Ford Mustang terá nova geração, e híbrida, em 2023

Marca norte-americana fará mudanças consideráveis no seu modelo mais icônico para atender as novas normas de emissão

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Ford Mustang terá nova geração, e híbrida, em 2023
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Lançada há mais de seis anos (apesar de só ter chegado ao Brasil em 2017), a sexta geração do Ford Mustang continuará à venda por mais algum tempo. Segundo a análise da consultoria Auto Forecast Solutions, divulgada no canal do site Autoline, o esportivo atual será substituído somente no segundo semestre de 2023.

Ford Mustang Mach1 Frente
Sexta geração do Ford Mustang foi lançada há seis anos
Crédito: André Deliberato/WM1
toggle button

De acordo com as informações da Auto Forecast Solutions, a nova geração do Mustang será produzida nos Estados Unidos a partir do primeiro trimestre de 2023. Embora alguns rumores da imprensa estrangeira divirjam sobre a data de estreia do esportivo, cogitada para 2022 ou 2024, é praticamente certo que a Ford fará mudanças consideráveis no seu modelo mais icônico para se enquadrar nas novas normas de emissões.

Além de retoques visuais, entre outras mudanças, o novo Mustang entrará na era da eletrificação. Uma variante híbrida com tração integral (provavelmente com o motor elétrico instalado na dianteira) está nos planos da Ford. Além de melhorar o desempenho do esportivo em pisos escorregadios, o sistema também ajudará na redução do consumo de combustível.

Mustang elétrico previsto para 2028

Apesar dos incrementos tecnológicos, o novo Mustang não será um carro totalmente inédito, uma vez que a Ford poderá apenas renovar a plataforma atual para reduzir custos de produção. Com isso, o pony car deverá manter os motores EcoBoost 2.3 turbo de quatro cilindros, o Coyote 5.0 V8 aspirado e o 5.2 V8 Supercharged das versões Shelby.

O Autoline acrescenta que a sétima geração do Mustang poderá ser a última com motores a combustão, uma vez que a especulada variante elétrica deverá iniciar uma nova era para o esportivo a partir de 2028, totalmente renovada e movida apenas a bateria (para a tristeza dos puristas).

Comentários