Novo Dodge Durango Hellcat tem 720 cv

Com o mesmo motor do Dodge Challenger Hellcat, utilitário se tornou o SUV de sete lugares mais rápido do mundo

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Novo Dodge Durango Hellcat tem 720 cv
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Que a Dodge gosta de produzir carros rápidos ninguém duvida. Challenger e Charger Hellcat são a prova disso. Mas a marca passou dos limites e quebrou todos os recordes. O da vez é o de SUV de sete lugares mais rápido do mundo, com o Dodge Durango Hellcat.

O utilitário, como o próprio nome da versão indica, usa o mesmo motor da dupla citada anteriormente: um vê-oitão com supercharger, que rende 720 cv e 89,1 kgf.m de torque. Com câmbio automático de oito marchas e tração integral, o Durango virou um monstro na arrancada.

2021 Dodge Durango Srt Hellcat 5
icon photo
Legenda: Sete lugares e velocidade máxima de 290 km/h. Que tal?
Crédito: Divulgação

O utilitário vai de 0 a 100 km/h em apenas 3,5 segundos, tempo semelhante ao de diversos superesportivos. A velocidade máxima é de 290 km/h e, por se tratar de um SUV, o Durango tem capacidade de reboque de até 3.946 kg.

2021 Dodge Durango Srt Hellcat 4
icon photo
Legenda: Interior tem todo o conforto de um SUV, mas sem perder a pegada esportiva

Além do motor, a Dodge preparou o restante do conjunto para dar conta de tanta potência. A suspensão tem acerto exclusivo para o modelo, assim como os freios, que são maiores. Os discos têm 15 polegadas nas rodas dianteiras e 13 polegadas, nas traseiras, sempre com pinças da marca Brembo de seis pistões.

2021 Dodge Durango Srt Hellcat 2
icon photo
Legenda: O Durango Hellcat tem capacidade de carga de quase 4 toneladas
Crédito: Divulgação

No design, a versão Hellcat se destaca pelas rodas exclusivas e também por um discreto aerofólio na tampa da mala. Faixas adesivas centralizadas de uma ponta a outra do carro são opcionais.

Sem previsão de ser vendido no Brasil - infelizmente -, o Durango Hellcat estará disponível nas concessionárias norte-americanas no fim do ano, quando seu preço será revelado.

Comentários