Airbags da Takata afetam 2.316 unidades da Ranger

Recall da Ford é referente a picapes 2005 e 2006. Airbags 'fatais' podem projetar fragmentos metálicos capazes de matar
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Airbags da Takata afetam 2.316 unidades da Ranger
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Ford anunciou nesta quarta-feira (21) recall envolvendo 2.316 unidades da Ranger, modelos 2005 e 2006, fabricadas de 24 de agosto de 2015 a 1º de março de 2006, por conta de defeito nos airbags dianteiros do motorista e do passageiro.

A falha é de airbags da fornecedora Takata, que já causaram o recall de mais de 3 milhões de veículos de diferentes marcas apenas no Brasil desde 2013. Trata-se de defeito no deflagrador, equipamento responsável por inflar o airbag e que pode se romper quando este é acionado, projetando fragmentos metálicos na cabine capazes de causar ferimentos graves e até fatais.

No caso da Ranger, o recall vai se dar em duas etapas. Na primeira, já em vigor, os proprietários dos veículos devem agendar em uma concessionária a desativação desses airbags. Somente a partir de 7 de maio deste ano acontecerá nova convocação, dessa vez para substituir o insuflador e reativar as bolsas infláveis.

O recall em questão afeta unidades da picape modelo 2005 com os oito últimos dígitos de chassi não sequenciais de 5J448808 a 5J451182. Para unidades modelo 2006, os chassis vão de 6J452181 a 6J487228.

A Ford disponibiliza o telefone 0800 703 3673 e o site www.ford.com.br para consulta do chassi e mais informações.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors