Volkswagen Taos: as estimativas de preço para 2021

SUV médio da marca deve chegar com preços entre R$ 130 mil e R$ 170 mil. Espero o 0 km ou vou de Tiguan R-Line usado?

  1. Home
  2. Bolso
  3. Volkswagen Taos: as estimativas de preço para 2021
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Volkswagen divulgou na última semana o desenho final de seu mais novo lançamento dentro da categoria de SUVs, o Taos, utilitário médio que tem promessa de começar a ser vendido no mercado brasileiro no segundo trimestre do ano que vem, importado da Argentina.

Por aqui, será posicionado entre T-Cross (preços de R$ 92.990 a R$ 122.390) e Tiguan (de R$ 145.430 a R$ 210.680) - portanto entre R$ 130 mil e R$ 170 mil - para rivalizar com Jeep Compass, líder da categoria, e outros médios como Chevrolet Equinox, Chery Tiggo 7, Ford Territory e o futuro Toyota Corolla Cross. Isso faz a gente questionar: por esse preço, um Tiguan R-Line seminovo seria a melhor compra?

Volkswagen Taos mata o Tiguan de entrada?

Uma coisa é quase certa: a chegada do Taos deve aposentar a versão de entrada do Tiguan, vendida atualmente a R$ 145.430 com o mesmo conjunto mecânico da novidade recém-apresentada, o 250 TSI - composto pelo motor 1.4 turboflex de 150 cv e 25,5 kgf.m de torque e câmbio automático de seis marchas do tipo Tiptronic.

Mas pense com a gente: por quase R$ 150 mil, você encontra na Webmotors ofertas da versão mais esportiva do Tiguan, a R-Line 350 TSI, como esta aqui, seminova. De um lado, um SUV totalmente novo, com design "fresco", e que chegará recheado de tecnologias (que nem mesmo o irmão maior tem) e com garantia.

Porém, do outro, há um outro SUV médio seminovo, maior, mais poderoso e que tem desempenho melhor até mesmo que o de um Golf GTI. E aí, qual dos cheques vale a pena assinar? Na matéria de hoje, não vamos tirar o poder de decisão de suas mãos, mas mostrar quais são os quesitos que podem fazer cada um destes utilitários conquistar sua garagem.

Volkswagen Taos 2021 (1)
Volkswagen Taos chega em 2021 para ser o SUV médio da empresa rival de Jeep Compass e cia
Crédito: Divulgação

Volkswagen Taos

O Taos promete ser o maior lançamento da marca alemã em 2021. Ele vai chegar simplesmente para roubar clientes do Jeep Compass, grande líder de sua categoria e por mais de uma vez o SUV mais vendido em todo o Brasil - título que inclui na lista até modelos do segmento de utilitários compactos. Isso posto, sabemos que os planos do Taos não são pequenos.

Como atrativo, vai oferecer uma lista bem completa de equipamentos, com itens de condução semi-autônoma - como radares de colisão frontal e traseira, controle de cruzeiro adaptativo (ACC) e sistema de frenagem automática, por exemplo -; central multimídia de última geração, como a VW Play (a mesma de Nivus e T-Cross) e design atualizado.

O motor, como já dissemos, será o 1.4 turboflex de 150 cv e 25,5 kgf.m de torque (250 TSI), com câmbio automático de seis marchas. Ainda não temos os dados de desempenho do Taos, mas o Tiguan com esse conjunto (porém com câmbio DSG, automatizado e de dupla embreagem) faz o 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e atinge 198 km/h de velocidade máxima. Espere por números parecidos no Taos.

Volkswagen tiguan r-line salão de los angeles
Volkswagen Tiguan R-Line tem tocada esportiva, mais espaço e lugares, porém conectividade será menor
Crédito: Divulgação

Volkswagen Tiguan R-Line 350 TSI

Precisamos subir de patamar para falar da versão 350 TSI do Tiguan, mesmo que seja sobre um carro seminovo e já rodado. Ele não tem o mesmo nível de conectividade que o Taos vai ter nem oferece os equipamentos de condução semi-autônoma que o novo modelo promete trazer, mas carrega sob o capô um dos motores mais fortes feitos pela Volkswagen e ainda traz a oferta de sete lugares.

Com motor 2.0 turbo de 220 cv e 35,7 kgf.m de torque, câmbio automatizado de dupla embreagem (banhada a óleo) com sete marchas e tração nas quatro rodas, o Tiguan R-Line consegue ser mais rápido que um Golf GTI: acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e atinge 223 km/h de velocidade máxima - o GTI precisa de 7 s para cumprir o 0-100.

Resumo: de um lado um SUV 0 km mais voltado para o conforto, que chegará em 2021 super equipado e moderno, mas com cinco lugares. Do outro, um SUV mais esportivo, seminovo, que não tem tanta conectividade, mas traz desempenho impressionante para um utilitário.

Nossa sugestão? Se você chegar a essa dúvida, coloque como prioridade quais características são mais importantes para você.

Comentários