BMW transforma i3 em limousine

Versão do elétrico da marca alemã tem uma verdadeira poltrona no banco traseiro e tela para assistir séries da Netflix

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. BMW transforma i3 em limousine
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Acreditem se quiser, mas a BMW transformou o seu pequeno elétrico i3 em uma limousine. O i3 Urban Suite foi apresentado pela marca na CES 2020 ainda como conceito. Dependendo da reação do público, pode até ganhar uma versão final no futuro.

A BMW transforma i3 em limousine no interior do veículo. O banco dianteiro foi retirado e uma espaçosa poltrona tomou o espaço do banco traseiro, com direito até um descansa pés regulável. Ainda sobrou espaço para uma mesinha com apoia copos e até um abajur.

Jornalista sentado na poltrona traseira do i3 limousine e com os pés esticados e pousados no descansa-pé à frente
BMW transforma i3 em limousine e mesmo pessoas com 1.90 m de altura ficam à vontade

Os tecidos utilizados continuam a ser eco friendly, com madeira e outros materiais recicláveis. Por incrível que pareça, o i3 ficou muito confortável até para uma pessoa com 1,90 metro de altura como eu.

Maratona de séries

Para ajudar no entretenimento, a BMW instalou uma tela no teto do carro que é capaz de sincronizar com o seu smartphone e passar vídeos por streaming, como Netflix ou Prime Vídeo, por exemplo.

Já o encosto de cabeça tem sistema de som que reproduz o áudio do que é passado na tela. Dessa forma apenas o passageiro escuta o que passa na TV, sem necessidade de fone de ouvido.

Ao alto do painel, uma bela tela para exibição de serviços de streaming de vídeo
Ao alto do painel, uma bela tela para exibição de serviços de streaming de vídeo, como Netflix
Crédito: Rodrigo Ferreira/WM1

Não houve alterações na parte mecânica. O conceito i3 Urban Suite é alimentado por bateria de 42,2 kwh e um motor elétrico de 170 cv de potência que move as rodas traseiras, com um total de 250 km de autonomia.

Viagem feita a convite da Ford

Assista ao nosso teste com o i3 nos EUA

 

Comentários