Confira 5 erros frequentes ao financiar veículo

Veja o que você não deve fazer na hora de fechar negócio e evite dores de cabeça com débitos pendentes ou falta de grana

  1. Home
  2. Bolso
  3. Confira 5 erros frequentes ao financiar veículo
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O financiamento é para muitos a possibilidade de realizar o sonho de ter um carro ou moto, mas é preciso se informar e ficar atento para que o sonho não vire pesadelo, com atraso no pagamento de parcelas por falta de recursos, com risco até de perder o bem por busca e apreensão decretada pela Justiça. Antes de fechar negócio, informe-se a respeito dos juros, tarifas e outras taxas, valor da prestação e se ela se encaixa no seu orçamento, sem risco de comprometer não apenas o pagamento em dia das parcelas, mas outras despesas cotidianas. Por isso, planejamento e gasto consciente são aspectos fundamentais.

icon photo
Legenda: Financiamento de carro
Crédito: iStock

"O financiamento de um veículo visa a facilitar a realização da aquisição de um carro, que é um sonho para milhões de brasileiros. Muito importante é  o planejamento financeiro para a compra. A avaliação dos custos, não apenas do financiamento, como também de manutenção, combustível, seguro, IPVA/DPVAT, são cuidados fundamentais para o bem não se tornar uma dor de cabeça na vida da pessoa", alerta André Novaes, diretor do Santander Financiamentos.

O executivo destaca que é importante nunca comprometer mais que 30% da sua renda mensal na prestação. Além disso, ele recomenda a conferência de débitos tanto de financiamento do carro adquirido quanto de multas, impostos atrasados e pendências judiciais antes da transferência do veículo para evitar surpresas futuras.

OS ERROS MAIS COMUNS

  • Não planejar os gastos recorrentes com o veículo (combustível, manutenção, seguro, impostos e outros) e organizar o fluxo mensal, principalmente em épocas de concentração de maiores despesas;
  • Não conferir débitos/restrições tanto de financiamento quanto de impostos ou pendências judiciais do veículo adquirido;
  • Comprometer mais que 30% da renda mensal na parcela do financiamento;
  • Não atentar para a leitura do contrato de financiamento, conferindo o que foi contratado, as obrigações e as penalidades em caso de atraso;
  • Não ter nenhuma proteção, como seguro ou assistências complementares, para casos de acidentes tanto próprio quanto envolvendo terceiros;
  • Comentários

    Ofertas Relacionadas

    logo Webmotors