Quais são os rivais diretos do Volkswagen Taos?

Novo SUV médio chega no ano que vem e pretende liderar segmento. Mas quais utilitários estão na mira do carro alemão?

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Quais são os rivais diretos do Volkswagen Taos?
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Você viu aqui no WM1 tudo sobre o Volkswagen Taos, o grande lançamento que a marca alemã prepara para 2021. O SUV será feito na Argentina, e até o final do primeiro semestre entra em venda por aqui, com o objetivo de liderar o segmento de utilitários médios, hoje dominado pelo Jeep Compass.

Mas quais são seus rivais diretos, além do próprio Compass já citado? Nesta lista, vamos mostrar os principais alvos do Taos e relembrar quais são as maiores virtudes de cada um deles. Lembrou de algum outro? Deixe no campo de comentários!

Os grandes rivais do Volkswagen Taos

Abaixo, vamos listar os cinco principais. Mas nossa seleção ainda poderia incluir Hyundai New Tucson e ix35, Kia Sportage, Mitsubishi Eclipse Cross e modelos mais caros, mas também médios, como Honda CR-V, Toyota RAV4 e Peugeot 3008.

1. Jeep Compass

Este é o alvo central. A mira. O grande objetivo. O Jeep Compass, por ser o líder de todo o segmento de SUVs médios no Brasil, é o carro a ser batido pelo Taos. Fabricado desde 2016 na planta da FCA de Goiana (Pernambuco), ao lado do Renegade e da Fiat Toro, tornou-se rapidamente o queridinho da categoria e por mais de uma vez foi o SUV mais vendido do país. Hoje, custa a partir de R$ 126.290.

O Compass traz como diferencial as versões turbodiesel com câmbio automático de nove marchas e tração 4x4 no topo de sua linha, algo que nenhum outro SUV médio oferece. Na base, vem atualmente com um propulsor 2.0 aspirado, mas que logo deve ser trocado pelo 1.3 GSE turbo, no começo do ano que vem, junto de uma atualização visual.

Projeto 551 Jeep
Jeep Compass deve ganhar motor turbo de entrada e opção híbrida no ano que vem
Crédito: Divulgação

2. Ford Territory

Outro player importante deste segmento é o Ford Territory, que foi lançado em agosto deste ano, também de olho nos clientes do Jeep Compass. O modelo tem apenas duas versões de acabamento (SEL de R$ 165.900 e Titanium, de R$ 187.900), ambas importadas da China.

O SUV da Ford tem motor 1.5 turbo que rende 150 cv e 22,9 kgf.m de torque, sempre combinado a uma caixa de transmissão do tipo CVT que simula oito velocidades. Com objetivo de ser 100% urbano, o Territory não tem opção de tração integral.

Ford Territory
Importado da China, Territory tem apenas duas versões de acabamento
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

3. Toyota Corolla Cross

O Corolla Cross ainda não chegou, mas isso deve acontecer no ano que vem. Será mais um importante competidor em uma das categorias que mais cresce no Brasil e no mundo. Cotado para ser feito por aqui, o modelo também vai disputar clientes com Jeep Compass e Volkswagen Taos, mas terá em sua versão híbrida, que vai utilizar o mesmo conjunto do sedã, uma de suas virtudes.

Como o nome sugere, o modelo é baseado no consagrado sedã, que já tem 54 anos de mercado. Para isso, divide a plataforma TNGA com o Corolla. Assim, a motorização também é oriunda do irmão tradicional. Em medidas, o SUV tem 4,46 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,62 m de altura e 2,64 m de entre-eixos, menor que o Corolla sedã, mas do mesmo tamanho que o Compass.

[caption id="attachment_713348" align="alignnone" width="730"]

" width="1900" height="600" srcMobile="https://www.webmotors.com.br/wp-content/uploads/2020/07/09102944/toyotacorollacross-11-730x410.jpeg" class="fixedimage size-foto_quadrada wp-image-713348" src="https://www.webmotors.com.br/wp-content/uploads/2020/07/09102944/toyotacorollacross-11.jpeg"/> Toyota anunciou o Corolla Cross, que deve chegar oficialmente ao Brasil no fim de 2021[/caption]

4. Chevrolet Equinox

O Chevrolet Equinox é outro importante competidor dessa categoria, já que, com a alta do dólar deste ano, conseguiu manter os preços relativamente baixos, justamente por oferecer versões menos potentes e equipadas do que quando chegou ao Brasil, em 2017.

Naquela época, sua configuração mais cara, com motor 2.0 turbo e tração integral, custava o que hoje pede a versão de entrada, que é 1.5 e tem tração dianteira. Todo Equinox vendido no Brasil vem importado do México. Hoje, o SUV custa a partir de R$ 141.390.

Chevrolet Equinox 1.5t Premier 11
Chevrolet Equinox tem versão Premier com motor 1.5 no Brasil
Crédito: Divulgação

5. Caoa Chery Tiggo 7

Vamos finalizar nossa lista com um dos carros que tem surpreendido o mercado brasileiro pelo bom número de vendas - foram 321 unidades em setembro e mais de 1.600 em 2020: o Caoa Chery Tiggo 7, que desde fevereiro tem sido vendido em versão única pelo fabricante.

O SUV teve alterações no desenho e ganhou um novo sistema multimídia na linha 2021, que foi lançada no começo do ano por R$ 117.990. Produzido em Anápolis (GO), o Caoa Chery Tiggo 7 usa motor 1.5 turboflex, com potência de 150/147 cv e torque máximo de 21,4 kgf.m. O câmbio é automatizado de dupla embreagem, com seis marchas.

Chery apresenta novo Tiggo 7 2021 com inédita cor cinza metálico
Crédito: Divulgação
Comentários