Por que o novo Chevrolet Bolt só chega em 2022?

Problemas nas baterias da LG paralisam novamente a fabricação da linha de elétricos da General Motors nos Estados Unidos

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Por que o novo Chevrolet Bolt só chega em 2022?
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A produção do novo Chevrolet Bolt virou uma verdadeira novela. A General Motors mais uma vez se vê com problemas para a fabricação de sua gama de elétricos, que inclui o monovolume e o utilitário esportivo. A linha de montagem tinha sido reiniciada no início deste mês de novembro, mas já foi suspensa de novo. Os pacotes de baterias da LG, apontados como a origem dos casos de incêndio envolvendo os carros, continuam como o epicentro da questão.

Tudo começou em meados do ano, depois de mais de 200 casos de incêndio registrados com os novos Bolt e Bolt EV. O problema estava nas baterias de alta voltagem dos elétricos, fornecidas pela LG Chem e LG Electronics. A GM fez o recall de 140 mil unidades dos carros que já haviam sido produzidos e/ou vendidos, e interrompeu a produção nas duas linhas de montagem de Orion, nos Estados Unidos.

A LG diz que fabrica, desde setembro, baterias novas e aprimoradas para o novo Chevrolet Bolt em suas duas fábricas no estado norte-americano de Michigan. A produção dos elétricos até foi reiniciada em 1º de novembro, mas durou apenas duas semanas e dificilmente será retomada ainda este ano. Segundo a mídia estadunidense, a GM só reiniciará a produção do novo Chevrolet Bolt no primeiro bimestre de 2022.

No Brasil

2022 Chevrolet Bolt Euv
Novo Chevrolet Bolt foi lançado em versões monovolume e SUV
Crédito: Divulgação
toggle button

A GM do Brasil chegou a abrir a pré-venda do novo Chevrolet Bolt em setembro deste ano, por R$ 317 mil. Porém, os casos de incêndios e o recall fizeram o fabricante suspender as reservas. Segundo fontes, a previsão agora é que esta segunda geração do elétrico só chegue aqui em meados de 2022.

Comentários