4 de julho: 5 carros heróis dos EUA ainda em linha

No Dia da Independência dos Estados Unidos, elencamos 5 carros "heróis" do povo norte-americano que ainda são fabricados

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. 4 de julho: 5 carros heróis dos EUA ainda em linha
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O povo norte-americano sempre foi muito conectado ao universo automobilístico. Prova disso são os três grandes fabricantes de automóveis mundiais originários daquele país: Ford, General Motors e Chrysler - este último, desde 2014, uma divisão do gigante Grupo FCA (Fiat Chrysler Automobile).

4 de julho, Dia da Independência

Neste sábado, comemora-se o Dia da Independência dos Estados Unidos, um dos feriados mais importantes pelo povo estadunidense e que tem forte influência sobre a cultura daquele país de modo geral. Resolvemos listar cinco carros considerados "heróis" pelo mercado norte-americano que ainda são fabricados e vendidos atualmente.

1. Ford F-150

A picape da Ford é nada menos que o "Superman" dentro do mercado automotivo norte-americano. Trata-se do carro mais vendido daquele país desde o início da década de 1980 - na prática, a F-150 está para o consumidor estadunidense como o Volkswagen Gol esteve para o comprador brasileiro durante mais de 25 anos.

As explicações do porquê uma picape liderar as vendas daquele país (e, em alguns anos, de todo o mundo) vem até de professores especializados: a F-150 representa o consumidor norte-americano, que tem preferência histórica por carros grandes e robustos.

Isso porque a série F da Ford foi uma das primeiras novidades do mercado dos EUA depois da Segunda Guerra Mundial, com design mais agradável do que se conhecia até então. "Ela chegou cedo e com detalhes inovadores", diz M. Berk Talay, professor de Marketing da Universidade de Massachusetts.

Com o tempo, evoluiu por 14 gerações em um ritmo de atualização muito mais rápido do que suas concorrentes. "Essa inovação ajudou a F-150 a manter sua liderança no mercado", completou o professor. A 14ª geração foi apresentada nas últimas semanas e chega ao mercado em breve.

Nova Ford F-150 2021
icon photo
Legenda: Nova Ford F-150 mudou nas últimas semanas e chegará aos EUA ainda em 2020
Crédito: Divulgação

2. Chevrolet Corvette

Outro grande herói entre os carros norte-americanos é o Chevrolet Corvette, superesportivo que serviu de inspiração para vários filmes, séries e documentários. Para se ter ideia, o personagem Relâmpago McQueen é inspirado na sexta geração do automóvel da GM.

Para muitos fãs do carro, o Corvette pode até ser considerado um muscle car - por ter capô dianteiro alongado, cabine curta, câmbio manual, duas portas e tração traseira -, mas a oitava geração do modelo chegou em 2019 para acabar com esse perfil: tem motor central-traseiro e vai ter até possibilidade de oferecer tração integral.

A ideia do novo Corvette é encarar sem medo cupês esportivos de Ferrari, Lamborghini e Porsche - sem nunca desrespeitar as tradições do Tio Sam.

Chevrolet Corvette 2020
icon photo
Legenda: Chevrolet Corvette de oitava geração ganhou motor traseiro
Crédito: Héctor Ocampo/Soloautos México

3. Ford Mustang

Outro clássico reconhecido pelos 50 estados daquela nação é o Ford Mustang, este sim um legítimo muscle car. O esportivo foi apresentado pela primeira vez no mercado estadunidense em 17 de abril de 1964, no Salão de Nova York, passou por mudanças ao longo destas mais de cinco décadas, e desde a quinta geração, apresentada no começo dos anos 2000, retomou a essência musculosa.

Recentemente, recebeu uma série de aprimoramentos tecnológicos para se manter atualizado em relação ao que existe no mercado, como câmbio de 10 marchas, central multimídia de última geração e mimos de carros de luxo. Mas não perdeu a filosofia de muscle car da década de 1960: capô longo, motor potente (há opções de 4 ou 8 cilindros), cabine curta e tração traseira. Um verdadeiro herói.

 Ford Mustang é um dos carros mais clássicos do mercado norte-americano
Legenda: Ford Mustang é um dos carros mais clássicos do mercado norte-americano
Crédito: Divulgação

4. Tesla Model S

Este é o primeiro super-herói que entra nessa lista com certa polêmica, justamente por ser um veículo de uma marca considerada novata nas raízes norte-americanas. O Tesla Model S surgiu em 2012 e desde então ganhou uma série de premiações, ainda que um cidadão norte-americano bem "raiz" possa considerar sua proposta mais próxima à de "Nutella".

Isso porque o Model S é um sedã totalmente elétrico e considerado caro, com número de vendas relativamente baixo perto dos históricos modelos e personagens já citados. Mas isso muda quando olhamos para a Tesla como marca: hoje, é a empresa de automóveis mais valiosa do mundo.

E o sucesso de seus carros na Califórnia, estado onde a marca nasceu, é tremendo, principalmente entre as celebridades. Nas redes sociais, é o carro queridinho dos Tik-tokers.

icon photo
Legenda: Tesla Model S pode arrancar mais rápido que carros de Ferrari, Porsche e Lamborghini
Crédito: Divulgação

5. Chrysler Pacifica

Uma das marcas americanas que ainda faltava nessa lista era a Chrysler, que será representada nessa seleção pela nossa super heroína Pacífica, minivan gigantesca recheada de luxo e que tem a cara do consumidor norte-americano. Explico: nela, todos os comandos são elétricos e automáticos e praticamente a única coisa que precisa ser feita com as mãos é mudar o sentido do volante.

Outro carro da quase centenária marca estadunidense seria o Dodge Viper, mas o bólido foi aposentado em 2017. Ao que parece, os compradores dos Estados Unidos preferiram ficar com a van de sete lugares do que com o superesportivo de motor V10. Mas vamos pensar pelo lado positivo: a Pacífica é um carro muito prático e funcional!

icon photo
Legenda: Chrysler Pacifica tem a cara do consumidor norte-americano: tudo nela é automático e grande
Crédito: Divulgação
Comentários