no meio dos carros.

icon photo
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle
Crédito: João Mantovani

As modificações estéticas foram feitas pelo customizador Tarso Marques. Guidão, tanque, logo da Triumph, bocal de combustível, tampas laterais, amortecedores e bengalas, tampa do motor, aro do farol e mesa foram pintados de preto. Por conta do escape Arrow – o mesmo que equipava o modelo anterior da Thruxton – as pedaleiras do garupa foram retiradas.

icon photo
Legenda: Ela não está à venda na loja, mas você pode customizar uma usada e deixá-la assim
Crédito: João Mantovani

Para rodar na cidade, a Triumph Brasil instalou um novo suporte de placa com lanterna e piscas em led embutidos, além de espelhos retrovisores maiores da inha de acessórios da marca. De maneira geral a customização foi muito simples, a peça que mais encareceu o projeto foi o escapamento.

Pilotá-la na selva de pedras é gostoso, porém, um ponto de atenção são os pneus Karoo 3 que não aderem bem ao asfalto, são apropriados para a selva de verdade. O motor mostrou-se elástico e com bastante força a partir de 3.000 giros não exigindo muitas trocas de marchas no câmbio de cinco velocidades. A embreagem não é tão macia como as novas que possuem um assistente que facilita o acionamento, mas isso obviamente não foi um problema. Afinal, ela é praticamente uma moto de exposição!

 Triumph Bonneville Black Jungle
Legenda: Triumph Bonneville Black Jungle

Assisti ao documentário do Beckham enquanto estava com a moto e, embora eu não tenha feito nenhuma aventura com esta Bonnie, passar uns dias com ela me lembrou como uma clássica pode ser tão versátil e como é bom sair da nossa zona de conforto e conhecer outras culturas pilotando uma motocicleta.

icon photo
Legenda: A chave que fica do lado esquerdo do farol, como nos primeiros modelos
Crédito: João Mantovani

Ela não é um modelo que você compra na loja, mas é bem fácil transformar uma Bonneville original em uma dessas. Na base de anúncios da Webmotors, você encontra modelos usados na casa dos R$ 25 mil. Obvio que já fui procurar e tenho muitas ideias na cabeça. E aí, você anima?

icon photo
Legenda: Procurando uma Bonnie usada no classificado Webmotors versão mobile
Crédito: João Mantovani
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors